CAP. 09: A Concessão de Profecias aos Aprendizes e Adeptos

Sutra de Lótus

Naquela ocasião, Ananda e Rahula tiveram esse pensamento: “Temos constantemente pensado sobre quão felizes seríamos se recebêssemos profecias”!

Então, eles dirigiram-se para diante do Buda, curvaram-se com suas cabeças aos seus pés, e disseram: “Honrado pelo Mundo, nós, também, poderíamos participar disto? Pois, somente no Tathagata buscamos nosso refúgio”.

“Além disso, somos vistos, conhecidos e reconhecidos por seres celestiais, pessoas e Asuras em todos os mundos. Ananda está sempre ao vosso dispor, protegendo e ostentando o tesouro da Lei. Rahula é o filho do Buda. Se o Buda assentisse em nos conceder uma profecia para o Anuttara-Samyak-Sambodhi, nossos desejos seriam plenamente satisfeitos e as expectativas da assembléia seriam também atendidas”.

Então, os dois mil discípulos Ouvintes, que eram aprendizes ou adeptos, todos se levantaram dos seus assentos, despiram seus ombros direitos, e foram para diante do Buda. Em pensamento único, eles uniram as palmas de suas mãos e olharam fixamente para o Honrado pelo Mundo expressando o mesmo desejo de Ananda e Rahula. E então, postaram-se a um lado.

Naquela ocasião, o Buda disse a Ananda: “Numa era futura, você tornar-se-á um Buda chamado Tathagata Rei do Autocontrole e das Penetrações com a Sabedoria Vasta como as Montanhas e Mares, Merecedor de Ofertas, de Conhecimento Correto e Universal, de Lucidez e Conduta Perfeitas, um Bem-Aventurado que Compreende o Mundo, Senhor Supremo, um Herói que Subjuga e Doma, Mestre de Seres Celestiais e Pessoas, Buda, Honrado pelo Mundo. Você fará oferecimentos a sessenta e dois milhões de Budas, protegendo e mantendo seus repositórios da Lei. Após aquilo, você obterá o Anuttara-Samyak-Sambodhi.
Seu país chamar-se-á ‘Estandarte da Vitória Sempre Içado’. Essa terra será pura, tendo lápis-lazúli como solo. O kalpa será chamado ‘Som Maravilhoso Interpenetrante’. A duração de vida deste Buda será de ilimitados milhares de miríades de milhões de Asamkhyas de kalpas. Se fôssemos contar o que são milhares de miríades de milhões de ilimitados Asamkhyas de kalpas, não poderíamos fazê-lo. A sua Lei Correta perdurará no mundo por duas vezes aquele tempo. A sua Lei Adulterada perdurará pelo dobro do tempo da Lei Correta”.

“Ananda, os méritos e virtudes do Buda Rei do Autocontrole e das Penetrações com a Sabedoria Vasta como as Montanhas e Mares serão elogiados por todos os Budas das dez direções, iguais em número às areias de ilimitados milhares de miríades de milhões de rios Ganges”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando reforçar este princípio, falou em versos, dizendo:

 “Agora, em meio à Sangha,

eu digo que Ananda, que ostenta a Lei,

fará oferecimentos a todos os Budas,

e posteriormente realizará a Correta Iluminação.

Seu nome será Buda Rei do Autocontrole e das Penetrações

com a Sabedoria Vasta como as Montanhas e Mares.

Seu país será puro,

chamado ‘Estandarte da Vitória Sempre Içado’.

Ele ensinará e converterá Bodhisattvas incontáveis em número.

 

Este Buda possuirá uma grande e magnífica virtude,

e seu nome será conhecido através das dez direções.

A duração de sua vida terá uma extensão ilimitada,

em razão da sua compaixão pelos seres viventes.

A sua Lei Correta perdurará pelo dobro do tempo da sua vida,

e a sua Lei Adulterada pelo dobro do tempo desta última.

Incontáveis seres viventes,

em número como as areias do Ganges,

plantarão a relação causal da Via do Buda com a Lei deste Buda”.

Naquela ocasião, os oito mil Bodhisattvas na assembléia, recentemente convertidos ao Anuttara-Samyak-Sambodhi, todos tiveram este pensamento: “Nunca ouvimos nem mesmo grandes Bodhisattvas receberem profecias como essas. Por que razão os Ouvintes receberam tais profecias”?

Então, o Honrado pelo Mundo, sabendo dos pensamentos que iam na mente dos Bodhisattvas, falou-lhes, dizendo: “Bons homens, Ananda e Eu, na presença do Buda Rei do Vazio, simultaneamente concebemos a idéia do Anuttara-Samyak-Sambodhi. Ananda sempre deleitou-se na erudição, enquanto eu fui sempre diligente e vigoroso na prática[1]. Por essa razão, eu já realizei o Anuttara-Samyak-Sambodhi, enquanto Ananda protege e ostenta a minha Lei. Ele protegerá também o repositório da Lei de todos os Budas do futuro, ensinando, convertendo e conduzindo multidões de Bodhisattvas à realização. Uma vez que o seu voto passado era este, ele obteve
portanto esta profecia”.

Quando Ananda, frente ao Buda, ouviu esta profecia e ouviu sobre os adornos da sua Terra Búdica, seu desejo foi satisfeito e seu coração encheu-se de alegria por ele ter obtido o que nunca antes possuíra. Ele imediatamente recordou-se do repositório da Lei dos ilimitados milhares de miríades de milhões de Budas do passado, penetrando-os sem obstrução, como se ele os tivesse ouvido agora. Ele também se recordou do seu voto passado.

Naquela ocasião, Ananda falou estes versos:

“O Honrado pelo Mundo é extremamente raro,

tendo feito relembrar-me de ilimitadas Leis Búdicas do passado,

como se eu as tivesse ouvido hoje.

Eu agora não tenho mais dúvidas de que resido seguramente na Via do Buda,

mas, como um meio hábil,

atuo como seu assistente,

protegendo e ostentando as Leis dos Budas”.

O Buda então se dirigiu a Rahula dizendo: “Numa era futura você tornar-se-á um Buda chamado ‘Tathagata Que Caminha Sobre Flores das Sete Jóias’, Merecedor de Ofertas, de Conhecimento Correto e Universal, de Lucidez e Conduta Perfeitas, um Bem-Aventurado que Compreende o Mundo, Senhor Supremo, um Herói que Subjuga e Doma, Mestre de Seres Celestiais e Pessoas, um Buda, Honrado pelo Mundo. Você fará oferecimentos a Budas, Tathagatas, numerosos como as partículas de pó contidas em dez sistemas de mundos, sempre atuando como o filho mais velho daqueles Budas, assim como você o é agora. ‘O Buda Que Caminha Sobre Flores das Sete Jóias’ terá uma terra adornada, um número de kalpas de duração da sua vida, um número de discípulos que ele ensinará, uma duração da sua Lei Correta e uma duração da sua Lei Adulterada iguais às do ‘Tathagata Rei do Autocontrole e das Penetrações com a Sabedoria Vasta como as Montanhas e Mares’. Ele também será o filho mais velho deste Buda e posteriormente obterá o Anuttara-Samyak-Sambodhi”.

Então, o Honrado pelo Mundo, desejando reforçar este significado, falou esses versos:

 “Quando eu era um príncipe da coroa,

Rahula era meu filho mais velho.

Agora que realizei a Via do Buda,

ele recebeu a Lei e é meu filho na Lei.

Numa era futura,

ele verá ilimitados milhões de Budas,

e será o filho mais velho de cada um deles,

buscando a Via do Buda concentradamente,

em pensamento único.

As práticas secretas de Rahula,

somente eu posso conhecer.

Ele manifesta-se como meu filho mais velho,

mostrando-se assim para os seres viventes.

Suas ilimitadas miríades de milhões de méritos não podem ser contadas.

Ele persevera seguramente na Lei do Buda,

e dessa forma busca a Via Insuperável”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo percebeu que aqueles que eram aprendizes e adeptos, dois mil ao todo, estavam dóceis em seus pensamentos, serenos e puros, concentradamente em pensamento único contemplando o Buda.

O Buda falou a Ananda, dizendo: “você vê esses dois mil aprendizes e adeptos”?

“Sim, eu os vejo”.

 “Ananda, eles farão oferecimentos a tantos Budas, Tathagatas, quanto as partículas de pó contidas em cinqüenta mundos, reverenciando-os e honrando-os, protegendo e ostentando seus repositórios da Lei. Então, simultaneamente, nas terras das dez direções, cada um deles atingirá o Estado de Buda. Todos eles terão o mesmo nome de ‘Tathagata Aspecto do Tesouro’, Merecedor de Ofertas, de Conhecimento Correto e Universal, de Lucidez e Conduta Perfeitas, um Bem-Aventurado que Compreende o Mundo, Senhor Supremo, um Herói que Subjuga e Doma, Mestre de Seres Celestiais e Pessoas, Buda, Honrado pelo Mundo. As durações de suas vidas serão de um kalpa; os adornos de suas terras, o número de Ouvintes e Bodhisattvas, bem como as durações das suas Leis Correta e Adulterada serão as mesmas”.

Naquela ocasião, o Buda, desejando reforçar este significado, falou versos, dizendo:

“Quanto àqueles dois mil Ouvintes,

postados agora diante de mim,

eu confiro uma profecia da sua futura consecução do Estado de Buda.

Os Budas, para os quais eles farão oferecimentos,

serão em número como disse acima.

Protegendo e ostentando seus repositórios da Lei,

eles posteriormente atingirão a Correta Iluminação.

Cada um deles, através das dez direções,

terá o mesmo nome,

e o mesmo tempo de permanência em seus Tronos da Lei.

 

Em razão de terem se certificado da Sabedoria Suprema,

eles serão chamados ‘Aspecto do Tesouro’.

Suas terras e seus discípulos,

e a duração das suas Leis Correta e Adulterada,

serão idênticas, sem nenhuma diferença.

Todos eles usarão poderes espirituais para salvar seres viventes através das dez direções.

Seus renomes serão difundidos por toda a parte,

bem como gradualmente entrarão no Nirvana”.

Naquela ocasião, as duas mil pessoas, tanto os aprendizes como os adeptos, ouvindo o Buda conceder-lhes profecias, saltaram de alegria e falaram versos, dizendo:

“Oh! Honrado pelo Mundo,

Lâmpada Brilhante da Sabedoria,

ouvindo o som dessas profecias,

nossos corações encheram-se de alegria,

como se aspergidos com o doce orvalho”.


[1] Embora Ananda tenha sido superado na prática pelo Buda que desenvolveu constantemente esforços diligentes, tornou-se um importante guardião da Lei pelo vasto conhecimento que adquiriu, fazendo jus a esta profecia. Nesta passagem revela-se um dos mais importantes ensinos do Verdadeiro Budismo, o qual é reforçado quando da exposição do Capítulo 20 – O Bodhisattva Sem Desprezo. Esse Bodhisattva Sem Desprezo foi um Monge que não se dedicava ao estudo dos sutras, tendo durante a sua vida
reverenciado como Budas todas as pessoas que encontrava. Dessa forma, atingiu rapidamente a Via do Buda. Em termos relativos, pode-se depreender desta passagem que estudar e expor este Sutra de Lótus ainda é uma tarefa fácil. Difícil é colocá-lo em prática como o fez o Bodhisattva Sem Desprezo.

N.T. As notas e comentários introduzidos nesta tradução do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa para a língua portuguesa falada no Brasil são da autoria e inteira responsabilidade de seu tradutor Marcos Ubirajara de Carvalho e Camargo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: