CAP. 22: A Transmissão

Sutra de Lótus

Naquela ocasião, o Buda Shakyamuni levantou-se de seu trono da Lei e manifestou grandes poderes espirituais. Com sua mão direita ele tocou o topo da cabeça de ilimitados Bodhisattvas Mahasattvas e disse: “Através de ilimitadas centenas de milhares de miríades de kotis de asamkhyas de kalpas, eu tenho cultivado e praticado a rara Lei do Anuttara-Samyak-Sambodhi. Eu agora a transmito a todos vocês. Devem, com um pensamento único, propagar esta Lei, fazendo-a disseminar extensivamente”.

Dessa forma, ele tocou o topo da cabeça dos Bodhisattvas Mahasattvas por três vezes, dizendo: “Através de ilimitadas centenas de milhares de miríades de kotis de asamkhyas de kalpas, eu tenho cultivado e praticado a rara Lei do Anuttara-Samyak-Sambodhi. Eu agora a transmito a todos vocês. Devem receber, ostentar, ler, recitar e proclamar vastamente esta Lei, fazendo com que todos os seres viventes ouçam-na e compreendam-na[1]”.

 “Por que razão? O Tathagata é grandemente piedoso e compassivo, sem mesquinhez e sem receio. Ele é capaz de conceder aos seres viventes a sabedoria do Buda, a sabedoria do Tathagata e a sabedoria que vem por si mesma[2]. O Tathagata é um grande anfitrião dadivoso para todos os seres viventes. Sendo assim, todos devem  estudar adequadamente as Leis do Tathagata e nunca se tornarem mesquinhos[3]”.

 “No futuro, se houver um bom homem ou uma boa mulher que creia na sabedoria do Tathagata, devem expor o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa para aquela pessoa, fazendo a pessoa ouvir, compreender e obter a sabedoria do Buda. Se houver seres viventes que não creiam ou aceitem-na, devem instruí-los com alguma outra das profundas Leis do Tathagata, beneficiando-lhes e fazendo-lhes alegrarem-se. Se puderem fazer isto, já terão retribuído a benevolência dos Budas”.

Quando os Bodhisattvas Mahasattvas ouviram as palavras do Buda, uma alegria em profusão permeou os seus corpos. Com crescente reverência, eles curvaram suas cabeças, juntaram as palmas das suas mãos, fitaram o Buda e disseram em uníssono: “Nós reverentemente cumpriremos as ordens do Tathagata. Sim, Honrado pelo Mundo, rogamos que não se preocupe com isto”. A assembléia de Bodhisattvas Mahasattvas falou dessa maneira por três vezes, dizendo: “Nós reverentemente cumpriremos as ordens do Tathagata. Sim, Honrado pelo Mundo, rogamos que não se preocupe com isto[4]”.

Naquela ocasião, o Buda Shakyamuni mandou os Budas que eram suas emanações, e que vieram das dez direções, de volta para as suas próprias terras, dizendo: “Paz a todos os Budas. Deixemos a torre do Buda Muitos Tesouros tornar-se novamente como era”.

Conforme disse isto, as ilimitadas emanações do Buda das dez direções, sentados em tronos de leão sob as árvores de jóias; o Buda Muitos Tesouros; Práticas Superiores e os ilimitados asamkhyas de Bodhisattvas presentes na grande assembléia; Shariputra e os outros Ouvintes; bem como a assembléia dos quatro tipos de crentes e todos aqueles nos mundos dos seres celestiais, humanos, asuras e assim por diante; ouvindo as palavras do Buda, todos se alegraram enormemente.

 


[1] Neste ato o Buda Shakyamuni faz a Transmissão da rara Lei do Anuttara-Samyak-Sambodhi (iluminação suprema e perfeita), aos incontáveis Bodhisattvas Mahasattvas presentes.

[2] Refere-se à sabedoria de Buda infinitamente profunda e imensurável. Uma sabedoria que excede a razão humana e que através desta não pode ser alcançada. Por isso, vem por si mesma, emanando daqueles que alcançam a iluminação do Buda.

[3] “… nunca se tornarem mesquinhos”. A sabedoria e o mérito são atributos que somente o Buda pode conferir a um Bodhisattva, neste caso, um mortal comum. Esses atributos estão além daquilo que a razão humana possa conceber, entender ou relacionar com as coisas do mundo tríplice. Nutrir sentimentos de avareza e inveja significa, num sentido, relacionar os atributos da Lei com os valores mundanos. A inveja e a avareza são também as inspirações dos que buscam a fama e a fortuna, ferindo o exato âmago deste Sutra.

[4] Através desse voto solene, os Bodhisattvas Mahasattvas recebem a Transmissão da Lei pelo Buda Shakyamuni.

N.T. As notas e comentários introduzidos nesta tradução do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa para a língua portuguesa falada no Brasil são da autoria e inteira responsabilidade de seu tradutor Marcos Ubirajara de Carvalho e Camargo.

3 Comentários

  1. Paulo Junior said,

    22/07/2011 às 19:15

    Alguém sabe me dizer qual o Sutra onde Sakyamuni prediz que no início do 5º periodo de 500 anos de sua morte surgiria um Buda com uma interpretação tão profunda de seus ensinos que seria capaz de conduzir a humanidade à iluminação?

  2. denise Rodrigues manco said,

    31/07/2014 às 9:02

    Preciso de entrar em conta urgente c marcos u c Camargo para tirar uma divida cruel.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: