CAP. 26: Dharani

Sutra de Lótus

Naquela ocasião, o Bodhisattva Rei da Medicina levantou-se do seu assento, descobriu seu ombro direito, juntou as palmas das mãos, fitou o Buda, e disse: “Honrado pelo Mundo, se um bom homem ou uma boa mulher receber e ostentar o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, se lê-lo ou recitá-lo com desenvoltura, ou copiá-lo, que bênção aquela pessoa ganharia”?

O Buda disse ao Rei da Medicina, “O quê você pensa? Se um bom homem ou uma boa mulher fizesse oferecimentos a Budas iguais em número aos grãos de areia de oito milhões de kotis de nayutas de rios Ganges, as bênçãos que então ganhariam não seriam grandes”?

“Muito grandes, Honrado pelo Mundo”.

O Buda disse: “Se um bom homem ou uma boa mulher receber e ostentar mesmo que um simples verso de quatro linhas deste Sutra, lê-lo, expor seu significado, e praticar de acordo com os seus ensinamentos, seu mérito e virtude será extremamente grande”.

Naquela ocasião, o Bodhisattva Rei da Medicina disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, eu agora darei aos pregadores do Dharma um mantra dharani para a sua proteção”.

Ele então falou o mantra, dizendo:

An er. Man er. Mo mi. Mo mo mi. Zhi li. Zhe li di. She li. She li duo wei. Shan di. Mu di. Mu duo li. Suo li. E wei suo li. Sang Ii suo Ii. Cha yi. E cha yi. E chi ni. Shan di. She li. Tuo la ni. E lu qie pe suo. Bo zhe pi cha ni. Mi pi ti. E bian duo luo mi li ti. E tan duo bo li shu di. E jiu li. Mu jiu li. E luo li. Bo luo li. Suo jia cha. E san mo san li. Fo tuo pi ji li zhi di. Da mo bo li cha di. Seng qie nye jyu sha mi. Po she po she shu di. Man duo luo. Man duo luo cha ye duo. You lou duo. You lou duo qiao she liao. E cha luo. E cha ye duo ye. E po lu. E mo rao nuo duo ye.

 “Honrado pelo Mundo, este dharani, este mantra espiritual (encantamento), foi recitado por Budas iguais em número às areias de sessenta e dois kotis de rios Ganges. Se alguém fizer mal a este Mestre da Lei, ele terá, por conseguinte, feito mal a estes Budas”.

Então, o Buda Shakyamuni louvou o Bodhisattva Rei da Medicina, dizendo: “Excelente, excelente, Rei da Medicina, que você piedosamente proteja esse Mestre da Lei falando este dharani, e desse modo beneficiando grandemente os seres viventes”.

Naquele momento o Bodhisattva Doador Intrépido disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, eu também falarei um dharani para proteger aqueles que lêem, recitam, recebem, e aceitam o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa. Se esse Mestre da Lei obtiver este dharani, nenhum yaksha, rakshasa, putana, kritya, kumbhanda, ou espíritos famintos serão capazes de encontrar a sua fraqueza e tirar vantagem dela”.

Então, na presença do Buda, ele falou este mantra:

Cuo li. Mo he cuo li. Yu zhi. Mu zhi. E li. E luo po di. Nie li di. Nie li duo po di. Yi zhi ni. Wei zhi ni. Zhi zhi ni. Nie li chi ni. Nie li chi po di.

 “Honrado pelo Mundo, este dharani, este mantra espiritual (encantamento), tem sido recitado por Budas iguais em número aos grãos de areia do rio Ganges, todos os quais exultam em acordo. Se alguém fizer mal a esse Mestre da Lei, ele terá, por conseguinte, feito mal a estes Budas”.

Naquele momento o Rei Celeste e Protetor do Mundo Vaishravana disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, eu também, por compaixão aos seres viventes e no sentido de proteger os Mestres da Lei, falarei este dharani”.

Ele então falou este mantra:

E li. Nuo li. Nou nuo lu. E nuo lu. Nuo li. Ju nuo li.

 “Honrado pelo Mundo, através deste mantra espiritual (encantamento), eu protejo os Mestres da Lei. Eu também protegerei pessoalmente os portadores deste Sutra dentro de uma área de uma centena de yojanas, de tal maneira que nenhum mal ou infortúnio venha lhes ocorrer”.

Naquele momento o Rei Celeste Protetor da Nação estava presente na assembléia e reverentemente rodeado por um séqüito de mil miríades de kotis de nayutas de gandharvas. Ele postou-se diante do Buda, juntou as palmas das mãos, e falou ao Buda, dizendo: “Honrado pelo Mundo, eu também protegerei os portadores do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa com um dharani, um mantra espiritual (encantamento)”.

Ele então falou este mantra:

E qie mi. Qie mi. Ju li. Qian tuo li. Zhan tuo li. Mo deng qi. Chang qiu li. Fu lou suo ni. E di.

 “Honrado pelo Mundo, este dharani, este encantamento, foi recitado por quarenta e dois kotis de Budas. Se alguém fizer mal a este Mestre da Lei, ele terá, por conseguinte, feito mal a estes Budas”.

Naquela ocasião havia demônios femininos. A primeira era chamada Lambda, a Segunda Vilamba, a terceira era chamada Dentes Curvos, a Quarta chamada Dentes Floridos, a Quinta era chamada Dentes Negros, a Sexta chamada Cabeleira, a sétima era Insaciável, a oitava chamada Portadora das Contas, a nona era chamada Kunti, e a décima era chamada Ladra da Essência e Energia de Todos os Seres Viventes. Essas dez mulheres-demônio, em companhia da mãe-demônio, sua criança e seus seguidores, todos vieram ao Buda e falaram-lhe em uníssono, dizendo: “Honrado pelo mundo, nós, também, desejamos proteger aqueles que leiam, recitem, recebam e mantenham o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, e os livraremos do mal. Caso alguém procure as fraquezas desses Mestres da Lei, ele não conseguirá obter vantagem deles”.

Então, na presença do Buda, elas falaram este mantra:

Yi ti li. Yi ti min. Yi ti li. E ti li. Yi ti li. Ni li. Ni li. Ni li. Ni li. Ni li. Lou xi. Lou xi. Lou xi. Lou xi. Duo xi. Duo xi. Duo xi. Dou xi. Nou xi.

 “Suba no topo de nossas cabeças, mas não perturbe este Mestre da Lei. Nenhum yaksha, rakshasa, espírito faminto, putana, kritya, vetala, ghanta, omaraka, apasmaraka, yakshakritya, kritya humano; nem febre durante um dia, ou dois dias, ou três dias, ou quatro dias, ou além de sete dias; nem qualquer febre permanente; nem qualquer tipo de homem, mulher, rapaz, ou moça o perturbarão, mesmo em seus sonhos”.

Então, na presença do Buda, elas falaram este verso:

“Se alguém desobedecer este mantra,

ou tentar perturbar aquele que prega o Dharma,

sua cabeça será partida em sete pedaços,

como o ramo da árvore arjaka.

Como a retribuição pela ofensa daqueles que matam seus pais,

ou que adulteram óleo,

ou enganam outros com pesos e medidas,

ou cometem a ofensa de Devadatta dividindo os crentes –

a quem fizer mal a este Mestre da Lei –

incorrerá em calamidades tais como estas”.

Tendo dito estes versos, as mulheres-demônio disseram ao Buda: “Honrado pelo Mundo, nós, também, protegeremos pessoalmente aqueles que recebam, mantenham, leiam, recitem, e estudem este Sutra, tornando-os pacíficos e seguros, livres de todos os males e doenças, e capazes de neutralizar todas as poções venenosas”.

O Buda disse às mulheres-demônio: “Excelente! excelente! Protegendo aqueles que recebem e mantém mesmo que apenas o título do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, suas bênçãos serão ilimitadas; quanto mais se protegerem aqueles que o recebam e o mantenham na integra; que façam oferecimentos de flores, incenso, contas, incenso em pó, incenso em pasta, queimando incenso, estandartes, dosséis, e música aos volumes do Sutra; e que acendam velas de cera, velas de óleo, velas de óleos fragrantes, velas de óleo de sumana, velas de óleo da flor champaka, velas de óleo da flor varshika, velas de óleo da flor utpala, e velas tais como estas, de uma centena de milhares de tipos. Kunti! Você e suas seguidoras protegerão os Mestres da Lei tais como estes[1]”.

Quando este “Capítulo Dharani” foi pregado, sessenta e oito milhares de pessoas obtiveram a compreensão da verdade do não-nascimento e não-extinção de todos os fenômenos.


[1] Nesta passagem o Buda novamente faz distinção dos méritos daqueles que aceitam e promovem simplesmente o nome do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa e daqueles que aceitam e promovem o Sutra na sua integra. Faz, entretanto, uma referência especial a Kunti, a nona das dez filhas de Kishimojin, a mãe-demônio.

N.T. As notas e comentários introduzidos nesta tradução do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa para a língua portuguesa falada no Brasil são da autoria e inteira responsabilidade de seu tradutor Marcos Ubirajara de Carvalho e Camargo.

6 Comentários

  1. Sylvio Claudio Carvalho said,

    18/06/2008 às 14:42

    Boa tarde.
    Gostaria de saber por que os mantras escritos neste capítulo são grafados denotando uma nítida fonética do idioma chinês. Eles foram recitados naquela época dessa mesma maneira? Esses mantras tem origem na milenar cultura chinesa?

    Ficarei grato por elucidarem esta questão.

    abraços

  2. muccamargo said,

    18/06/2008 às 15:07

    Boa Tarde Sylvio!

    Esta tradução para o Português do Brasil baseia-se no original em inglês da BTTS-Buddhist Text Translation Society in USA. Essa sociedade fez a tradução para o inglês da tradução de Kumarajiva do Sâncrito para o Chinês em sua íntegra. Então, é Chinês mesmo! Você está certo quanto a isso. Embora eu possua o texto em Sânscrito, como fonte de consultas, procurei nesta tradução para o português, ser fiel ao original em inglês da BTTS, que é fiel à tradução de Kumarajiva.

    Se você olhar para outras traduções como, por exemplo, a tradução de Burton Watson para o inglês, os mantras estão em sânscrito. Embora Burton Watson tenha sido um grande especialista em linguas orientais remotas, não sei dizer se a sua tradução para o inglês veio do sânscrito, do chinês ou da consulta a ambas as versões.

    Pensei muito sobre isso quando fazia a tradução que publiquei aqui. O que me deixou tranqüilo foi justamente o reconhecimento do Samadhi da Compreensão da Fala de Todos os Seres, alcançado pelos Budas de todas as direções.

    Mesmo diante das minhas limitações, foi um prazer procurar elucidá-lo sobre esse importante assunto.

    Obrigado pela oportunidade criada.

    Marcos Ubirajara.

  3. 02/11/2011 às 9:59

    Olá Sr. Marcos,

    Aprecio demais seu trabalho, suas traduções e comprometimento com este site, a frequência de atualizações etc. Meus parabéns, sou leitor assíduo e recomendo sempre a vários amigos. E parabenizo-lhe também pela traduação dos texto da vida do Buddha que tem postado nestas últimas semanas.

    Gostaria de saber onde posso conseguir ou acessar o Sutra do Lótus em sânscrito, poderia me auxiliar?

    Mais uma vez parabéns e muito obrigado.

    Sergio Martins
    Niterói – RJ

    • muccamargo said,

      03/11/2011 às 12:35

      Bom dia Sergio! Muito obrigado!

      Deixei um recado para você no gmail. Não deixe de ver. Ok?

      Abraço!

      Marcos Ubirajara.

  4. Marcos said,

    02/05/2013 às 12:05

    Olá
    Procuro especificamente o mantra 43. vc pode me ajudar.

    • muccamargo said,

      03/05/2013 às 9:52

      Bom dia, Marcos!

      Não conheço nada referenciado dessa maneira: “mantra 43”. Sinto não poder ajudá-lo nesse caso. De qualquer forma, você será sempre bem-vindo aqui no Cristal Perfeito.

      Tenha um ótimo dia.

      Marcos Ubirajara.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: