Mensagem de Esperança

11/10/2018

Num esforço brutal na tentativa de organizar melhor as coisas de Dôra, e também as minhas, deparei-me com esse registro que segue:

“Às 05:00 horas daquele dia 23/12/2011, o meu irmão Guara, então recém falecido a 13/12/2011, conversou longamente comigo. Com uma voz límpida e tranquila, saudou-me dizendo:

“Olá Marcos! Tudo bem?”.

“Guara!”, exclamei.

Ele: “Eu mesmo. Você viu aquilo?”.

“Mas, Guara…”, interpelei-o.

Ele: “Estou vivo, Marcos. Aquilo lá não era eu!”

Então, ele perguntou pelas pessoas enquanto eu andava rápido para levar as boas novas para a família.

A história, da qual não me lembrava mais dos detalhes, era que alguém, uma pessoa vil, estava “no lugar dele”. E isso foi tramado para fazer algumas coisas acontecerem. Ao me aproximar de uma grande árvore, sob ela, o sinal foi interrompido e não se restabeleceu mais.

Como Budista que sou, entendi tudo e gostaria de transmitir aos familiares e amigos essa mensagem de esperança, paz e tranquilidade que ele me passou:

“Estou vivo, Marcos! Aquilo lá não era eu!”

Marcos, em 23/12/2011, às 05:00 horas.

Aracy Cortes – Mulheres Maravilhosas

06/10/2018 – Aracy Cortes

Conhecendo o Amor de Dôra, ao ouvir os nossos discos.

Heroínas

29/09/2018

Sim! As mulheres são iguais aos homens, os quais não são iguais entre si, tampouco o são as mulheres, entre si.

Falo das Heroínas, falo da Dôra. Por quê? Porque ela, não obstante feminista, acolheu o amor de um homem muito diferente do seu próprio imaginário e, sozinha, abriu o grande portão de ferro do inferno das desigualdades e preconceitos, nos permitindo escapar para os campos da luta. Não me foi permitido alçar aquela caixa de despojos para a sepultura. Achei o gesto daquelas mulheres, simbolicamente, perfeito. Todavia, Dôra não estava presa ali. Ela escapou disso há muito tempo, e de há muito resplandece em nossos corações como a estrela do amor perfeito.

Agora, ela resplandece no Universo, porque estavam ali os Grandes Mestres do Dharma Maravilhoso, para cuja revelação no nosso querido Brasil, ela contribuiu demais, tornando-se protetora desse repositório materialmente residente em sua casa. Sim! Ela se inscreveu nos pergaminhos da Grande Lei, onde repousam os ditos dourados de todos os Budas das dez direções.

Perdoem-me os que assim não vêem, e também aqueles que nada vêem. Essa mensagem vem de longe, muito longe e, pasmem, vem de um Bodhisattva chamado Rei da Medicina, “Yakuo Bossatsu” em japonês; e também de “Guanshyin Bossatsu” em chinês, “Aryavalokiteshvaraya” em sânscrito. Este, com seus Samadhis encantadores e modos impressionantes, restituirá a Forma Perfeita de Dôra para sempre, despojando esse retrato de sofrimento ao qual se apegam os humanos, em geral.

Dôra vive. Onde? Em você! Boa noite!

O Encantamento

28/09/2018

Boa tarde! Comunico a todos que nossa querida Dôra acaba de falecer, Encantou, por volta das 15:20 hs, no Hospital Vera Cruz de Belo Horizonte. Estou me dirigindo para lá e peço a todos que permaneçam em oração. O momento requer muita Fé e Compreensão.

A Um Passo do Paraíso

28/09/2018

Bom dia! Segundo notícias que recebi de Joana esta manhã, “Dôra teve uma insuficiência respiratória e febre bastante alta. Foi encaminhada novamente para o CTI. Está com suporte respiratório, estável e consciente.Toma neste momento antibióticos para combate à infecção”.

Peço a todos que canalizem as melhores energias para ela. Bom dia!

De Volta para o Futuro

26/09/2018

Bom dia! Ontem, 25/09/2018, Dôra se livrou da sonda nasogástrica, e vem respirando sem auxílio de aparelho por 12 horas diárias; isto é, utilizando-o somente no sono. Está com previsão de alta para quinta-feira próxima, dia 04/10/2018. Ainda consigo contar quantas pessoas estão aqui no canteiro de obras para recebê-la. Mas, há muito tempo, perdi a conta daqueles que, à distância, pavimentaram esse caminho de Fé e verdadeiro altruísmo por ela.

Agora eu compreendi que todas as nossas vidas podem ter um único objetivo (salvar vidas), já alcançado no longínquo passado, mas que esquecemos em virtude das ilusões desse Mundo Saha. Mas, isso não importa agora. Caminhemos de volta para o futuro. Bom dia!

Reaprendendo Falar

21/09/2018

Bom dia! Hoje, recebemos instruções da Fisioterapeuta sobre como Dôra exercitar a fala através da oclusão da válvula da traqueostomia. Sua voz saiu vigorosa e altiva, como aqueles que a conhecem sabem. Só alegria! Imaginem o que ela não tem de fala estocada? Outra coisa importante é que a sonda deverá ser retirada, poupando-a de mais esse incômodo. São passos decisivos no caminho de volta para casa. Por essa razão, espero que todos tenhamos um ótimo final de semana. Bom dia!

Construindo Milagres

20/09/2018

Em 18/09/2018, Dôra reiniciou o processo de “desmame” novamente, isto é, respirar por períodos mais prolongados sem auxílio de aparelhos. Isto teve sequência ontem, 19/09, com sucesso. Hoje, o período será prolongado de 6 para 8 horas. Como sabem, houve uma primeira tentativa, ainda no CTI, frustada por algumas intercorrências inesperadas. Paciência. O importante é que a encontrei com bom aspecto e um notável desinchaço. Até mesmo milagres devem ser construídos através de ações meritórias, porque do nada, nada virá. Convido todos a mentalizarem e meditarem sobre as muitas ações meritórias da nossa querida Dôra, e o que todos almejamos se realizará. Bom dia!

A Cidadela

16/09/2018

A Cidadela

Oh ORROZ, não se escapa daquela cidadela. É um lugar sem sê-lo, é onde se promiscuem os rebaixados do mundo com suas visões distorcidas, é onde se comprimem os corpos emaciados dos injustos, iníquos, descrentes, fariseus e indolentes; tudo num mesmo lugar que não é lugar algum. Lá, todos os maus odores se misturam, não há luz, resvala-se o tempo todo no que é asqueroso. Ouve-se um borbulhar de águas ferventes subterrâneas, um sentimento de aversão ao passado nos assombra, e nada se vê além de um abismo. Não há escadas para galgar o profundo abismo, ou para descer da vacuidade das alturas alçadas pelas ilusões do Mundo Tríplice. Já estive lá! Sonha-se com a fuga daquele lugar, mas já não há um ‘eu’ que possa escapar.

Em 19/02/2014, no “O Diário de um Tolo”.

O “Ar”

16/09/2018

Bom dia! Ontem, quando cheguei ao hospital à tarde, o dreno do tórax da Dôra havia sido retirado. Fiquei feliz demais, demos mais um passo. Hoje pela manhã a encontrei com um ótimo aspecto, difícil de explicar, antigamente falava-se “ar”. Pois bem, ela está com um “ar” bom, entendem?

Bom, vamos aproveitar o final de semana para traçar planos. Sugiro usarmos de ousadia, pois as coisas boas estão disponíveis no Universo. Somente precisamos aprender a capturá-las (p.s. Assim é o “ar” de uma pessoa). E quando nos unimos em torno de um único propósito, nossas forças se multiplicam. No japonês dizemos “Itai Doshin”, que significa “muitos corpos, uma só mente”. Vamos? Bom dia!

« Older entries

%d blogueiros gostam disto: