CAP. 06: Concessão de Profecias

Sutra de Lótus

Naquela ocasião, após a sua exposição em versos, o Honrado pelo Mundo pregou para a grande assembléia desta maneira: “Meu discípulo, Mahakashyapa, numa era vindoura, servirá e contemplará três trilhões de Budas, Honrados pelo Mundo, fazendo oferecimentos, reverência, venerando-os e elogiando-os; ele proclamará amplamente a ilimitada Grande Lei de todos os Budas”.

“Em sua encarnação final ele tornar-se-á um Buda chamado Brilho da Luz. Tathagata, Merecedor de Ofertas, de Conhecimento Correto e Universal, de Lucidez e Conduta Perfeitas, um Bem-Aventurado que Compreende o Mundo, Senhor Supremo, um Herói Disciplinado e Justo, um Mestre de Seres Celestiais e Humanos, um Buda, Honrado pelo Mundo. Seu país será chamado Virtude da Luz e seu kalpa será chamado Grande Adorno. O período da sua vida como um Buda durará doze pequenos kalpas. Sua Lei Correta perdurará por vinte pequenos kalpas. A era da sua Lei Adulterada também perdurará por vinte pequenos kalpas”.

“Seu reinado será adornado e livre de impurezas ou maldades, degraus ou pedras, espinhos ou espinheiros, excrementos ou outras impurezas. Sua terra será plana, sem lugares altos ou baixos, ravinas ou montanhas. O chão será feito de lápis-lazúli, e ladeado por fileiras de árvores de jóias. As estradas serão guarnecidas com cordas de ouro. Flores preciosas espalhar-se-ão, purificando-a inteiramente. Os Bodhisattvas daquela terra serão em número de ilimitados milhares de milhões, a assembléia de ouvintes será igualmente incontável. Nenhuma ação de Mara terá efeito ali e, embora Mara e seus seguidores existam ali, todos eles protegerão a lei do Buda”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando reforçar este princípio, falou em versos dizendo:

“Declaro aos Monges que,

através do meu olho Búdico,

vejo que Kashyapa numa era futura,

incontáveis kalpas desta,

tornar-se-á um Buda e que,

no futuro, ele fará oferecimentos,

reverenciará e adorará três trilhões de Budas,

Honrados pelo Mundo.

E, em prol da sabedoria do Buda,

ele cultivará a pura conduta Brahman.

Fará oferecimentos ao supremamente Honrado,

Duplamente Realizado,

e então cultivará e praticará a sabedoria insuperável.

Em sua última encarnação ele tornar-se-á um Buda.

Sua terra será pura,

com o chão feito de lápis-lazúli,

e com muitas árvores de jóias perfilando os caminhos;

e suas estradas serão demarcadas por cordas de ouro,

deleitando a todos que verem-nas.

Uma fina fragrância sempre se fará sentir,

de flores raras que por lá se espalharão,

sendo adornada com toda a sorte de artigos raros.

A terra será lisa e plana,

sem montanhas ou ravinas.

A assembléia dos Bodhisattvas será em número incontável,

suas mentes serão gentis.

Tendo ganhado grandes poderes espirituais,

eles reverentemente manterão em observância os sutras do Grande Veículo do Buda.

A assembléia dos Ouvintes,

sem falhas e em sua última encarnação,

Filhos do Rei do Dharma,

também será para além de todas as contas.

Tão imensa será que,

mesmo através do Olho Celestial,

seu número não poderá ser estimado.

Seu tempo de vida como um Buda será de doze kalpas menores,

e sua Lei Pura permanecerá no mundo por vinte kalpas menores.

Sua Lei adulterada perdurará também por vinte kalpas menores.

O Honrado pelo Mundo, chamado Brilho da Luz,

terá uma história como esta”.

Naquela ocasião, Mahamaudgalyayana, Subhuti e Mahakatyayana ficaram muito agitados. Eles, em pensamento único, juntaram as palmas das suas mãos, olharam fixamente para o Honrado pelo Mundo, não abaixando seus olhares um momento sequer, com uma voz uníssona disseram esses versos:

“Supremo e Magnífico Herói, Honrado pelo Mundo,

o Rei da Lei dos Shakyas,

por compaixão de todos nós,

conceda-nos a Palavra do Buda!

Se, conhecendo os nossos pensamentos mais profundos,

possas ver que ganharemos profecias,

será para nós como um borrifo do doce orvalho,

dispersando o calor e dando-nos suave frescor.

Será como uma pessoa que,

vinda de uma terra esfomeada,

subitamente encontrasse um banquete real.

Com seu pensamento tomado pela dúvida e medo,

ela não ousará avançar e comer.

Mas, se ela obtiver a permissão do Rei,

então ela certamente ousará comer.

Nós, da mesma forma,

sempre pensamos acerca dos erros do Pequeno Veículo,

e não sabemos se estamos aptos a ganhar a insuperável sabedoria dos Budas.

Embora ouçamos a voz do Buda dizendo que nos tornaremos Budas,

nossos pensamentos são tomados pela preocupação e pelo medo,

como aquela pessoa que não ousava comer.

Se nós formos contemplados pela profecia do Buda,

então ficaremos felizes e em paz.

Supremo e Magnífico Herói, Honrado pelo Mundo,

vós que sempre desejastes paz para o Mundo,

por favor, conceda-nos profecias como se estivesse dando permissão para comer àquele faminto”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, sabendo dos pensamentos que estavam na mente dos seus grandes discípulos, disse aos Monges: “Subhuti, numa era futura, servirá e adorará três centenas de miríades de milhões de Nayutas de Budas, fazendo-lhes oferecimentos, prestando-lhes reverência, venerando-os e comprazendo-os, sempre cultivando a conduta Brahman, e completando a Via do Bodhisattva”.

“Na sua última encarnação, ele tornar-se-á um Buda chamado Tathagata Aparência do Nome, Merecedor de Ofertas, de Conhecimento Correto e Universal, de Lucidez e Conduta Perfeitas, um Bem-Aventurado que Compreende o Mundo, Senhor Supremo, um Herói Disciplinado e Justo, Mestre de Seres Celestiais e Humanos, Buda, Honrado pelo Mundo. Seu kalpa será chamado Posse de Jóias. Seu país será chamado Nascente de Jóias. Sua terra será nivelada, com o solo de cristal, e árvores de jóias como adornos. Ela será sem montanhas ou ravinas, pedras, espinhos, sujeira ou excrementos. Flores de jóias cobrirão o chão, purificando-o inteiramente. As pessoas da sua terra residirão em terraços cravejados de jóias ou em torres de finas pedras preciosas. A assembléia de Ouvintes será imensa, incomensurável, tal que não possa ser expressa em termos de números, por analogias ou comparações. A assembléia de Bodhisattvas será tão numerosa quanto incontáveis milhares de miríades de milhões de Nayutas”.

“A sua vida como Buda durará doze kalpas menores. Sua Lei Correta perdurará por vinte kalpas menores. A sua Lei Adulterada também perdurará por vinte kalpas menores. Esse Buda constantemente residirá no espaço vazio pregando o Dharma para as multidões e transpassando o portal através de incontáveis Bodhisattvas e Ouvintes”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando enfatizar este princípio, falou em versos, dizendo:

“Monges aqui reunidos,

eu agora vos falarei,

ouçam atentamente em pensamento único,

o que estou para dizer.

Meu grande discípulo, Subhuti,

tornar-se-á um Buda chamado Aparência do Nome.

Após fazer oferecimentos a incontáveis miríades de milhões de Budas,

seguindo as práticas dos Budas,

ele gradualmente percorrerá a Grande Via.

Na sua última encarnação ele obterá Trinta e Duas Marcas distintivas,

tornando-se altivo e belo como uma montanha de jóias.

Sua terra de Buda será insuperável em pureza e beleza.

Todos os seres viventes que o virem,

deleitar-se-ão nele.

E como um Buda,

ele salvará incontáveis multidões.

Dentro da sua Lei de Buda estarão muitos Bodhisattvas,

todos de faculdades apuradas,

girando a roda da não-regressão.

Essa terra será sempre adornada com Bodhisattvas;

a assembléia dos Ouvintes será para além de todas as contas;

todos tendo ganhado as Três Compreensões,

estarão sempre exercitando os seis Poderes Transcendentais,

perseverando nas Oito Emancipações,

e sempre possuindo grandes e surpreendentes virtudes.

Quando este Buda pregar a Lei,

ele manifestará ilimitados poderes transcendentais e transformações inconcebíveis.

As pessoas, tanto os seres celestiais como os humanos,

numerosas como as areias do rio Ganges,

todas juntarão as palmas das suas mãos para ouvir e aceitar aquelas palavras do Buda.

A duração da vida desse Buda será de doze pequenos kalpas;

a sua Lei Correta permanecerá no mundo por vinte pequenos kalpas;

A sua Lei Adulterada permanecerá por vinte pequenos kalpas também”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo mais uma vez dirigiu-se à assembléia de Monges dizendo: “Eu agora vos direi que numa era futura, Mahakatyayana fará oferecimentos de vários artigos e reverentemente servirá a oito bilhões de Budas, honrando-os e venerando-os. Após a extinção daqueles Budas, ele erigirá uma torre para cada um, com mil Yojanas de altura por quinhentas Yojanas de largura, todas feitas das sete jóias: ouro, prata, lápis-lazúli, madrepérola, carnelian, pérolas e ágata. Ele fará oferecimentos de muitas flores, colares de contas, incenso em pasta, incenso em pó, incenso para queimar, pálios de seda e estandartes para as torres. Após isto, ele ainda fará oferecimentos a vinte bilhões de Budas da mesma maneira. Tendo feito oferecimentos àqueles Budas, ele completará a Via do Bodhisattva”.

“Ele então se tornará um Buda chamado Tathagata Luz do Ouro de Jambunada, Merecedor de Ofertas, de Conhecimento Correto e Universal, de Lucidez e Conduta Perfeitas, um Bem-Aventurado que Compreende o Mundo, Senhor Supremo, um Herói Disciplinado e Justo, Mestre de Seres Celestiais e Humanos, Buda, Honrado pelo Mundo”.

“A sua terra será plana e lisa, com o solo de cristal e árvores de jóias como adornos. As estradas serão demarcadas com cordas de ouro, e o chão coberto com finas flores, purificando-o inteiramente, tal que aqueles que o verem deleitar-se-ão. Os Quatro Maus Caminhos não existirão ali, isto é, os infernos, os espíritos famintos, os animais e os asuras. Haverá muitos seres celestiais, humanos, Ouvintes em assembléia e Bodhisattvas cujo número será de ilimitadas miríades de milhões; tudo isto adornando aquela terra. A duração da sua vida como um Buda será de doze pequenos kalpas. Sua Lei Correta permanecerá no mundo por vinte pequenos kalpas. A sua Lei Adulterada permanecerá também por vinte pequenos kalpas”.

Naquele momento, o Honrado pelo Mundo, desejando reforçar este princípio, falou em versos, dizendo:

“Oh Monges, todos vocês,

ouçam com um pensamento único,

pois aquilo que eu digo é verdadeiro,

real e livre de erro.

Katyayana fará,

com uma variedade de artigos finos e delicados,

oferecimentos aos Budas.

Após a extinção daqueles Budas,

ele construirá torres com as sete jóias e também,

com flores e incenso,

fará oferecimentos às suas Relíquias.

Na sua última encarnação,

ele atingirá a sabedoria do Buda,

e alcançará a sua própria iluminação.

Seu país será puro,

e abrigará ilimitadas miríades de milhões de seres;

e ele receberá oferecimentos das dez direções.

Sua luz Búdica será insuperável.

Como um Buda, seu nome será Luz do Ouro de Jambunada.

Ilimitados e inumeráveis Bodhisattvas e Ouvintes,

servindo-o por toda a existência,

adornarão a sua terra”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, falou uma vez mais à assembléia: “Eu agora vos direi que Mahamaudgalyayana fará no futuro, com vários artigos, oferecimentos a oito mil e duzentas miríades de milhões Budas, honrando-os e venerando-os. Após a extinção daqueles Budas, ele erigirá para cada um deles uma torre de mil Yojanas de altura por quinhentas Yojanas de largura, feitas das sete jóias: ouro, prata, lápis-lazúli, madrepérola, carnelian, pérolas e ágata. Ele lhes fará oferecimentos de muitas flores, colares de contas, incenso em pasta, incenso em pó, incenso para queimar, pálios de seda e estandartes. Após aquilo, ele ainda fará oferecimentos a duas centenas de miríades de milhões de Budas da mesma maneira”.

“Ele então se tornará um Buda chamado Tathagata Fragrância da Tamalapatrachandana, Merecedor de Ofertas, de Conhecimento Correto e Universal, de Lucidez e Conduta Perfeitas, um Bem-Aventurado que Compreende o Mundo, Senhor Supremo, um Herói Disciplinado e Justo, Mestre de Seres Celestiais e Humanos, Buda, Honrado pelo Mundo”.

“Seu kalpa será chamado Repleto de Alegria. Seu país será chamado Mente Deleitada. Sua terra será plana e lisa, com solo de cristal e árvores de jóias como adornos. Flores de pérolas reais espalhar-se-ão sobre o seu chão, purificando-o inteiramente, tal que aqueles que o verem regozijarão. Haverá muitos seres celestiais, humanos, Bodhisattvas e Ouvintes; ilimitados e incontáveis em número. A duração da sua vida como um Buda será de vinte e quatro pequenos kalpas. A sua Lei Correta perdurará por quarenta pequenos kalpas. A sua Lei Adulterada perdurará também por quarenta pequenos kalpas”.

Naquele momento, o Honrado pelo Mundo, desejando reforçar este princípio, falou em versos, dizendo:

“Meu discípulo Mahamaudgalyayana,

ao deixar este corpo,

verá oito mil e duzentas miríades de milhões de Budas,

Honrados pelo Mundo.

E, em prol da Via do Buda,

honrar-lhes-á e far-lhes-á oferecimentos.

Na presença daqueles Budas,

ele sempre praticará a conduta Brahman,

através de incontáveis kalpas,

observando reverentemente a Lei do Buda.

Após a extinção daqueles Budas,

ele construirá torres feitas das sete jóias,

com cúpulas de ouro.

E com flores, incenso e música instrumental;

ele fará oferecimentos para as torres dos Budas.

Gradualmente,

tendo realizado a Via do Bodhisattva,

numa terra chamada Mente Deleitada,

ele tornar-se-á um Buda chamado Fragrância de Tamalapatrachandana.

A duração da sua vida como um Buda será de vinte quatro pequenos kalpas.

Sempre, para seres celestiais e humanos,

ele exporá e proclamará a Via do Buda.

Haverá ilimitados Ouvintes,

em número como as areias do Ganges,

com os Três Esclarecimentos,

com os Seis Poderes Transcendentais,

e de grande e extraordinária virtude.

Haverá incontáveis Bodhisattvas,

vigorosos e solidamente resolutos e que,

com relação à sabedoria dos Budas,

serão irreversíveis.

Após a extinção daquele Buda,

sua Lei Correta perdurará por quarenta pequenos kalpas,

e a sua Lei Adulterada durará o mesmo.

A todos os meus discípulos que cultivaram virtudes extraordinárias,

a todos os quinhentos,

serão concedidas profecias de que,

numa era futura,

tornar-se-ão Budas.

Quanto às minhas próprias e vossas causas e condições anteriores,

eu agora direi: todos vocês, ouçam bem!.

N.T. As notas e comentários introduzidos nesta tradução do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa para a língua portuguesa falada no Brasil são da autoria e inteira responsabilidade de seu tradutor Marcos Ubirajara de Carvalho e Camargo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: