Mensagem de Ano Novo

Que o ano vindouro de 2011 seja para você como o desabrochar de uma
Flor de Lotus.

Leia o Desabrochar do Lótus.

E também não deixe de ver o slideshow abaixo

Apresentação de Fotos

Obs: Sugiro usar as opções para ampliar as fotos da Flor de Lotus e de exibição dos seus respectivos títulos.

O Samadhi da Não-Distinção

O que é meio hábil?

Meio Hábil é o Bodhisattva.

 

E quem é o Bodhisattva, afinal?

Tudo! Absolutamente tudo![1]

 


[1] Assim eu ouvi em 15/12/2007, às 05:00 hs.

Ler também Os Ensinos do Buda D’água.

Flor de Lótus
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 16/12/2007.

A Conduta do Universalmente Meritório – Samantabhadra

“Se uma pessoa receber, mantiver, ler, e recitar o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, memorizá-lo corretamente, expor suas doutrinas, e praticar de acordo com seus ensinamentos, saiba que ela está praticando a conduta do Universalmente Meritório. Ela plantou profundamente boas raízes na presença de ilimitados, incontáveis Budas. Sua cabeça foi afagada pelas mãos do Tathagata”.

“Se uma pessoa meramente copiar o Sutra, no final da sua vida, ela nascerá no Céu Trayastrimsha. Naquela ocasião, oitenta e quatro mil mulheres celestiais lhe darão boas vindas com todos os tipos de músicas. Essa pessoa imediatamente receberá uma coroa feita dos sete tesouros e divertir-se-á em meio às deusas. Quanto mais será o caso de uma pessoa que recebe, mantém, lê e recita-o, memoriza-o corretamente, expõe suas doutrinas, e pratica de acordo com seus ensinamentos! Se uma pessoa recebe, mantém, lê, recita, e expõe suas doutrinas, no final da sua vida mil Budas lhe estenderão suas mãos, de tal forma que ela não necessitará temer cair nos maus destinos. Essa pessoa imediatamente nascerá no Céu Tushita na presença do Bodhisattva Maitreya. O Bodhisattva Maitreya tem trinta e duas marcas e está rodeado por um séqüito de Grandes Bodhisattvas e um acompanhamento de centenas de milhares de miríades de kotis de deusas. Tendo nascido ali, aquela pessoa obterá méritos, virtudes e benefícios tais como estes”.

“Portanto, um sábio pensaria unicamente em copiá-lo, ou pedir para outros copiá-lo, recebê-lo, mantê-lo, lê-lo, recitá-lo, guardá-lo adequadamente e praticá-lo de acordo com os seus ensinamentos”.

“Honrado pelo Mundo, eu agora protejo este Sutra com os meus poderes espirituais. Após a extinção do Tathagata, eu o propagarei amplamente no Jambudvipa, de tal forma que ele nunca será perdido”.

Naquela ocasião, o Buda elogiou-o, dizendo: “Excelente, excelente, Universalmente Meritório, que você possa proteger e amparar este Sutra, e levar felicidade e benefícios a muitos seres viventes. Você já acumulou inconcebíveis méritos, virtudes, e uma profunda e grande compaixão. Desde o longínquo passado você decidiu-se pelo Anuttara-Samyak-Sambodhi e foi capaz de fazer este voto para proteger este Sutra com suas penetrações espirituais. Eu agora usarei o poder das penetrações espirituais para proteger aqueles que recebam e mantenham o nome do Bodhisattva Universalmente Meritório”.

Universalmente Meritório, se uma pessoa puder receber, mantiver, ler, recitar, guardar adequadamente, praticar, e copiar o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, saiba que esta pessoa viu o Buda Shakyamuni. É como se ela tivesse ouvido este Sutra da boca do Buda. Saiba que esta pessoa fez oferecimentos ao Buda Shakyamuni. Saiba que o Buda elogiou esta pessoa, dizendo: ‘Excelente’! Saiba que a cabeça desta pessoa foi afagada pelas mãos do Buda Shakyamuni, e que ela foi coberta pelo manto do Buda Shakyamuni [1]”.

“Uma pessoa tal como esta nunca mais será presa aos prazeres mundanos. Ela nunca mais se apegará aos textos ou manuscritos de ensinos heréticos, nem apreciará aproximar-se de tais pessoas ou outras pessoas más, sejam eles açougueiros; criadores de porcos, carneiros, aves, ou cães; caçadores; ou proxenetas”.

“O pensamento dessa pessoa será firme e correto, e a sua memória também. Ela terá o poder das bênçãos e virtudes. Essa pessoa não será atormentada pelos três venenos, nem será mais atormentada pela inveja, arrogância, orgulho anormal, ou orgulho desmedido. Esta pessoa terá poucos desejos e saberá contentar-se. Ela será capaz de praticar a conduta do Universalmente Meritório”.

 


[1] Tal é a indescritível e imensurável boa sorte da pessoa que está concluindo a leitura deste Sutra de Lótus.

Extraído do CAP. 28: O Encorajamento do Bodhisattva Universalmente Meritório.

Samantabhadra
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 09/12/2007.

As Quatro Leis do Universalmente Meritório – Samantabhadra

Naquela ocasião, o Bodhisattva Universalmente Meritório, renomado pela sua liberdade, poderes espirituais, e extraordinária virtude, veio do leste juntamente com incontáveis, ilimitados, incalculáveis grandes Bodhisattvas. As terras por onde eles passaram tremeram, e choveram preciosas flores de lótus enquanto incontáveis centenas de milhares de miríades de kotis de tipos de música tocaram.

Ele estava acompanhado e rodeado também por um grande séqüito de incontáveis seres celestiais, dragões, yakshas, gandharvas, asuras, garudas, kinnaras, mahoragas, humanos, não-humanos, e assim por diante. Cada um manifestando os poderes de extraordinária virtude e penetrações espirituais.

Chegando ao Monte Gridhrakuta no mundo Saha, eles curvaram-se em obediência ao Buda Shakyamuni, circundando-o sete vezes à direita e, então, aquele Bodhisattva disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, na terra do Buda Rei Superior da Preciosa Virtude Extraordinária eu ouvi à distância que, no mundo Saha, o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa estava sendo pregado. Eu venho com incontáveis, ilimitadas centenas de milhares de miríades de kotis de Bodhisattvas para ouvi-lo e recebê-lo. Eu apenas rogo que o Honrado pelo Mundo pregue-o. Após a extinção do Tathagata, como um bom homem ou uma boa mulher poderão obter o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa”?

O Buda disse ao Bodhisattva Universalmente Meritório: “Se um bom homem, ou uma boa mulher, alcançar as Quatro Leis, ele obterá o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa após a extinção do Tathagata. Primeira Lei, ele é o objeto da proteção e de preocupação do Buda. Segunda Lei, ele detém as raízes das virtudes. Terceira Lei, ele penetra o conjunto de concentrações corretas. Quarta Lei, ele concentra-se na intenção de salvar todos os seres viventes [1]”.

 “Se um bom homem ou uma boa mulher alcançar dessa forma estas Quatro Leis, é certo que ele obterá este Sutra após a extinção do Tathagata”.

 


[1] Pessoas que reúnam essas quatro condições são pessoas universalmente conhecidas por serem mantidas em mente pelos Budas.

Extraído do CAP. 28: O Encorajamento do Bodhisattva Universalmente Meritório.

Samantabhadra
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 09/12/2007.

A Medicina Superior do Sutra de Lótus

‘Grande Rei, você vê essas duas crianças? No passado, essas duas crianças fizeram oferecimentos a Budas iguais em número aos grãos de areia de sessenta e cinco centenas de milhares de miríades de kotis de nayutas de Rios Ganges, tratando-os com reverência. Na presença daqueles Budas, eles receberam e mantiveram o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa. Compassivos com seres viventes de visões distorcidas, eles levaram-lhes a perseverar em visões corretas’”.

“O Rei Adorno Maravilhoso então desceu do espaço e disse ao Buda: ‘Honrado pelo Mundo, o Tathagata é extremamente raro. Através do seu mérito, virtude e sabedoria, a protuberância carnuda no topo de sua cabeça deslumbra brilhantemente. Seus olhos são extensos e claros, da cor violeta. A luz do tufo de cabelos entre suas sobrancelhas é branca como a lua resplandecente. Seus dentes são brancos, planos, e sempre brilhantes. Seus lábios são de uma delicada cor vermelha como a da fruta bimba’”.

“Tendo assim elogiado o Buda pelas suas incontáveis centenas de milhares de miríades de kotis de virtudes meritórias, o Rei Adorno Maravilhoso então, na presença do Tathagata, em pensamento único juntou as palmas das suas mãos e ainda disse ao Buda: ‘Honrado pelo Mundo, a Lei do Tathagata é única, perfeita na realização do inconcebível, sutil, e de maravilhoso mérito e virtude. Seus ensinamentos na prática da moralidade conduzem à segurança, alegria e benevolência. Deste dia em diante, eu nunca mais seguirei o caminho dos meus próprios pensamentos. Eu nunca cultivarei visões distorcidas, arrogância, ira, ou quaisquer outros maus pensamentos’”.

“Tendo dito aquilo, ele curvou-se para o Buda e retirou-se”.

O Buda disse à grande assembléia: “O quê vocês pensam? Poderia o Rei Adorno Maravilhoso ter sido algum outro? Ele foi o agora presente Bodhisattva Virtude da Flor. Sua esposa, a Rainha Pura Virtude, foi o Bodhisattva Marca do Adorno Brilhante que está agora na presença do Buda, e que, por compaixão ao Rei Adorno Maravilhoso e seu séqüito, nasceu junto a eles”.

 “Os dois filhos são o presente Bodhisattva Rei da Medicina e o Bodhisattva Medicina Superior[1]. O Bodhisattva Rei da Medicina e o Bodhisattva Medicina Superior alcançaram grandes méritos e virtudes tais como estes. Na presença de incontáveis centenas de milhares de miríades de kotis de Budas, eles acumularam as raízes da virtude e alcançaram inconcebíveis méritos e virtudes”.

 “Se uma pessoa conhece os nomes destes dois Bodhisattvas, todo o mundo com sua população de seres celestiais e humanos deverão obediência a ela”.

Quando o Buda pregou este capítulo, “Os Feitos Passados do Rei Adorno Maravilhoso”, oitenta e quatro mil pessoas foram removidas da sujeira e apartadas da corrupção. Elas obtiveram a Pureza do Olho do Dharma com relação a todas as leis.

 


[1] As habilidades e as funções destes Bodhisattvas, Rei da Medicina e Medicina Superior, não se limitam a produzir curas para as doenças deste mundo utilizando-se de poderes transcendentais; mas, efetivamente, “salvar” os seres viventes conduzindo-os ao Grande Veículo, fazendo-lhes desfrutar daquilo que nunca obtiveram antes, ou seja, conceber o desejo pelo Anuttara-Samyak-Sambodhi.

Extraído do CAP. 27: Os Feitos Passados do Rei Adorno Maravilhoso.

A Grande Causa Mística

“Naquela ocasião, o Buda Sabedoria do Rei Flor da Constelação da Nuvem do Som do Trovão disse ao Rei Adorno Maravilhoso: ‘Assim é, assim é, tal como você diz. Se um bom homem ou boa mulher plantarem boas raízes, em vida após vida eles poderão ganhar um Bom e Sábio Conselheiro. O Bom e Sábio Conselheiro pode realizar o trabalho do Buda, instruí-los, beneficiá-los, deleitá-los, e levá-los a entrar no Anuttara-Samyak-Sambodhi’.

‘Grande Rei, você deveria saber que um Bom e Sábio Conselheiro é a grande condição causal[1], por ele ensinar e guiar as pessoas, e fazer-lhes ver o Buda e decidir pelo Anuttara-Samyak-Sambodhi’.

 


[1] Esta é a verdadeira Grande Causa Mística, que não necessariamente está representada numa pessoa, podendo estar nos fatos ou nas circunstâncias da vida de uma pessoa.

Extraído do CAP. 27: Os Feitos Passados do Rei Adorno Maravilhoso.

Uma Rosa dos Ventos apontando para o Nordeste?
Leia O Buda da Direção Nordeste, da Hora do Boi.

Rosa dos Ventos
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 02/12/2007.

A Prova de Amor Filial

“Naquela ocasião, os dois filhos, desejando reforçar a sua intenção, falaram em versos para a sua mãe, dizendo:

‘Rogamos à nossa mãe permitir-nos deixar o lar e tornarmo-nos Shramanas.

Os Budas são extremamente difíceis de encontrar,

e nós o seguiremos no aprendizado.

Tão raro quanto a flor de udumbara,

tão difícil de encontrar, é o Buda;

É difícil, também, remover a dificuldade.

Por favor, permita-nos deixar o lar [1]’!”.

“A mãe então disse: ‘Eu permito-vos deixar o lar. Por quê? Porque os Budas são difíceis de ir ao encontro’”.

“Os dois filhos então disseram aos seus pais: ‘Excelente, Pai e Mãe! É hora, se assim o desejam, de ir ao Buda Sabedoria do Rei Flor da Constelação da Nuvem do Som do Trovão, para juntarmo-nos a ele e fazer-lhe oferecimentos. Por que é assim? Porque os Budas são tão difíceis de encontrar quanto a flor de udumbara. É também tão difícil quanto seria para uma tartaruga de um só olho encontrar uma cavidade num tronco flutuante. Mas nossas bênçãos devidas às vidas anteriores são profundas e sólidas, tal que nesta vida nós encontramos a Lei do Buda. Portanto, Pai e Mãe, ouçam-nos e consintam-nos deixar o lar. Por quê? Os Budas são difíceis de ir ao encontro, e tal oportunidade difícil de achar’”.

“Naquela ocasião oitenta e quatro mil mulheres no palácio do Rei Adorno Maravilhoso tornaram-se capazes de receber e manter o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa.

O Bodhisattva Olho Puro, de há muito penetrara o Samadhi da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa. O Bodhisattva Repositório Puro, há incontáveis centenas de milhares de miríades de kotis de kalpas, já penetrara o Samadhi da Separação de Todos os Maus Caminhos, porque ele desejara motivar todos os seres viventes a deixar os maus caminhos.

A esposa do rei obteve o Samadhi da Acumulação do Buda e tornou-se apta a conhecer todos os tesouros secretos dos Budas.

Os dois filhos, usando o poder de tais expedientes, habilmente ensinaram seus pais, levando suas mentes a entender e compreender, e fazendo-lhes deleitar na Lei do Buda”.

“Então, o Rei Adorno Maravilhoso, junto com seus ministros e acompanhantes; a Rainha Pura Virtude, junto com suas criadas e acompanhantes; e os dois filhos do rei, juntos com oitenta e quatro mil pessoas, todos foram ao Buda. Ao chegarem, eles o reverenciaram com suas cabeças aos pés do Buda, circundando-o três vezes, e postaram-se a um lado.

Aquele Buda então pregou o Dharma para a instrução do rei, trazendo-lhe benefícios e deleite, e o rei regozijou-se enormemente”.

 


[1] No cumprimento da missão de fazer o pai de pensamentos heréticos conceber o desejo de Anuttara-Samyak-Sambodhi e no sincero propósito de ir ao lugar do Dharma ao encontro do Buda, nisto está a verdadeira prova de amor filial.

Extraído do CAP. 27: Os Feitos Passados do Rei Adorno Maravilhoso.

A Proteção de Kishimojin

O Buda disse às mulheres-demônio: “Excelente! excelente! Protegendo aqueles que recebem e mantém mesmo que apenas o título do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, suas bênçãos serão ilimitadas; quanto mais se protegerem aqueles que o recebam e o mantenham na integra; que façam oferecimentos de flores, incenso, contas, incenso em pó, incenso em pasta, queimando incenso, estandartes, dosséis, e música aos volumes do Sutra; e que acendam velas de cera, velas de óleo, velas de óleos fragrantes, velas de óleo de sumana, velas de óleo da flor champaka, velas de óleo da flor varshika, velas de óleo da flor utpala, e velas tais como estas, de uma centena de milhares de tipos. Kunti! Você e suas seguidoras protegerão os Mestres da Lei tais como estes[1]”.

 


[1] Nesta passagem o Buda novamente faz distinção dos méritos daqueles que aceitam e promovem simplesmente o nome do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa e daqueles que aceitam e promovem o Sutra na sua integra. Faz, entretanto, uma referência especial a Kunti, a nona das dez filhas de Kishimojin, a mãe-demônio.

Extraído do CAP. 26: Dharani.

O Objeto de Adoração

Contemplador Verdadeiro, Contemplador Puro,

Contemplador com Ampla, Grande Sabedoria,

Contemplador Compassivo, Contemplador Amável,

devemos constantemente contemplá-lo com reverência!

Indestrutível luz pura,

sol da sabedoria que penetra a escuridão,

que pode impedir as calamidades do vento e do fogo,

como brilhas em todos os mundos!

Sua substância compassiva: como o trovão dos preceitos.

Sua intenção amável: como uma maravilhosa grande nuvem.

Ele faz chover o doce orvalho e a chuva do Dharma,

que extingue as chamas da aflição.

 

Em meio a uma contenda, quando visado com acusações,

ou quando alguém está aterrorizado no campo de batalha,

se ele evoca o poder do Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo, todos esses muitos inimigos se dispersarão e se retirarão.

 

Maravilhoso é o seu som, Contemplador dos Sons do Mundo.

Um som puro, um som como o da maré,

um som para além de todos os sons mundanos,

nós sempre o manteremos em pensamento.

 

Em pensamento após pensamento não teremos dúvida:

o Contemplador dos Sons do Mundo é puro e sábio.

Em tempos de sofrimento, agonia, perigo, e morte,

ele é nosso refúgio e protetor.

 

Repleto de todos os méritos e virtudes,

com seus olhos compassivos e amáveis contemplando os seres viventes,

ele é dotado de imensas bênçãos, ilimitadas como o oceano.

Portanto, deveríamos reverentemente adorá-lo”.

 

Naquela ocasião, o Bodhisattva Guardião da Terra levantou-se do seu assento e disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, se houver aqueles que ouçam este capítulo sobre o Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo, que aprendam sobre o altruísmo de suas ações e sobre o poder das suas penetrações espirituais como mostrado neste Portal Universal, saiba-se que os méritos e virtudes de tais pessoas não serão pequenos”.

Quando o Buda pregou o “Capítulo do Portal Universal do Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo”, todos os oitenta e quatro mil seres viventes na assembléia[1] decidiram-se pelo Anuttara-Samyak-Sambodhi.

 


[1] Isto significa que o Verdadeiro Objeto de Adoração, Contemplador dos Sons do Mundo, sábio e puro, Dotado de todos os benefícios; é o próprio Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seu Nome, (Nam) Myoho-Rengue-Kyo, ou a sua Íntegra, representada pelos seus oitenta e quatro mil caracteres com suas intrínsecas naturezas de Buda, aqui identificados como “seres viventes na assembléia”; antes, no Capítulo 24, identificados como o séqüito de Bodhisattvas que acompanharam o Bodhisattva Som Maravilhoso em sua vinda ao mundo Saha.

Extraído do CAP. 25: O Portal Universal do Bodhisattva Guanshiyin

Flor de Lótus
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 02/12/2007.

O Poder do Bodhisattva Guanshiyin, O Contemplador dos Sons do Mundo

Dotado com o poder das penetrações espirituais,

enorme sabedoria e meios hábeis,

viajando através dos mundos nas dez direções,

ele manifesta-se em toda a parte e em todos os lugares.

Os vários maus caminhos,

os do inferno, da fome, e da animalidade,

e a dor do parto, da velhice, da doença e da morte,

todos são gradualmente limpos[1].

 


[1] O que lemos nos versos acima descortina três profundos significados: Primeiro, um Bodhisattva do Mahayana Verdadeiro (Sutra de Lótus) possui poderes para salvar os seres viventes de todas as suas angústias e aflições. Como esses poderes transcendentais são atributos do Buda, isto significa que esse Bodhisattva manifesta a natureza de Buda dentro de si; Segundo, todos os seres sensíveis e insensíveis possuem inerentemente os dez estados, do estado de inferno ao estado de Buda, sendo este o Samadhi que confere a esse Bodhisattva o poder da manifestação de todas as formas físicas nas dez direções para cumprir a sua função de ensinar e salvar a todas as pessoas; Terceiro, esse Bodhisattva é um Buda do futuro, ungido pelo próprio Buda Original, sendo esta a razão do advento do Buda neste mundo. Juntos, esses significados revelam a Verdadeira Entidade de Todos os Fenômenos. Esse Bodhisattva acumula a virtude de ser um Portal Universal para a entrada do Buda nesse mundo, para ensinar através dos meios hábeis, beneficiando um incalculável número de seres.

Extraído do CAP. 25: O Portal Universal do Bodhisattva Guanshiyin

Guanshiyin
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 02/12/2007.

%d blogueiros gostam disto: