Pérolas do Universo – Fascículo XII

“O que é fé? O Bodhisattva-Mahasattva acredita que existe recompensa nos Três Tesouros e na doação. As duas realidades [isto é, a relativa e a ultimada] e a Via do Veículo Único [‘ekayana’] não são diferentes. Ele acredita que todos os Budas e Bodhisattvas desdobram as coisas em três (veículos), de tal maneira que todos os seres alcancem rapidamente a Emancipação. Ele acredita na ‘Paramartha-satya’ [‘a verdade da Realidade Última’] e nos bons meios hábeis. Isto é fé.

Uma pessoa que assim acredita não pode ser derrotada por quaisquer Shramanas, Brâmanes, Marapapiyas, Brahma, ou quem quer que seja. Quando uma pessoa baseia-se nessa fé, ela ganha a natureza de um sábio sagrado. Ela pratica a doação – quer seja grande ou pequena – e tudo isto leva ao Mahaparinirvana, e dessa forma essa pessoa não cai no (ciclo do) nascimento e morte. O mesmo se passa com a observância dos preceitos morais, com a audição da Via, e com a Sabedoria, também. Isto é fé.”

Leia mais em Pérolas do Universo – Fascículo XII.

Perolas do Universo 12

Click na imagem para leitura ou download

English Version

Conteúdo deste Fascículo:

As Profundezas do Caminho Médio   3

O Que é Fé. 4

O Que é Mente Correta  5

A Qualidade Daquele Que Indaga  5

Os Nove Fatores das Relações Causais nas Doenças  6

A Harpa e o Rei 7

A Natureza da Nata  8

Pais e Filhos. 9

A Natureza Original de Todas as Coisas  10

O Rugido do Leão. 11

Os Passos do Leão. 14

Natureza de Buda. 15

A Visão dos 12 Elos da Interdependência  17

A Iluminação Insuperável Final de Todos os Seres  18

O Absoluto. 19

A Natureza de Buda de Todos os Seres  20

Cores à Luz do Dia  21

Os Doze Elos do Surgimento Interdependente  22

A Grama dos Himalayas  24

Desejar Pouco e Sentir-se Satisfeito   25

Os Três Tipos de Desejo   25

O Esforço para o Mahaparinirvana  26

Visão e Audição Sobre a Natureza de Buda  27

Sétimo Tipo de Pessoas

Beyond all coming and going of phenomena: the ...

Tathagata: aquele que está para além de todas as idas e vindas dos fenômenos. Image via Wikipedia

“A sétima pessoa aspira atravessar o grande rio do nascimento e da morte. Mas, sem bem acumulado até aqui, ela afunda em meio às águas. Encontrando-se com um Bom Mestre da Via, ela adquire fé. Este ganho de fé é o que chamamos ‘vir à tona’. Devido à fé, ela protege, recita, copia e expõe os 12 tipos de sutras, e para o benefício dos seres, ela fala extensivamente deles. Ela sente prazer na doação e pratica a Sabedoria. Nascida com a mente aguçada, ela persevera firmemente na fé e na Sabedoria, e não retroage na mente. Como ela não retroage, ela avança. Ao avançar, ela encontra a outra margem. Tendo conquistado as alturas de uma grande montanha, ela agora está apartada do medo e é abençoada com a mais pura paz. Oh bom homem! (Estar no topo da) grande montanha na outra margem pode ser comparado ao Tathagata, paz à Eternidade do Buda, e a grande e alta montanha é o Grande Nirvana.

Oh bom homem! Todas essas pessoas às margens do Rio Ganges possuem mãos e pés, mas elas são difíceis de salvar. É o mesmo com todos os seres, também. Os Três Tesouros do Buda, Dharma e Sangha realmente existem, e o Tathagata sempre expõe o essencial de todas as leis [Dharma]. Há o Nobre Caminho Óctuplo e o Mahaparinirvana. Todos os seres podem obter tudo isso. Isto (Nirvana) não é o que surge de mim, ou daqueles nobres caminhos, ou dos seres. Saiba que todas essas coisas retornam às impurezas. Por essa razão, todos os seres não podem alcançar o Nirvana.”

Leia Mais no Sutra do Nirvana, Capítulo 39 – Sobre o Bodhisattva Rugido do Leão 7.

seventh kind of people.mp3

Pérolas do Universo – Fascículo V

(O Buda disse): “Oh bom homem! O Buda-Honrado-pelo-Mundo reside no Mahaparinirvana e assim descerra, discrimina e explana o significado. Por esta razão, dizemos ‘ação sagrada’. Os Sravakas, Pratyekabudas e Bodhisattvas, tão logo ouçam [as palavras do Buda], praticarão em conformidade. Portanto, (praticarão) ‘ações sagradas’. Oh bom homem! Tão logo esse Bodhisattva-Mahasattva tenha feito esse trabalho (ação), ele atinge o estágio de destemor. Oh bom homem! Se um Bodhisattva atinge o estágio de destemor, ele então não teme (mais) a cobiça, a ira, a ignorância, o nascimento, a velhice, a doença e a morte. Também, ele não teme os domínios do infortúnio do inferno, dos espíritos famintos e dos animais.”

Leia mais em Pérolas do Universo, Fascículo 5.

pearls of universe 5.mp3

Perolas do Universo 5

Conteúdo deste Fascículo:

O Desejo como um Débito a Pagar  3

O Desejo como uma Mulher Rakshasa 3

O Desejo como uma Bela Flor  4

O Desejo Como Gula Odiosa  4

O Desejo como uma Mulher Sensual  5

O Desejo como uma Semente de Maruka  5

O Desejo como uma Carne Esponjosa  6

O Desejo como uma Tempestade  6

O Desejo como um Cometa  7

Os Cinco Dharmas Seculares  8

A Verdade Real 8

A Transitoriedade da Mente  9

A Transitoriedade da Existência Física  11

O Impresumível Giro da Roda da Lei 13

Ações Sagradas. 15

As Virtudes do Grande Nirvana  16

O Voto de Kashyapa 17

A Admoestação do Shakra Devanam Indra  18

A Doutrina do Todo-Vazio   20

Os Doze Tipos de Escrituras do Dharma 27

Sutra do Nirvana – Cap. 33 – Bodhisattva Rugido do Leão 1

“O verdadeiro Rei-Leão emerge da sua caverna logo ao amanhecer. Ele alonga o seu corpo e boceja. Olha ao redor, rosna e ruge para onze coisas. Quais são aquelas onze?

Primeira, ele deseja esmagar uma pessoa que, não sendo [verdadeiramente] um leão, tem a pretensão de apresentar-se como um leão.
Segunda, ele agora deseja testar a sua própria força física.
Terceira, ele deseja purificar o lugar onde ele vive.
Quarta, ele deseja conhecer os lugares onde todos os outros estão vivendo.
Quinta, ele não teme qualquer outro.
Sexta, ele deseja despertar aqueles que estão dormindo.
Sétima, ele deseja tornar todos os animais indolentes em não-indolentes.
Oitava, ele deseja que todos os animais venham e rendam-se [para ele].
Nona, ele deseja subjugar o grande gandhahastin (elefante almiscarado).
Décima, ele deseja testar todos os filhos.
Décima primeira, ele deseja adornar todos aqueles com os quais ele está relacionado.

Todos os pássaros e animais ouvem o rugido do leão. Aqueles da água escondem-se nas profundezas, aqueles sobre a terra em grutas e cavernas, aqueles que voam caem ao chão, e todos aqueles grandes gandhahastins tornam-se assustados e expelem impurezas (se purificam). Oh todos vocês bons homens! Uma raposa pode seguir um leão por cem anos, no entanto, ela não pode rugir. A situação é como aquela. O filho de um leão, na idade de três anos completos, pode verdadeiramente rugir, como um Rei-Leão.”

abstract of nirvana sutra chapter 33.mp3

Leia mais no Sutra do Nirvana, Capítulo 33, Bodhisattva Rugido do Leão 1.

 

Sutra do Nirvana - CAPITULO 33

Click na imagem para leitura ou download

 

Destaques deste Capítulo:

O Rugido do Leão. 3

Os Passos do Leão. 5

Natureza de Buda. 9

Os Três Caminhos. 10

A Visão dos 12 Elos da Interdependência. 14

A Iluminação Insuperável Final de Todos os Seres. 15

O Absoluto. 17

O Samadhi Surangama. 17

A Natureza de Buda de Todos os Seres. 19

Eu. 20

Cores à Luz do Dia. 20

Os Doze Elos do Surgimento Interdependente. 22

A Grama dos Himalayas. 24

Desejar Pouco e Sentir-se Satisfeito. 30

Os Três Tipos de Desejo. 30

Quietude. 32

O Esforço para o Mahaparinirvana. 33

Num Lugar Solitário e Quieto. 36

Visão e Audição Sobre a Natureza de Buda. 38

O Esforço para o Mahaparinirvana

“O que é esforço? Há um Monge que deseja purificar as ações do seu corpo, boca e mente, e afastar-se de todas as más ações, acumulando todas as boas ações. Isto é esforço. Tal pessoa foca a sua mente em seis esferas, a saber: 1) Buda, 2) Dharma, 3) Sangha, 4) Shila [preceitos morais], 5) oferecimentos (doações), e 6) céu. Isto é pensamento correto. O Samadhi resultante do pensamento correto é meditação correta. Alguém que resida na meditação correta vê todas as coisas como Vazio. Isto é Sabedoria correta. Alguém perfeito na Sabedoria correta afasta-se de todos os laços das impurezas. Isto é Emancipação.

A pessoa que obteve a Emancipação a enaltece para todos os seres e diz que essa Emancipação é Eterna e Imutável. Este é o enaltecer correto da Emancipação. Isto é o Insuperável Mahaparinirvana.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 33, sobre o Bodhisattva Rugido do Leão 1.

effort for the mahaparinirvana.mp3

Resposta a Filipe

Prezado Filipe,

Darei uma resposta breve que, talvez, possa ajudar. No Budismo, deve-se sempre buscar os Três Tesouros, os quais são: O Buda, o Dharma, e a Sangha. No ensino do Mahayana Mahaparinirvana, o Honrado pelo Mundo estabelece que esses Três Tesouros são unos. Você não encontra um aqui, outro ali. Percebe?

Vamos lá!

Buda: Não o vemos por aí devido às impurezas de nossas vidas. Enquanto as removemos através da Prática dos Ensinamentos (requer estudo), resta-nos ter na eternidade da vida do Tathagata, e no estabelecimento de que todos os seres possuem a Natureza de Buda.

Dharma: Você o está encontrando agora, o Dharma Maravilhoso. O encontro com as letras dos ensinamentos do Buda, referindo-me aos sutras, não dispensa a necessidade de se encontrar o Bom Amigo da Via, o professor, o Mestre do Dharma. Esses são pessoas Sagradas. Não os confunda com quaisquer uns.

Sangha: No sentido amplo, Sangha são as quatro classes de crentes, isto é: Monges, Monjas, Leigos, e Leigas. Então, são todos os seguidores do Budismo, indistintamente. No sentido restrito, Sangha são os Monges, os Sacerdotes do Budismo. Como os reconhecemos? A leitura do post de 09 de setembro de 2010 aqui no Cristal Perfeito, chamado “Os Três Tipos de Desejo”, pode ajudar. Use sua capacidade de discernimento, a qual deve aumentar conforme você for aprofundando nos estudos e praticando os ensinamentos.

Bem, como dito acima, os Três Tesouros são unos. Ser Budista é buscar a compreensão dessa unicidade nas profundezas do Mundo Búdico, e não na superfície do planeta Terra.

Respeitosamente,

Marcos Ubirajara.

Em 09/09/2010, nos comentários do post: Sutra de Lótus – 2a. Edição.

O Que é Fé

What is Faith.mp3

“O que é fé? O Bodhisattva-Mahasattva acredita que existe recompensa nos Três Tesouros e na doação. As duas realidades [isto é, a relativa e a ultimada] e a Via do Veículo Único [‘ekayana’] não são diferentes. Ele acredita que todos os Budas e Bodhisattvas desdobram as coisas em três, de tal maneira que todos os seres alcancem rapidamente a Emancipação. Ele acredita na ‘Paramartha-satya’ [‘a verdade da Realidade Última’] e nos bons meios hábeis. Isto é fé.

Uma pessoa que assim acredita não pode ser derrotada por quaisquer Shramanas, Brâmanes, Marapapiyas, Brahma, ou quem quer que seja. Quando uma pessoa baseia-se nessa fé, ela ganha a natureza de um sábio sagrado. Ela pratica a doação – quer seja grande ou pequena – e tudo isto leva ao Mahaparinirvana, e dessa forma essa pessoa não cai no (ciclo do) nascimento e morte. O mesmo se passa com a observância dos preceitos morais, com a audição da Via, e com a Sabedoria, também. Isto é fé.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 32, sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 6.

O Bodhisattva Protege Uma Coisa

“Em que sentido o Bodhisattva protege uma coisa? Isto é o Bodhichitta [isto é, a mente da Iluminação – a decisão de alcançar o Bodhi]. O Bodhisattva-Mahasattva sempre protege esse Bodhichitta exatamente como as pessoas do mundo fazem com os seus filhos únicos. Também, é como com um homem de um olho só que protege o seu único olho. É como quando as pessoas protegem o homem que os está guiando através do deserto. É o mesmo com o Bodhisattva que protege seu Bodhichitta. Assim protegendo o Bodhichitta, ele encontra a Iluminação Insuperável. Quando a Iluminação Insuperável for alcançada, realizam-se o Eterno, o Êxtase, o Eu, e o Puro. Este é o Insuperável Mahaparinirvana. Assim o Bodhisattva protege o Dharma Único.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 31, sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 5.

O Bodhisattva Pratica Cinco Coisas

“Como o Bodhisattva pratica as cinco coisas? Essas são os cinco Samadhis, a saber: 1) o Samadhi do conhecimento, 2) o Samadhi do silêncio, 3) o Samadhi da amenidade do corpo e da mente, 4) o Samadhi da não-felicidade, e 5) o Samadhi Surangama (da Iluminação Insuperável). Se alguém pratica esses cinco Samadhis, aproxima-se do Mahaparinirvana. Por isso, o Bodhisattva pratica-os com uma mente plena.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 31, sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 5.

Pensar Sobre o Dharma

“Como o Bodhisattva pode aproximar-se do Mahaparinirvana através do pensamento? Porque ele ganha a emancipação da mente através desse pensamento. Como? Todos os seres sempre estão presos aos cinco desejos. Através do pensamento, ele atinge a emancipação. Por essa razão, dizemos que uma pessoa se aproxima do Mahaparinirvana através do pensamento.

Também, além disso, oh bom homem! Todos os seres possuem visões de cabeça-para-baixo com relação ao Eterno, o Êxtase, o Eu e o Puro. Através do pensamento, eles podem ver que todas as leis são não-Eternas, não-Êxtase, não-Eu e não-Puras. Pensando assim, eles apartam-se das quatro inversões. Por essa razão, dizemos que através do pensamento pode-se aproximar do Mahaparinirvana

Também, além disso, oh bom homem! Há quatro fases para todas as coisas. Quais são as quatro? A primeira é fase do nascimento; a segunda é fase do envelhecimento; a terceira é a fase das doenças; e a quarta é a fase da extinção. Essas quatro (fases) causam grandes aflições a todos, desde os mortais comuns até o Srotapanna. Aqueles que pensam bem a respeito [desses assuntos] não têm aflições, mesmo quando experimentam essas quatro fases. Por essa razão, dizemos que através do pensamento uma pessoa pode se aproximar do Mahaparinirvana.

Também, além disso, oh bom homem! Não há boas leis que sejam obtidas a não ser pela via do pensamento. Por que não? Muito embora alguém possa dar ouvido com uma mente única (não dividida) ao Dharma, ao longo de inumeráveis, ilimitados asamkhyas de kalpas, não pode haver qualquer consecução da Iluminação Insuperável a menos que se pense. Assim, através do pensamento pode-se aproximar do Mahaparinirvana.

Também, além disso, oh bom homem! Se todos os seres acreditam no fato que não há mudanças no Buda, no Dharma e na Sangha, e adquirem um pensamento respeitoso, saiba que tudo isto surge em razão de um pensamento atento, e que assim eles (os seres) acabam com todas as impurezas. Portanto, o pensamento faz alguém aproximar-se do Mahaparinirvana.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 31, Sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 5.

« Older entries

%d blogueiros gostam disto: