A Terra Pura de Todos os Budas

“Então o Todo-Brilhante Bodhisattva-Mahasattva Rei Altamente-Virtuoso disse: “Exatamente como o Buda diz, quando o Bodhisattva pratica a Via do Grande Nirvana, todas essas dez virtudes surgem. Por que o Tathagata pratica somente nove e não a Via da Terra Pura?”

O Buda disse: “Oh bom homem! No passado, eu sempre pratiquei as dez coisas (virtudes) completamente. Não há Bodhisattvas e Tathagatas que não pratiquem essas dez Vias. Não pode haver qualquer coisa que diga que quando o mundo está repleto de impurezas o Buda-Todo-Honrado-pelo-Mundo aparece lá. Oh bom homem! Não diga que o Buda aparece num mundo de impurezas. Saiba que um pensamento como este [isto é, esta forma de pensamento] não é bom e é de baixo nível. Saiba que eu não apareço no Jambudvipa, para dizer a verdade. Por exemplo, um humano pode dizer: ‘Somente este mundo possui um sol e uma lua. Não há sol e lua em outros mundos’. Tal falácia não tem sentido. Se o Bodhisattva diz que este mundo é corrompido e impuro, mas que outras Terras-Búdicas são puras e adornadas, isto equivale à mesma coisa [isto é, está errado].

Oh bom homem! No distante oeste deste mundo Saha, para além de Terras-Búdicas tão numerosas quanto às areias de 32 Rios Ganges, existe um mundo chamado ‘Insuperável’. Porque dizemos ‘Insuperável’? Lá, todas as coisas são iguais, sem nenhuma diferença nos adornos. É como com o ‘Mundo da Paz e Felicidade no Oeste’. Também, é como com a ‘Terra da Lua-Cheia no Leste’. Lá, naquele mundo, [certa vez] eu nasci. No sentido de guiar os seres em direção ao Caminho, eu girei a Roda da Lei neste mundo do Jambudvipa. Não somente eu giro a Roda da Lei. Todos os Budas giram a Roda da Lei aqui. Por essa razão, não é o caso que todos os Budas não pratiquem essas dez coisas. Oh bom homem! O Bodhisattva Maitreya, por força dos votos que ele fez, no futuro adornará e tornará este mundo (Saha) todo puro. Assim, não é o caso que exista uma terra de todos os Budas que não seja estritamente pura.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 30 – Sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 4.

Arte Sã

Esse é um trabalho de artesanato em cerâmica plástica feito pela ‘São’, minha amiga de Brasília-DF. Deu-me neste Vesakh de 2010.

Oh, São! Muito obrigado.
Namaste!

Flor de Lótus

Arte Sã

Ensinamentos de Nitiren Daishonin

“O ovo de um pássaro não contém senão líquido, mas dele se desenvolve um bico, dois olhos e todas as partes que formam um pássaro, e pode voar pelos céus. Nós também somos como o ovo, ignorantes e vis, mas, quando nutridos pela recitação do Namu Myoho Rengue Kyo, desenvolvemos o bico das trinta e duas feições do Buda e as penas das suas oitenta características, e ficamos livres para voar nos céus da realidade última. O Sutra do Nirvana afirma que todas as pessoas estão envolvidas pela casca da ignorância, faltando-lhes o Bico da Sabedoria. O Buda volta a este mundo, tal como o pássaro-mãe retorna ao seu ninho e quebra a casca para que todas as pessoas, como aqueles filhotes, possam deixar seu ninho e voar nos céus da Iluminação.”

Nitiren Daishonin em Carta a Niike, em 1280.
As Escrituras de Nitiren Daishonin, Vol. IV.

Leia mais em …

Conteúdo deste Fascículo:

Tatsunokuti, A Boca do Dragão

A Natureza de Nossas Vidas

Impermanência

O Espelho das Verdades Imutáveis

O Respeito Devido à Sangha

Sobre Devotar a Vida

Um Dia na Vida

A Teoria e a Prática

Respeito-os Profundamente

A Herança da Lei Última da Vida

Por Que Devemos Respeitar Uns aos Outros

A Felicidade Real

Quando Devemos Calar

O Presente de Arroz

O Sutra de Lótus e a Crise Mundial

Amor Filial e Lealdade

Em Busca do Ideal Supremo

O Grande Caminho

Uma Vida Pacífica Neste Mundo

A Felicidade Neste Mundo

Um Navio Para Atravessar o Mar do Sofrimento

A Terra Sagrada

Admoestação Contra o Apego

O Verdadeiro Itinen Sanzen

A Doutrina Máxima do Itinen Sanzen

O Preceito do Cálice de Diamante

Lua de Outono

Os Ventos da Fama e da Fortuna

O Bico da Sabedoria

A Flor do Lótus

A Ascensão do Tolo

Quando o tolo começa a subir na vida, o primeiro peso que ele deixa para trás é a idéia de igualdade.

Em 11/05/2010
13:00 hs.

Nota: mais tarde, ele lembrará da impermanência de todas as coisas. Será tarde demais para se remir.

Sonho Bom

Estava na companhia do ‘Seu Paulo’, pessoa amiga que praticava o Budismo comigo em Campinas – São Paulo. Esperávamos um ônibus. De repente, surgiu o ônibus para o exato destino que desejávamos, vazio, com muitos lugares para sentar.

Ao entrar no ônibus, percebi que havia esquecido a bagagem, bem como documentos e outros valores. Fiquei preocupado e falei com o condutor do ônibus. Ele, calmamente, fez uma pequena manobra, parou, e disse: ‘vá buscar as suas coisas, eu espero’. Apoiou-se no volante e começou a conversar com as outras pessoas.

Sai do ônibus e, chegando a um local de grande movimento de pessoas, lá estavam a bagagem, documentos, roupas e outros valores. Havia um blusão de couro. Abri a mala e, calmamente, o guardava quando acordei tranquilo.

Ora, esse sonho continha todos os elementos de um pesadelo, um mau sonho. Por isso, assim pensei: há algo no que chamamos subconsciente, sim. Mas que nem é bom, nem mau. Depende das circunstâncias do sono. Isso aflora num sonho e, dependendo das relações causais do sono, manifesta-se como bom ou mau. Essas relações causais são preocupações, tipo de alimentação, acomodações, conforto, segurança, sensações de frio ou calor, entre outras.

A vida é como um sonho. Não há nenhuma realidade pronta, boa ou má, à nossa espera no futuro próximo ou distante. São as relações causais deste momento que determinarão a qualidade dos dias a vir. Por essa razão, pratica-se o Budismo.

Em 21/05/2010.
05:00 hs.

Flor de Lotus

A Flor Aflora

Sutra do Nirvana – Cap. 26 – Ação da Criança

“Se o Buda-Tathagata diz que não há nenhum ser, todos os seres podem adquirir uma visão errônea. Por essa razão, o Tathagata diz que seres existem. A pessoa que alimenta a idéia de um ser em um ser não pode destruir a idéia de um ser. Qualquer ser que destrua a idéia de um ser ganha o Grande Nirvana. Quando alguém obtém assim o Nirvana, para de chorar.”

Leia mais em …

Destaque deste Capítulo:

As Cinco Ações da Criança

A Purificação das Terras Búdicas – Décima Oração

“O Bodhisattva-Mahasattva pratica a Via do Todo-Maravilhoso Sutra do Grande Nirvana, salva os seres e se aparta das visões distorcidas de modo a atingir o Insuperável Bodhi. Ele roga para compartilhar a virtude dessa boa ação com todos os seres e para que os seres de todas as Terras-Búdicas alcancem Mahaprajna [isto é, Grande Sabedoria]. Devido a essa oração, quando ele atingir o Estado de Buda no futuro, todos os seres obterão Mahaprajna.

Este é o porquê dizemos que o Bodhisattva pratica a Via da Pura Terra-Búdica.”

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 30 – Sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 4.

As Dez Orações do Bodhisattva-Mahasattva.

A Purificação das Terras Búdicas – Nona Oração

“O Bodhisattva-Mahasattva pratica a Via do Todo-Maravilhoso Sutra do Grande Nirvana, salva todos os seres e se aparta das preocupações de modo a atingir a Iluminação Insuperável. Ele roga para compartilhar o mérito dessa boa ação com todos os seres e para que nas Terras de todos os Budas os seres pratiquem o Grande Amor-Benevolente e a Grande Compaixão, e assim atinjam o estado do filho único [isto é, vejam todos os seres como se fossem seus próprios e únicos filhos]. Devido ao poder dessa oração, todos os seres de todos os Mundos Búdicos, quando ele atingir o Estado de Buda no futuro, praticarão o Grande Amor-Benevolente e a Grande Compaixão, e alcançarão o estado do filho único.

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 30 – Sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 4.

As Dez Orações do Bodhisattva-Mahasattva.

A Purificação das Terras Búdicas – Oitava Oração

“O Bodhisattva-Mahasattva pratica a Via do Todo-Maravilhoso Sutra do Grande Nirvana e salva todos os seres de modo a atingir o Estado de Buda no futuro, e se aparta da cobiça e da inveja. Ele roga para que possa compartilhar a virtude dessa boa ação com todos os seres e para que os seres de todas as Terras-Búdicas não tenham cobiça, inveja, preocupações ou visões distorcidas. Devido a essa oração, quando ele atingir o Estado de Buda no futuro, todos os seres das Terras-Búdicas não terão cobiça, inveja, preocupações ou visões distorcidas da vida.”

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 30 – Sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 4.

As Dez Orações do Bodhisattva-Mahasattva.

A Purificação das Terras Búdicas – Sétima Oração

“Como o Bodhisattva-Mahasattva pratica a Via do Todo-Maravilhoso Sutra do Grande Nirvana e salva os seres de modo a atingir o Insuperável Bodhi, ele se apartará das palavras sem significado e rogará para que possa compartilhar com todos os seres a virtude dessa boa ação, e para que os seres de todas as Terras-Búdicas não tenham sofrimento. Devido ao poder dessa oração, todos os seres das Terras-Búdicas não terão quaisquer sofrimentos quando ele atingir o Estado de Buda no futuro.”

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 30 – Sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 4.

As Dez Orações do Bodhisattva-Mahasattva.

« Older entries

%d blogueiros gostam disto: