CAP. 19: Os Méritos e Virtudes do Mestre da Lei

Sutra de Lótus

Naquela ocasião, o Buda disse ao Bodhisattva Mahasattva Sempre-Vigoroso: “Se um bom homem ou uma boa mulher receber e ostentar o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seja lendo-o, recitando-o, explicando-o para outros ou copiando-o; aquela pessoa obterá oitocentas virtudes meritórias dos olhos, mil e duzentas virtudes meritórias dos ouvidos, oitocentas virtudes meritórias do nariz, mil e duzentas virtudes meritórias da língua, oitocentas virtudes meritórias do corpo e mil e duzentas virtudes meritórias da mente. Através dessas virtudes meritórias, ela adornará as suas seis faculdades sensitivas, tornando-se inteiramente pura”.

 “Este bom homem ou mulher, purificando dessa forma os olhos físicos comuns com os quais ele ou ela foram dotados no nascimento, verão através dos três mil grandes sistemas de mil mundos, dentro e fora, todas as montanhas, florestas, rios e mares, abaixo até o inferno Avichi, e acima até o Pico da Existência. Tal pessoa também verá todos os seres viventes ali, bem como suas causas e relações cármicas, recompensas e retribuições, e circunstâncias do nascimento. Todas essas coisas ela verá e entenderá”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando enfatizar este significado, falou versos, dizendo:

“Se, dentro da grande assembléia,

houver alguém que pregue este Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa com o coração livre de medo,

ouça-me falar a respeito dos seus méritos e virtudes:

Esta pessoa ganhará oitocentas supremas virtudes meritórias dos olhos,

e em razão deste adorno,

sua visão será muito clara e pura.

Com os olhos que lhe foram dados no nascimento,

ela verá através dos três mil grandes sistemas de três mil mundos, dentro e fora,

seu Monte Meru, seu Monte Sumeru, 

e suas Montanhas do Círculo de Ferro;

bem como as outras montanhas e florestas;

as águas dos grandes mares, rios e córregos;

abaixo até o inferno Avichi;

acima até o Pico da Existência;

e todos os seres viventes ali ela verá completamente.

Embora ela não tenha ainda ganho os Olhos Celestiais,

seus olhos físicos terão poderes tais como estes”.

 

 “Além disso, Sempre-Vigoroso, se um bom homem ou uma boa mulher receber e ostentar este Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seja lendo-o, recitando-o, explicando-o para outros ou copiando-o; aquela pessoa obterá mil e duzentas virtudes meritórias dos ouvidos. Com seus ouvidos purificados, ela ouvirá através dos três mil grandes sistemas de mil mundos, dentro e fora, abaixo até o inferno Avichi e acima até o Pico da Existência, todos os vários sons e vozes, tais como sons de elefantes, cavalos, bois e carruagens; sons de soluços e lamentações; sons de conchas, tambores, gongos e sinos; sons de risos e conversas, sons de homens, mulheres, meninos e meninas; sons do Dharma e daquilo que não é do Dharma; sons do sofrimento e da alegria; sons das pessoas comuns e dos sábios; sons da felicidade e da infelicidade; sons dos seres celestiais, dragões, yakshas, gandharvas, asuras, garudas, kinnaras e mahoragas; sons do fogo, da água e do vento; sons dos seres infernais, animais e espíritos famintos; sons dos Monges e Monjas; sons dos Ouvintes, Pratyekabudas, Bodhisattvas e Budas. Em geral, embora ela não tenha ainda obtido os Ouvidos Celestiais, usando os purificados ouvidos comuns que lhes foram dados no nascimento, ela poderá ouvir e entender quaisquer sons que possam existir dentro e fora dos três mil grandes sistemas de mil mundos. Dessa forma, ela fará distinções entre todos os vários sons, e mesmo assim seu ouvido não será danificado”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando enfatizar este significado, falou versos, dizendo:

“Os ouvidos com os quais ela nasceu serão purificados e limpos.

Com os seus ouvidos comuns ela ouvirá os sons dos três mil grandes sistemas de mil mundos:

sons de elefantes, cavalos, carruagens e bois;

gongos, sinos, conchas e tambores;

sons de alaúdes e harpas;

sons de trompas e flautas;

e sons de límpidos e refinados cantos.

Ela os ouvirá, mas não se apegará a eles.

Ouvindo os sons dos incontáveis tipos de pessoas,

ela poderá compreendê-los todos.

Ela também ouvirá os sons dos seres celestiais,

sua voz sutil e elegante emitida numa canção.

Ela também ouvirá os sons de homens e mulheres,

os sons de jovens meninos e meninas,

bem como o som da kalavinka vindo das montanhas, córregos e das ravinas profundas.

Ela ouvirá todos os sons do jiva-jivaka e outros pássaros,

o horror da miséria e das penas nos infernos,

os sons de todas as torturas dali.

Ela ouvirá os sons dos espíritos famintos,

dominados pela fome e pela sede,

quando eles buscam por comida e bebida.

O poderoso rugido emitido por todos os asuras,

quando eles encontram-se fora do mar, brigando entre eles.

Dessa forma, aquele que prega o Dharma poderá estabelecer-se seguramente em meio a tudo isto e ouvir a longínqua diversidade de sons,

e mesmo assim sem causar danos aos seus ouvidos.

Através de todas as dez direções,

onde pássaros e bestas clamam uns pelos outros,

aquele que prega a Lei poderá ouvi-los onde quer que estejam.

Sejam sons e vozes dos deuses Brahma,

o som sutil dos seres celestiais,

e daqueles de Pureza Penetrante,

acima dos Céus do Pico da Existência,

o Mestre da Lei, estando aqui no mundo,

poderá ouvi-los a todos.

Toda a assembléia de Monges e Monjas,

quer estejam lendo ou recitando Sutras,

ou pregando-os para outros,

o Mestre da Lei, residindo aqui,

poderá ouvi-los a todos.

Além disso, todos os Bodhisattvas,

quer estejam lendo ou recitando este Sutra-Dharma,

ou pregando-o para outros,

ou compilando comentários sobre seu significado,

todos os sons como estes, ele ouvirá em detalhes.

 

Todos os Budas, grandes e honrados sábios,

enquanto ensinando e convertendo seres viventes em meio às grandes assembléias,

expondo a sutil e maravilhosa Lei,

poderão ser ouvidos por aquele que mantém o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa.

Abaixo até o inferno Avichi,

e acima até o Céu do Pico da Existência,

cada um e ao mesmo tempo todos eles poderão ser ouvidos,

e mesmo assim seus ouvidos não serão danificados.

Uma vez que seus ouvidos serão aguçados e perspicazes,

ele poderá discerni-los a todos.

Aquele que ostenta o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa,

embora ainda não tenha obtido os Ouvidos Celestiais,

meramente usando os ouvidos com os quais ele nasceu,

já possuirá virtudes meritórias tais como essas”.

 

 “Além disso, Sempre-Vigoroso, se um bom homem ou uma boa mulher receber e ostentar este Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seja lendo-o, recitando-o, explicando-o para outros ou copiando-o, ele obterá oitocentas virtudes meritórias do nariz. Com o seu olfato purificado ele sentirá odores através dos três mil grandes sistemas de mil mundos, acima e abaixo, por dentro e por fora, todas as várias fragrâncias: os aromas das flores da sumana, jatika, mallika, champaka e patala; os aromas das flores do lótus vermelho, azul e branco; os aromas das árvores em floração e frutificação; os aromas do sândalo, aloés, tamalapatra e tagara; e os aromas de milhares de miríades de incensos mistos, quer sejam em pó, a granel ou em pasta. Aquele que mantém este Sutra, residindo neste lugar, poderá distinguir todos eles”.

 “Também, ele poderá distinguir os odores dos seres viventes: o odor dos elefantes, cavalos, bois, carneiros, e assim por diante; odores dos homens, mulheres, meninos e meninas; bem como os odores das relvas, árvores, matos e florestas. Todos esses odores, quer estejam próximos ou distantes, ele poderá sentir e distinguir sem engano”.

 “Embora aquele que ostenta o Sutra resida aqui, ele poderá sentir o aroma dos seres celestiais nos céus, a essência das árvores de parijataka e kovidara, bem como das flores de mandarava, mahamandarava, manjushaka e mahamanjushaka; as essências dos incensos de sândalo e aloés em pó e vários tipos de incenso em pó; e as essências de flores sortidas. De todas essas essências celestiais, ou fragrâncias resultantes da combinação delas, nenhuma haverá que ele não sinta e conheça”.

 “Além disso, ele sentirá os odores dos corpos dos deuses, o odor do Shakra Devanam Indra em seu palácio supremo enquanto ele se deleita nos prazeres dos cinco desejos, ou o seu odor quando, do salão da Lei Maravilhosa, ele prega o Dharma para os seres celestiais do Céu Trayastrimsha; ou o seu odor quando ele se diverte nos seus jardins, bem como os odores dos corpos de outros seres celestiais e divindades. Tudo isto ele poderá sentir à distância”.

 “Da mesma forma, acima, incluindo os reinos Brahma e o Pico da Existência, ele poderá sentir os odores de todos os seres celestiais e ao mesmo tempo sentir o incenso queimado pelos deuses, o odor dos Ouvintes, o odor dos Pratyekabudas, o odor dos Bodhisattvas e o odor dos Budas. Todos esses ele poderá sentir à distância e saber onde eles estão. Embora ele sinta essas fragrâncias, seu sentido do olfato não será perturbado e não cometerá enganos. Se ele desejar distingui-los e explicá-los para outros, sua memória nunca falhará”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando enfatizar o sentido deste significado, falou versos, dizendo:

“O olfato dessa pessoa será puro, e dentro do mundo,

todos os odores, fragrâncias ou maus cheiros,

ela poderá sentir e conhecer completamente.

Sumana e jatika, tamala e sândalo,

as essências do aloés e da cássia,

as essências das várias flores e frutos,

as essências dos seres viventes,

as essências dos homens e mulheres;

a pessoa que prega a Lei poderá senti-los à distância,

e saber onde estão.

Os grandes e poderosos Reis Giradores-de-Roda,

os Giradores-de-Roda menores e seus filhos,

ministros e cortesões,

através de seus odores, ela saberá onde estão.

 

Das jóias que adornam o corpo,

dos tesouros de jóias da terra,

das esposas adornadas de jóias do Rei Girador-de-Roda,

sentindo o seu odor, ela saberá onde estão.

Dos ornamentos que adornam o corpo das pessoas,

das suas roupas, colares, dos vários tipos de perfumes,

sentindo seu cheiro, ela saberá onde estão.

Os seres celestiais, quer estejam andando ou sentados,

ou divertindo-se com suas transformações espirituais,

o portador do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa,

tendo sentido o seu cheiro, os conhecerá a todos.

As árvores com suas flores e frutos,

as fragrâncias da manteiga refinada,

aquele que mantém o Sutra, estando aqui,

saberá o lugar onde estão.

Nos profundos recessos das montanhas,

a árvore de sândalo em floração e os seres que vivem ali,

sentindo seu cheiro, ele conhecerá a todos.

 

Os seres viventes da Montanha do Círculo de Ferro,

dos grandes mares, ou da terra,

através do seu odor, o portador deste Sutra conhecerá o lugar de todos eles.

Os Asuras, tanto os machos como as fêmeas,

bem como seus seguidores,

suas brigas e suas diversões,

sentindo seus odores, ele poderá conhecê-los.

Nas selvas ou ravinas,

leões, elefantes, tigres e lobos,

búfalos selvagens e búfalos d’água,

sentindo seus odores, ele saberá onde estão.

Se uma mulher estiver grávida de uma criança,

cujo sexo ainda não foi determinado,

e nem se sabe se é anormal ou não-humana,

sentindo seu odor, ele poderá saber.

 

Através do poder do seu olfato,

ele poderá saber quando ela conceberá,

se o feto está maduro,

e se ela dará à luz com segurança uma criança abençoada.

Através do poder do seu olfato,

ele saberá o que homens e mulheres estão pensando:

seus profundos desejos, estupidez e maus pensamentos.

Ele também conhecerá aqueles que cultivam a benevolência.

O ouro, a prata e riquezas escondidas nos recônditos da terra,

abarrotando vasos de cobre,

sentindo seus odores, ele os conhecerá a todos.

Vários tipos de contas cujos valores não podem ser conhecidos,

sentindo seus odores, ele saberá seu valor,

de onde vieram, e onde se encontram agora.

 

Todas as flores nos céus,

mandarava e manjushaka, as árvores parijata,

sentindo seus aromas, ele poderá conhecê-las.

Os palácios celestes superiores, médios ou inferiores,

adornados com muitos tesouros e flores,

sentindo seus aromas, ele poderá conhecê-los a todos.

Jardins celestiais, bosques e palácios supremos;

torres e maravilhosos Salões do Dharma;

as diversões encontradas ali,

sentindo seus odores, ele poderá conhecê-los a todos.

Os seres celestiais, se estiverem ouvindo o Dharma,

ou divertindo-se com os prazeres dos cinco desejos,

vindo ou indo, andando, sentados ou reclinados,

através dos seus odores,

ele poderá conhecê-los completamente.

As indumentárias usadas pelas divindades,

seus adornos de flores e perfume,

quando eles perambulam por prazer,

através de seus odores, ele conhecerá a todos.

 

E assim prosseguindo, encontrando os céus Brahma,

aqueles que entram no samadhi dhyana e aqueles que o deixam,

sentindo seus odores, ele conhecerá a todos.

Os Suaves Sons Celestiais de Pureza Penetrante,

até o Pico da Existência,

aqueles nascidos lá e aqueles que por lá transitam,

sentindo seus odores, ele  conhecerá a todos eles.

As multidões de Monges, sempre vigorosos na Lei,

se sentados ou andando; lendo ou recitando o Sutra;

ou nas florestas em meio às árvores,

concentrados, suspirando em concentração dhyana,

aquele que mantém o Sutra,

sentindo seus odores, saberá onde estão.

Bodhisattvas de sólida resolução,

se suspirando em dhyana, ou lendo e recitando,

ou pregando o Dharma para outros,

sentindo seus odores, ele conhecerá a todos.

 

Onde quer que os Honrados pelo Mundo possam estar,

sendo reverenciados pelas multidões,

quando eles se compadecem e pregam a Lei,

sentindo os seus odores, ele os identificará completamente.

Seres viventes na presença do Buda,

ouvindo o Sutra e alegrando-se,

e praticando de acordo com a Lei,

sentindo seus odores, ele os identificará completamente.

Ainda que ele não tenha atingido

o Infalível Olfato do Dharma dos Bodhisattvas,

ainda assim, o portador deste Sutra atingirá antes um olfato com tais características”.

 

 “Ainda mais, Sempre-Vigoroso, se um bom homem ou uma boa mulher receber e ostentar este Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seja lendo, recitando, explicando-o para outros ou copiando-o, ele ou ela obterão mil e duzentas virtudes meritórias da língua. Todas as coisas, sejam de gosto bom ou mau, saborosas ou não saborosas, amargas ou adstringentes, quando eles as colocarem em contato com as suas línguas,  tornar-se-ão coisas de paladar superior, como o doce orvalho celestial. Nada será desagradável. Dotado dessas excelentes faculdades da língua, se ele ou ela lêem o Sutra em meio à grande assembléia, o som da sua voz será profundo e maravilhoso, penetrando suas
mentes e causando-lhes a sensação de alegria e felicidade”.

 “Além disso, todos os seres celestiais e divindades, Shakra, Brahma e todos os deuses, ouvindo aqueles sons profundos e maravilhosos das suas competentes exposições, virão todos para ouvir. Todos os dragões, fêmeas dragões, yakshas, fêmeas yakshas, gandharvas, fêmeas gandharvas, asuras, fêmeas asuras, garudas, fêmeas garudas, kinnaras, fêmeas kinnaras, mahoragas e fêmeas mahoragas, em prol de ouvir a Lei, aproximar-se-ão deles e reverentemente lhes farão oferecimentos”.

 “Os monges e monjas; leigos e leigas; reis, príncipes, ministros e acompanhantes; os reis giradores-de-roda menores e os grandes reis giradores-de-roda com os seus sete tesouros, milhares de filhos e seus acompanhantes íntimos ou não, todos deixarão seus palácios para ouvir a Lei. Em razão deste Bodhisattva pregar a Lei habilmente, os Brahmans, autoridades e cidadãos do país o seguirão enquanto ele viver, servindo-lhe e fazendo-lhe oferecimentos. Além disso, os Ouvintes, Pratyekabudas, Bodhisattvas e Budas
sempre deleitar-se-ão em vê-lo”.

 “Onde quer que esta pessoa esteja, os Budas estarão bem defronte dela quando estiver pregando a Lei. Ela também será capaz de receber e manter todas as Leis Búdicas, e de emitir o profundo e maravilhoso Som da Lei”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando enfatizar este significado, falou versos, dizendo:

“A língua desta pessoa será pura e nunca sentirá sabores desagradáveis.

Todas as comidas que ela coma tornar-se-ão como o doce orvalho.

Usando um som profundo, puro e maravilhoso,

ela pregará o Dharma para a grande assembléia.

Usando causas, relações e analogias para guiar o pensamento dos seres viventes,

estes, ouvindo-a, alegrar-se-ão e farão oferecimentos superiores.

Os seres celestiais, dragões, yakshas e asuras,

assim por diante, todos com pensamentos reverentes,

virão para ouvir a Lei.

 

Esta pessoa que prega a Lei,

se desejar penetrar os três mil mundos com um som maravilhoso,

como ela desejar, será capaz de fazê-lo.

Os Reis Giradores-de-Roda, maiores e menores,

seus milhares de filhos e seus acompanhantes,

com as palmas das mãos unidas e pensamentos reverentes,

sempre virão para ouvir e receber a Lei.

Os seres celestiais, dragões, yakshas, rakshasas e pishacas;

também, com os corações felizes,

sempre se deleitarão em vir fazer oferecimentos.

O deus Rei Brahma, o Rei Mara,

as divindades da Emancipação e Grande Emancipação,

e todas as multidões de deuses,

sempre virão para onde ela estiver.

Todos os Budas e seus discípulos,

ouvindo o seu som quando ela prega a Lei,

ficarão sempre atentos e cuidadosos,

e às vezes manifestar-se-ão em pessoa”.

 

 “Além disso, Sempre-Vigoroso, se um bom homem ou uma boa mulher receber e ostentar este Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seja lendo, recitando, explicando-o para outros ou copiando-o, ele obterá oitocentas virtudes meritórias do corpo. Ele obterá um corpo puro, tão puro quanto a vaidurya, tal que em virtude da pureza do seu corpo, os seres viventes deleitar-se-ão em vê-lo. Seres viventes nos três mil grandes sistemas de mil mundos, seja ao nascer ou ao morrer, acima ou abaixo, feios ou bonitos, sejam nascidos num lugar celestial ou nascidos num lugar infernal, refletir-se-ão dentro dele. A Montanha do Circulo de Ferro, a Grande Montanha do Circulo de Ferro, a Montanha Meru, a Montanha Mahameru e as outras montanhas, bem como todos os seres viventes em seu meio refletir-se-ão dentro dele. Abaixo até o inferno Avichi e acima até o Pico da Existência, todos os seres viventes manifestar-se-ão dentro dele.  Quando Ouvintes, Pratyekabudas, Bodhisattvas ou Budas pregarem o Dharma, todos eles manifestarão suas imagens físicas dentro do seu corpo”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando enfatizar este significado, falou versos, dizendo:

“Se uma pessoa mantém o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa,

seu corpo tornar-se-á extremamente puro,

de uma pureza como a da vaidurya,

tal que todos os seres viventes sentirão deleite ao vê-lo.

Também, como se fosse um puro e brilhante espelho,

todas as imagens nele serão vistas.

Esse Bodhisattva, dentro do seu corpo de pureza,

verá todas as coisas no mundo.

Somente ele terá uma clara percepção dessas coisas que não são vistas por outras pessoas.

Dentro dos três mil mundos,

todas as multidões de seres viventes,

deuses, humanos, asuras,

seres infernais, espíritos e animais:

todas as imagens tais como estas se refletirão dentro do seu corpo.

 

Os palácios dos seres celestiais acima do Pico da Existência,

as Montanhas do Circulo de Ferro, Meru e Mahameru,

as águas de todos os grandes mares,

tudo se refletirá dentro do seu corpo.

Os Budas e Ouvintes,

discípulos do Buda e Bodhisattvas,

estejam sozinhos ou numa assembléia pregando o Dharma,

todos se refletirão dentro dele.

Embora ele ainda não tenha ganhado o maravilhoso corpo de pureza da natureza do Dharma,

com o seu corpo comum purificado,

todas as coisas refletir-se-ão dentro dele”.

 

 “Além disso, Sempre-Vigoroso, se um bom homem ou uma boa mulher, após a passagem do Tathagata à extinção, receber e ostentar este Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seja lendo, recitando, explicando-o para outros ou copiando-o, eles obterão mil e duzentas virtudes meritórias da mente. Com suas mentes purificadas, ouvindo não mais que um simples verso ou uma simples sentença deste Sutra, compreenderão ilimitados, incomensuráveis significados. Tendo compreendido esses significados, serão então capazes de expor uma simples sentença ou um simples verso ao longo de um mês, quatro meses ou até um ano. Todas as Leis eles pregarão em concordância com a real intenção e o real significado, e nunca contradirão o Verdadeiro Aspecto daquelas Leis. Se pregarem através de textos mundanos, expondo princípios morais, governamentais, ou seguindo uma carreira profissional para a sua sobrevivência, estarão sempre de acordo com a verdadeira Lei. Nos três mil grandes sistemas de mil mundos, todos os seres viventes dos seis caminhos, seus processos mentais, suas atividades mentais, as frívolas convicções em suas mentes, tudo isso eles conhecerão completamente. Embora não tenham ainda ganho a sabedoria sem falhas, ainda assim as suas mentes serão tão puras como descrito. Todos os pensamentos destas pessoas, cálculos ou pronunciamentos, estarão de acordo com a Lei Búdica, nunca serão falsos, e estarão de acordo com o que foi pregado nos Sutras dos Budas anteriores[1]”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo, desejando enfatizar este significado, falou versos, dizendo:

“A mente desta pessoa será pura,

brilhante, aguçada e imaculada.

Com sua mente maravilhosa,

ela conhecerá as Leis superiores, medianas e inferiores.

Se ela ouvir não mais que um verso,

compreenderá ilimitados significados

e os pregará em plena concordância com a Lei,

durante um mês, quatro meses ou um ano.

Dentro e fora deste mundo, todos os seres viventes,

sejam eles seres celestiais, dragões ou humanos,

yakshas ou espíritos,

todos aqueles seres dos seis caminhos,

todos os seus diferentes pensamentos;

aquele que ostenta o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa,

como uma recompensa,

conhecerá a todos imediatamente.

 

Os incontáveis Budas nas dez direções,

adornados com as marcas de centenas de bênçãos,

quando pregam a Lei para os seres viventes,

essa pessoa os ouvirá e poderá recebê-la e mantê-la em mente.

Ela ponderará sobre seus ilimitados significados

e pregará ilimitadas Leis também,

sem engano ou omissão do principio ao fim,

em virtude de ostentar o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa.

Ela conhecerá completamente os Verdadeiros Aspectos de Todas as Leis,

e reconhecerá a sua seqüência significativa.

Conhecendo os nomes e palavras,

ela os exporá da forma como os compreende.

Tudo o quê esta pessoa diz é a Lei dos Budas anteriores,

e em razão de ela expor em acordo com esta Lei,

ela o faz destemidamente na assembléia.

 

Aquele que ostenta o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa possui uma mente pura como esta.

Embora ele ainda não tenha atingido a sabedoria sem falhas,

ele já possuirá as marcas acima descritas.

Esta pessoa, ostentando o Sutra,

residirá seguramente numa terra pura,

onde todos os seres viventes deleitar-se-ão nela,

estimar-lhe-ão e reverenciar-lhe-ão.

Ela poderá, através de mil miríades de tipos de habilidades e palavras inteligentes, pregar o Dharma em detalhes,

em virtude de ostentar o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa”.


[1] Com os benefícios da mente, essa pessoa na sua forma presente “conhecerá as Leis superiores, medianas e inferiores. Se ela ouvir não mais que um verso, compreenderá ilimitados significados e os pregará em plena concordância com a Lei”, entendendo as características de todos os fenômenos. Essa pessoa, dotada dos benefícios dos demais órgãos sensoriais do corpo e da mente aqui descritos, é reputada pelo Buda como “Mestre da Lei”, pois, “o quê esta pessoa diz é a Lei dos Budas anteriores, e em razão de ela expor em acordo com esta Lei, ela o faz destemidamente na assembléia”. O Buda ainda afirma “Embora ele ainda não tenha atingido a sabedoria sem falhas, ele já possuirá as marcas acima descritas”. Ao conjunto de benefícios auferidos pelo Mestre da Lei, e expostos acima, podemos nos referir como atingir a iluminação na forma presente.

N.T. As notas e comentários introduzidos nesta tradução do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa para a língua portuguesa falada no Brasil são da autoria e inteira responsabilidade de seu tradutor Marcos Ubirajara de Carvalho e Camargo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: