Sri Dalada Maligawa, o Templo da Relíquia do Dente Sagrado

O Sri Dalada Maligawa ou o Templo da Relíquia do Dente Sagrado na cidade de Kandy no Sri Lanka foi construído dentro do complexo do palácio real e abriga a única relíquia remanescente do Buda, um dente, que é venerado pelos Budistas.

A chegada da Relíquia do Dente Sagrado no Sri Lanka

A última tentativa de um país vizinho de fazer guerra com Guhasiva (então governante de Kalinga) para a posse do Dente fez com que esta venerada relíquia deixasse a costa Indiana. Naquela ocasião, o budismo estava bem enraizado no Sri Lanka, e os governantes insulares mantinham estreitas relações com os Estados Indianos que fomentavam o Budismo. Por esta razão, o governante de Kalinga, em perigo iminente de perder a batalha, decidiu enviar a relíquia do Dente para o Rei do Sri Lanka, cujos ascendentes eram de Kalinga, o atual Orissa.

Danta e Hemamala, vestidos como peregrinos (obra de Solius Mendis)

Danta e Hemamala, vestidos como peregrinos (obra de Solius Mendis)

Após cerca de oito séculos de sua permanência na Índia, a relíquia do Dente foi levada secretamente por Danta e Hemamala, segundo se diz, respectivamente, o genro e a filha de Guhasiva. Obras literárias como Dathavamsa, Daladasirita e a crônica Mahavamsa, registram muitas e variadas vicissitudes que o casal passou através da sua rota para o Sri Lanka, a fim de salvaguardar a relíquia. Registra-se que o Príncipe e a Princesa vestiram-se de ascetas e carregaram a relíquia escondida dentro do penteado de Hemamala para não serem notados pelos transeuntes. Um bem conhecido mural do século XX, no mosteiro Kelaniya (cerca de 5 milhas a leste de Colombo), ilustra este episódio num estilo clássico executado por um artista local (Solius Mendis).

Diz-se que Danta e Hemamala embarcaram em um navio no antigo porto de Tamralipti, um movimentado porto naquela época, localizado na foz do rio Ganges, e atingiram a costa do Sri Lanka no porto de Lankapattana (atual Ilankeiturei) no Distrito de Trincomalee. Relata-se que a relíquia operou vários milagres no próprio navio em sua viagem, sendo, assim, venerada tanto pelos seres humanos como pelos seres celestiais. A Relíquia do Dente finalmente chegou à capital do Sri Lanka, Anuradhapura, e de acordo com os textos cingaleses, Dalada Sirita, a Relíquia foi colocada no Megagiri vihara no parque Mahameghavana.

Por ocasião da sua chegada, o Rei Mahasena, amigo do governante indiano Guhasiva, havia morrido e seu filho, o rei Kirti Sri Meghavanna (4 º século DC), que era um budista devoto, o sucedeu. A Relíquia do Dente foi bem recebida pelo rei e colocada no seu próprio trono com muita veneração. A crônica Mahavamsa relata que o Rei mantinha com muita fé a relíquia do Dente consagrada num edifício chamado Dhammacakkageha, originalmente construído pelo Rei Devanampiyatissa no 3 º século AC, dentro do recinto real (Rajavatthu). O rei construiu um santuário especial e consagrou a Relíquia do Dente alí. Este santuário foi agora identificado como sendo o arruinado edifício ao lado do grande refeitório conhecido como Mahapali.

A relíquia é também um dos 80 tesouros expostos em “A Volta ao Mundo em 80 Tesouros”, série apresentada por Dan Cruickshank.

Vista externa do Templo da Reliquia do Dente Sagrado

Vista externa do Templo da Relíquia do Dente Sagrado

Fonte das imagens e textos: Wikipedia, a enciclopédia livre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: