O Grande Nirvana na Era da Maldade

“Também, além disso, oh bom homem! Por exemplo, uma ordenhadeira, com a intenção de obter um lucro exorbitante, adiciona 20% de água ao leite e o vende para outra mulher que, novamente, adiciona 20% de água e o vende para uma mulher que vive próximo à cidade-castelo. Essa mulher adiciona mais 20% de água e o vende para uma mulher que vive no castelo. Essa mulher compra o leite e leva-o para o mercado e o vende. Naquela ocasião, havia uma pessoa que receberia uma mulher para o bem do seu filho. Ele queria usar um bom leite para servi-lo à sua hóspede. Ele foi ao mercado e queria comprar algum (leite). A vendedora do leite pediu o preço normal. O homem disse: ‘Esse leite contém um bocado de água. Então, ele não vale o preço normal. Hoje eu tenho que receber uma visita. Então vou comprá-lo’. Chegando com esse leite em casa, ele cozinhou um mingau de cereais, mas o mesmo não tinha o sabor do leite. Embora ele não tivesse qualquer sabor do leite, ele era de longe melhor que qualquer coisa amarga; era mil vezes melhor. Por quê? Porque dentre todos os sabores, o do leite é o melhor.

Oh bom homem! Quando eu morrer, durante os 80 anos quando o Dharma Maravilhoso ainda não tiver expirado, este sutra será amplamente propagado no Jambudvipa. Naquela ocasião, haverá muitos Monges mal intencionados que dividirão esse sutra em partes e o simplificarão de tal maneira que a cor, o sabor, a beleza e o paladar do Dharma Maravilhoso serão perdidos. Todas essas más pessoas lerão este sutra, espoliarão o profundo e essencial significado do Tathagata, introduzirão palavras meramente pretensiosas, decorativas e sem sentido que dizem respeito ao mundo. Eles arrancarão a parte da frente e a adicionarão à parte de trás do sutra, ou pegarão a parte de trás e a adicionarão à da frente, ou colocarão as partes da frente e de trás no meio e o meio na frente e atrás. Saiba que tais Monges são amigos de Mara. Eles receberão e guardarão todas as coisas impuras e dirão que o Tathagata deu-lhes permissão para agirem assim. Isto é como a ordenhadeira que adicionou água ao leite. Ocorrerá o mesmo com esses Monges maldosos. Eles adicionarão palavras da vida mundana, espoliarão as palavras estabelecidas e corretas dos sutras, e obstruirão o acesso dos seres aos sermões corretos, às cópias corretas, à compreensão correta, honrando, reverenciando, fazendo oferecimentos e respeitando [os sutras].

Em razão da busca pelo ganho, esses Monges mal intencionados não disseminarão esse sutra. O mundo em que os seus benefícios serão obtidos será tão limitado que não merece ser mencionado. Isto é como no caso da pobre ordenhadeira que adiciona água ao leite e o vende de tal maneira que o mingau que será feito mais tarde não terá o sabor do leite. O mesmo é o caso com esse Sutra Mahayana do Grande Nirvana. O seu paladar será gradualmente diminuído e [eventualmente] nenhum sabor restará. O espírito partirá; e ainda assim ele será 1.000 vezes melhor que os outros sutras. É como com o leite diluído, que ainda é 1.000 vezes melhor do que qualquer coisa amarga. Por que é assim? Porque esse Sutra Mahayana do Grande Nirvana é o melhor dentre todos os sutras da classe dos Sravakas. É como com o leite, que é o melhor de todos os sabores. Por essa razão, dizemos Grande Nirvana.”

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 16: Sobre o Bodhisattva.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: