Meditar Sobre Impurezas

“Oh bom homem! Alguém que tenha Sabedoria pensa: ‘Devo afastar-me dessas impurezas e não devo fazer coisas rebaixadas e vis. Por que não? Porque [de outra forma] não posso livrar-me das retribuições cármicas do inferno, dos espíritos famintos, dos animais, humanos e celestiais. Ao praticar a Via, através desse poder, acabarei com todos esses sofrimentos’. Pensando assim, o que a pessoa comete é leve com relação à cobiça, má-vontade, e ignorância. Sendo leves a cobiça, a má-vontade e a ignorância, a pessoa é feliz. Ela ainda pensa: ‘Agora sim, através do poder da prática da Via, afasto-me das coisas más e posso aproximar-me do Dharma Maravilhoso. Assim eu conquisto a Via Correta. Agora farei esforços e crescerei’. Ora, essa pessoa acaba com todas as inumeráveis más impurezas, e está livre das retribuições do inferno, espíritos famintos, animais, e aquelas dos humanos e celestiais. Por isso, Eu digo nos meus Sutras: ‘Deve-se meditar sobre todas as impurezas e sobre as causas das impurezas’. Por quê? Caso alguma pessoa sábia medite sobre as impurezas, mas não sobre as causas das impurezas, ela não será capaz de acabar com as impurezas. Por quê? Porque qualquer pessoa sábia pode ver o que surgirá da causa das impurezas. Eu agora estou apartado da causa, e as impurezas não surgem.

Oh bom homem! Isto é como no caso de um médico. Uma vez que ele remova a causa, a doença não mais levantará a sua cabeça. É o mesmo com a pessoa sábia que extirpa a causa das impurezas. Alguém que seja sábio deve primeiro meditar sobre a causa e, depois, sobre o efeito. Ele vê que bons resultados surgem de uma boa causa, e os maus (resultados) vêm do que é mau. Ao meditar sobre o resultado que surge, ele acaba com a causa. Tendo meditado sobre o resultado que surgirá, ele deve ainda meditar sobre a leveza e o peso das impurezas. Tendo meditado sobre leveza e o peso, primeiro ele acaba com o que é pesado. Quando se acabou com o que é pesado, o que é leve irá embora por si.

Oh bom homem! Se a pessoa sábia percebe as impurezas, a causa das impurezas, o resultado das impurezas, e a leveza e o peso das impurezas; aquela pessoa empreenderá esforços na Via, não cessará, e não sentirá remorso. Essa pessoa se associará com um Bom Amigo e dará ouvido ao Dharma com a mente mais sincera. Isto é tudo para acabar com as impurezas.”

Leia Mais no Sutra do Nirvana, Capítulo 42 – Sobre o Bodhisattva Kashyapa 3.

meditate on defilements.mp3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: