O Sutra de Lótus e o Brasil dos brasileiros

O esforço de tradução do Sutra de Lótus para o Português brasileiro teve início no ano de 2004, e a conclusão da primeira versão ocorreu no final de 2006, acompanhada de discretas divulgações de trechos na internet.

Em 17/01/2007, teve início a estruturação do blog Cristal Perfeito, tal como se apresenta hoje, e a divulgação da íntegra do Sutra a quem pudesse interessar, gratuitamente!

Pois bem, observem agora através dos fatos e registros da nossa história recente, o que aconteceu ao Brasil e aos brasileiros neste período e, é claro, o que vem acontecendo nos últimos anos. Faça-o através do exame, ano a ano, do histograma de frequência (em milhares de visitantes, onde 72k =72.000) de visitações, leituras, estudos e consultas ao Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, realizadas por brasileiros em maioria absoluta dentre os visitantes. Tire suas conclusões.

Todos os registros permanecem aqui no Cristal Perfeito, a quem possa interessar.

Marcos Ubirajara de Carvalho e Camargo, Primavera de 2020.

em 24/09/2020.

Meditando sobre ‘Pés’

Todos os temos! Até aqueles alados, que podem voar. Daqueles que nadam, são feitos nadadeiras. Não há seres viventes sem ‘pés’, exceto os que rastejam. Então, não pode haver vida sem chão, sem ares e águas onde possamos nos apoiar. Pense!

Chão, ares e águas a se oporem a todos os movimentos dos que vivem, e não há como separar a parte que se opõe, da parte que nos impele. A mesma água, chão e ar da resistência ao nosso deslocar, são apoio das braçadas, passos e bater de asas a nos impelirem. Sim, a nos projetarem para o tempo futuro, o amanhã.

Quer saber sobre o futuro? Será o quê aqueles passos que você deu ali atrás determinaram. O chão era o mesmo que apoiava os passos daquele que, hoje, você diz ter mais sorte. O chão era o mesmo. Os passos foram os que você escolheu. A “sorte” não está na colheita, mas no plantio! Observe como sempre há ‘Caminhos’ e ‘Caminhadas’ na retórica dos mais Honrados pelo Mundo!

Em 07/08/2020.

O Inferno

Você ainda não sabe onde é o Inferno?

Veja, somente em minha residência, milhares de seres morrem pisoteados diariamente, porque não os vejo, ou os ignoro em sua luta pelo alimento vital. Ainda, de vez em quando, os enveneno para meu conforto e segurança.

No “Diário de um Tolo”, o interlocutor fala de um país distante, a oeste dali onde ele se encontrava, e que se chama “Ingratidão”, palco da história então relatada.

Está mais claro agora onde se situa o Inferno, ou ainda não sabe?

%d blogueiros gostam disto: