O Ato Derradeiro do Honrado pelo Mundo

“Manjushri, o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa é supremo dentre os ensinamentos do Tathagata. Em meio a todos os ensinamentos ele é o mais profundo, e somente é concedido em última instância, como é o caso daquela pérola brilhante que o poderoso rei há muito a detém e finalmente a concede. Manjushri, o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa é o tesouro secreto de todos os Budas, Tathagatas. Dentre todos os Sutras ele é o mais elevado. Na longa noite do tempo ele foi guardado e nunca descuidadamente exposto. Hoje, pela primeira vez, eu o estou pregando para você”.

Naquela ocasião, o Honrado pelo Mundo desejando enfatizar este significado, falou versos, dizendo:

“Sempre praticando a paciência e sendo misericordioso com todos,
então estará apto a proclamar este Sutra elogiado pelos Budas.
Na futura Era dos Últimos Dias,
aquele que ostentar este Sutra,
deverá estar imbuído da benevolência e compaixão,
tanto por aqueles que residem em seus lares,
como para com aqueles que deixaram seus lares,
e aqueles que não são Bodhisattvas,
pensando: ‘aqueles que não ouvem ou compreendem este Sutra
sofrem uma grande perda.
Quando eu tiver obtido a Via do Buda,
usarei de meios hábeis para pregar esta Lei para eles,
de tal forma que permaneçam dentro dela’.

É como um poderoso rei girador-de-roda que concede recompensas aos soldados bem-sucedidos na batalha:
elefantes, cavalos, carruagens, ornamentos pessoais,
bem como terras, cavalos, vilas, cidades e países;
ou pode dar roupas,
ou vários tipos de tesouros raros,
servos e outros bens valorosos,
dando-lhes alegria.
Se houver um herói digno,
que seja capaz de empreender missões difíceis,
o rei pegará do seu turbante sua pérola brilhante e lhe concederá.

O Tathagata também é assim.
Como rei de todas as Leis,
com paciência, com grande poder,
e com o precioso repositório da sabedoria,
com grande benevolência e compaixão,
ele transforma o mundo de acordo com a Lei.
Ele vê todas as pessoas sofrendo pela dor e pela agonia,
buscando a libertação,
e travando batalhas com demônios.
Para esses seres viventes ele prega várias Doutrinas.
Usando grandes meios hábeis,
ele ensina-lhes os Sutras.

Quando ele sabe que aqueles seres viventes tornaram-se fortes,
Então, como num ato derradeiro,
ele prega-lhes o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa.
Isto é como o rei que desata seu turbante e concede finalmente sua pérola brilhante.
Sendo o mais elevado dentre as multidões de Sutras,
este Sutra é venerável.
Eu sempre o guardo e o protejo,
nunca o pregando descuidadamente.
Mas agora o tempo é exatamente correto para pregá-lo para todos os seres.

Excerto do CAP. 14: Conduta Para a Prática Bem Sucedida, pág. 265.

%d blogueiros gostam disto: