O Que o Bodhisattva Vê e Sabe

“Também, além disso, oh bom homem! O Bodhisattva-Mahasattva vê e sabe. O que ele vê? Ele vê que os seres realizam práticas distorcidas e infalivelmente caem no inferno. Isto é visto. O que ele sabe? Ele sabe que todos os seres emergem do inferno e ganham vida como um ser humano, praticam o danaparamita e se tornam perfeitos nos outros paramitas. Ele sabe que essas pessoas infalivelmente atingirão a Iluminação Correta. Isso é sabido.

Também, além disso, oh bom homem! O Bodhisattva-Mahasattva vê e sabe ainda mais. O que ele vê? Ele vê o Eterno e o não-Eterno, o sofrimento, o Êxtase, o Puro e o não-Puro, o Eu e o não-Eu. Isto é visto. O que ele sabe? Ele sabe que todos os Tathagatas definitivamente não entram no Nirvana [isto é, não morrem de fato e abandonam o mundo]. O corpo do Tathagata é adamantino e indestrutível. Não é aquele (feito) de impurezas. Não é também um corpo que exala maus odores e deterioração. Assim ele sabe. Também, ele sabe que todos os seres possuem a Natureza-de-Buda. Isto é sabido.

Também, além disso, oh bom homem! O Bodhisattva-Mahasattva também sabe que a mente dos seres encontra a fé. Esses seres buscam o Mahayana. Ele sabe que eles oscilam para baixo, ou para trás, ou residem corretamente (no Mahayana). Ele sabe que os seres não alcançam a outra margem. Oscilar para baixo refere-se aos mortais comuns; oscilar para trás refere-se desde o Srotapanna até o Pratyekabuda; residir corretamente refere-se a todos os Bodhisattvas, e atingir a outra margem refere-se ao Tathagata, o Arhat, o Samyaksambuddha. Isto é sabido. O que o Bodhisattva vê? Ele reside nos ensinamentos do Sutra Mahayana do Grande Nirvana, pratica ações puras e, com o puro olho celestial, vê que todos os seres cometem maldades através do corpo, da boca e da mente, e caem nos reinos do inferno, animalidade, e dos espíritos famintos. Ele vê que os seres que fazem o bem morrem e renascem nos mundos dos seres celestiais e humanos. Existem seres que se movem da escuridão para a escuridão, da escuridão para a luz, da luz para a escuridão, e então da luz para a luz. Isto é visto.”

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 22 – Sobre Ações Puras 2.

2 Comentários

  1. Vítor said,

    02/12/2009 às 14:22

    Este trecho é magnífico!

  2. 24/03/2017 às 22:57

    Sutra muito semelhante so Sutra de Lotus, os dois são complementares. Primeira vez que leio sobre o Mahayana, o Grande Veiculo, no proprio sutra.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: