A Supremacia das Bênçãos Incondicionadas

Sutra:

Subhuti, se houvesse tantos Rios Ganges quanto os grãos de areia que há no Rio Ganges, o que você pensa, seriam muitos os grãos de areia em todos aqueles Rios Ganges?”

Subhuti disse: “Muitos, Honrado pelo Mundo. Mesmo apenas os Rios Ganges já seriam incalculáveis, quanto mais os grãos de areia contidos neles.”

“Subhuti, Eu agora lhe falarei a verdade. Se um bom homem, ou uma boa mulher, usasse as sete gemas preciosas para preencher três mil grandes sistemas de mil mundos, iguais em número aos grãos de areia contidos em todos aqueles Rios Ganges, e oferecesse-lhes como doação, as bênçãos que ele ou ela obteria seriam muitas?”

Subhuti disse: “Muitas, Honrados pelo Mundo.”

O Buda disse a Subhuti: “Se um bom homem, ou uma boa mulher, recebesse e mantivesse mesmo que apenas um verso de quatro linhas deste sutra e pregasse-lhe para outros, suas bênçãos e virtudes superariam as bênçãos e virtudes da pessoa anterior.”

Comentário:

Esta parte do texto diz que bênçãos e virtudes que são destituídas de quantitativos (marcas) superam bênçãos e virtudes quantificadas; que bênçãos e virtudes não condicionadas superam bênçãos e virtudes condicionadas.

Sutra Diamante – Capítulo 11 – A Supremacia das Bênçãos Incondicionadas.

Original

%d blogueiros gostam disto: