Mas, há aqueles que ainda não Adoeceram

01/09/2018

Bom dia! Noite passada, após passar quase o dia inteiro com Dôra, saí do hospital e, ali em frente, fui ao Supernosso comprar algumas coisas. Queria me descontrair um pouco, pois o dia foi duro.

Ando comprando uns vinhos que guardo lá em casa, para quando Dôra voltar. É claro, vou fazer tudo escondido, sem quase ninguém saber. Então, peguei duas cervejas Backer e um chileno que conheço, o Rios, que estava em oferta por apenas R$ 27,00 mangos. Ah, vou pegar!

Quando cheguei ao caixa, a menina perguntou-me: “Você tem o clube Supernosso?” Eu disse, não! “Pois é moço, o desconto é para quem tem o clube Supernosso, senão esse vinho custa R$ 59,00 reais”. Falei: tudo bem, pensando que meu plano de tomar um vinho com a Dôra na volta para casa valia milhões de vezes isso.

De repente, a menina do caixa falou: “aguarda só um momento”! E eu tô lá colocando as duas cervejas e o vinho dentro de uma sacola, dessas retornáveis, que eu havia incluído na compra. Alguns segundos e a caixa me perguntou: “débito ou crédito?”. Respondi: débito. Quando olhei o display, estava lá R$ 54,00 reais e alguma coisa. Nunca fui esperto, e indaguei a caixa: “Você está cobrando só o vinho?”. A que ela respondeu: “Não! Essa moça, a que estava atrás de mim na fila, tem o clube Supernosso, e está pedindo para dar o desconto ao senhor.

Fiquei desconcertado. Por quê? Você conhece alguém que enxergue dignidade nas outras pessoas? E você sabia que respeito e amizade não se pede, ganha-se? Mesmo desconcertado, olhei para aquela pessoa e disse: Muito obrigado, moça! A sua gentileza é incomum nos dias de hoje. Muito obrigado!

Até agora, acho que fiz pouco, porque essa moça deve ter vindo de outro planeta. Mas, posso fazer mais anunciando a todos vocês que ainda há pessoas no mundo que não adoeceram, e que vale a pena continuar. A água está próxima. Bom dia!

%d blogueiros gostam disto: