Sim, Eu Prometo

“No futuro, se houver um bom homem ou uma boa mulher que creia na sabedoria do Tathagata, devem expor o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa para aquela pessoa, fazendo a pessoa ouvir, compreender e obter a sabedoria do Buda. Se houver seres viventes que não creiam ou aceitem-na, devem instruí-los com alguma outra das profundas Leis do Tathagata, beneficiando-lhes e fazendo-lhes alegrarem-se. Se puderem fazer isto, já terão retribuído a benevolência dos Budas”.

Quando os Bodhisattvas Mahasattvas ouviram as palavras do Buda, uma alegria em profusão permeou os seus corpos. Com crescente reverência, eles curvaram suas cabeças, juntaram as palmas das suas mãos, fitaram o Buda e disseram em uníssono: “Nós reverentemente cumpriremos as ordens do Tathagata. Sim, Honrado pelo Mundo, rogamos que não se preocupe com isto”. A assembléia de Bodhisattvas Mahasattvas falou dessa maneira por três vezes, dizendo: “Nós reverentemente cumpriremos as ordens do Tathagata. Sim, Honrado pelo Mundo, rogamos que não se preocupe com isto[1]”.

 


[1] Através desse voto solene, os Bodhisattvas Mahasattvas recebem a Transmissão da Lei pelo Buda Shakyamuni.

Extraído do CAP. 22: A Transmissão.

A Transmissão da Lei
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 28/10/2007.

%d blogueiros gostam disto: