Por Que Rei da Medicina?

“O Bodhisattva Alegremente Visto por Todos os Seres, depois disso, então pensou: ‘Embora eu tenha feito esses oferecimentos, meu coração ainda não está satisfeito. Devo agora fazer mais oferecimentos às relíquias do Buda’. Então, ele dirigiu-se aos dragões, yakshas, e assim por diante na grande assembléia, dizendo: ‘Prestem atenção todos vocês e unam-se num só pensamento, porque agora vou fazer oferecimentos às relíquias do Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e a Lua’. Tendo dito aquilo, diante das oitenta e quatro mil torres, como um oferecimento, ele queimou seus braços, com seus adornos de uma centena de bênçãos, fazendo-o durante setenta e dois mil anos, desse modo fazendo com que muitas multidões buscassem tornarem-se Ouvintes e ilimitados asamkhyas de pessoas se decidissem pelo Anuttara-Samyak-Sambodhi, permitindo-lhes residir no samadhi da manifestação de todas as formas físicas”.

“Naquela ocasião, todos os Bodhisattvas, seres celestiais, humanos, asuras, e assim por diante, vendo-lhe sem os braços, ficaram lamentando com tristeza dizendo: ‘O Bodhisattva Alegremente Visto por Todos os Seres é nosso mestre. Ele nos tem ensinado e convertido, mas agora seus braços foram queimados e seu corpo mutilado’.

Então, o Bodhisattva Alegremente Visto por Todos os Seres fez este voto em meio à grande assembléia, dizendo: ‘Tendo renunciado a ambos os braços, certamente adquirirei o corpo dourado do Buda. Se isto for verdadeiro e não falso, ambos os braços serão agora restaurados para como eram antes’.

Após ele ter feito este voto, seus braços foram restaurados espontaneamente. Isto veio a ocorrer em razão da pureza e profundidade das bênçãos, virtudes e sabedoria deste Bodhisattva”.

“Os três mil grandes sistemas de mil mundos, então, tremeram de seis formas diferentes. Dos céus choveram flores de jóias e todos os seres humanos e celestiais ganharam o que nunca antes possuíram”.

O Buda disse ao Bodhisattva Rei da Constelação Flor: “O quê você pensa? Teria o Bodhisattva Alegremente Visto por Todos os Seres sido qualquer outro? Ele era justamente o presente Bodhisattva Rei da Medicina[1]. Ofereceu seu corpo, tal como é, um número de ilimitadas centenas de milhares de miríades de kotis de nayutas de vezes”.

 “Rei da Constelação Flor! Se uma pessoa que toma a decisão pela consecução do Anuttara-Samyak-Sambodhi puder queimar um dedo da mão ou do pé como um oferecimento à torre de um Buda, seus oferecimentos superarão os daqueles que usam como oferecimentos países, cidades, esposas e filhos, ou mesmo os três mil grandes sistemas de mil mundos com todas as suas montanhas, florestas, rios, lagos e objetos preciosos”.

 “Se, além disso, uma pessoa preencher todos os três mil grandes sistemas de mil mundos com os sete tesouros e oferecê-los ao Buda, aos grandes Bodhisattvas, Pratyekabudas e Arhats; os méritos e virtudes que aquela pessoa obteria não se igualariam ao daquela que recebe e ostenta mesmo que um simples verso de quatro linhas do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa[2], pois as bênçãos desta última são longinquamente maiores”.

 


[1] Aquele que no passado, como Bodhisattva Alegremente Visto Por Todos os Seres, sob a Lei do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa exposta pelo Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e da Lua, foi capaz de alcançar o samadhi em que se pode manifestar quaisquer formas físicas. Evidentemente, seu nome faz referência àquele capaz de manifestar, regenerar ou reconstituir quaisquer formas físicas por transformação: Rei da Medicina.

[2] Porque o “corpo completo do Buda” está contido em cada caractere do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa.

Extraído do CAP. 23: Os Feitos Passados do Bodhisattva Rei da Medicina.

Flor de Lótus
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 04/11/2007.

%d blogueiros gostam disto: