O Ato de Suprema Doação do Rei da Medicina

“Naquela ocasião, aquele Buda, em benefício do Bodhisattva Alegremente Visto por Todos os Seres, bem como em prol da multidão de Bodhisattvas e de Ouvintes, pregou o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa. O Bodhisattva Alegremente Visto por Todos os Seres comprazia-se no exercício das práticas ascéticas. Sob a Lei do Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e a Lua, ele aplicou-se com vigor e pensamento único na busca da Budeidade durante doze mil anos completos. Então, ele obteve o samadhi da manifestação de todas as formas físicas”.

“Tendo obtido este samadhi, seu coração alegrou-se enormemente e ele imediatamente pensou: ‘Obtive o samadhi da manifestação de todas as formas físicas. Isto se deve ao poder adquirido por ter ouvido o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa. Farei agora um oferecimento ao Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e a Lua, e para o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa’”.

“Ele então entrou naquele samadhi e, como um oferecimento ao Buda, fez chover flores de mandarava e mahamandarava do espaço. Um fino pó da dura madeira de sândalo negro também preencheu o céu, descendo como nuvens. Ele também fez chover incenso de sândalo do litoral, do qual seis ‘karshas’ são tão valiosas quanto todo o mundo Saha, como um oferecimento ao Buda”.

“Tendo feito esses oferecimentos, ele despertou do samadhi. Ele pensou para si mesmo: ‘Embora através dos poderes espirituais eu tenha feito esses oferecimentos ao Buda, isto não é tão bom quanto o oferecimento do meu próprio corpo’. Ele então engoliu incenso de muitos tipos como sândalo, kunduruka, turushka, prikka, aloés e incenso em resina. Ele também bebeu óleo de champaka e outras flores durante doze mil anos completos. Perfumou-se com óleos fragrantes e, na presença do Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e a Lua, envolveu-se em mantos de jóias celestiais e derramou óleo fragrante sobre si. Então, através de poderes de penetrações espirituais, ele imolou-se. A luz resplandeceu por toda a parte através de mundos numerosos como os grãos de areia de oitenta kotis de Rios Ganges”.

“Todos os Budas presentes naqueles mundos, simultaneamente, louvaram-lhe, dizendo: ‘Excelente! excelente! Bom homem, isto é verdadeira diligência. Isto pode ser chamado um verdadeiro oferecimento da Lei para o Tathagata. Oferecimentos de flores, incenso, contas, incenso para queimar, e todos os tipos de oferecimentos não podem comparar-se a ele. Se alguém oferecesse mesmo que países, cidades, esposas e filhos; também não poderiam comparar-se a ele. Bom homem, isto é chamado suprema doação. Em meio a todos os gestos de doação, ele é o mais honrado e supremo, porque ele é um oferecimento do Dharma[1] para o Tathagata’. Tendo dito essas palavras, eles tornaram-se silenciosos”.

“Seu corpo queimou durante doze mil anos, após o que foi consumido”.

 


[1] Dharma neste contexto significa “o Corpo da Lei”.

Extraído do CAP. 23: Os Feitos Passados do Bodhisattva Rei da Medicina.

Chama do Rei da Medicina
Rei da Medicina
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 04/11/2007.

%d blogueiros gostam disto: