O Legado da Jóia do Rei da Medicina

“Se uma pessoa ouvir este capítulo, ‘Os Feitos Passados do Bodhisattva Rei da Medicina’, e alegrar-se em concordância, louvando a sua benevolência, a boca daquela pessoa em sua presente vida exalará a fragrância de um lótus azul. Os poros do seu corpo exalarão o perfume do sândalo cabeça-de-boi. Os méritos e virtudes que ela obterá serão como descrito acima”.

“Portanto, Rei da Constelação Flor, eu confio a você este capítulo: ‘Os Feitos Passados do Bodhisattva Rei da Medicina’. Após a minha passagem, nos últimos quinhentos anos, propague-o extensivamente no continente Jambudvipa. Não permita que ele se extinga, permitindo desse modo que demônios, entidades demoníacas, todos os dragões celestiais, yakshas, kumbhandas, e assim por diante, ocupem o seu caminho[1]”.

 


[1] Eis uma das mais severas admoestações do Buda no que se refere à propagação do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa na era posterior. Neste caso, o Buda faz uma alusão específica a este capítulo sobre os feitos passados do Bodhisattva Rei da Medicina em retribuição à gratidão pela obtenção do samadhi em que se podem manifestar todas as formas físicas, que foi inteiramente devida ao fato do Bodhisattva Alegremente Visto Por Todos os Seres (presente Bodhisattva Rei da Medicina) ter ouvido o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa.

Extraído do CAP. 23: Os Feitos Passados do Bodhisattva Rei da Medicina.

%d blogueiros gostam disto: