Os Seis Atos Difíceis

Os outros Sutras são numerosos como as areias do rio Ganges,

mas ainda que alguém os expusesse a todos,

isso ainda não deveria ser pensado como algo difícil.

 

Se alguém tomasse o Monte Sumeru,

e o arremessasse para uma outra terra,

atravessando incontáveis terras Búdicas,

isso também não seria difícil.

 

Ou se, com um dedo do pé,

alguém chutasse um grande sistema de mundos para terras longínquas,

isso também não seria difícil.

 

Se alguém permanecesse no Cume do Ser,

e em prol das multidões proclamasse ilimitados outros Sutras,

isso também não seria difícil.

 

Mas se após a extinção do Buda,

numa era de maldade,

houver alguém que possa expor este Sutra,

isso será difícil.

 

Se alguém tomasse o espaço vazio em sua mão,

e vagueasse por ai com ele,

isso não seria difícil

 

Mas se, após a minha extinção,

houver quem copie e ostente-o,

e encoraje outros a copiá-lo,

isso será difícil.

 

Se alguém pegasse a terra,

a colocasse sobre a unha do seu dedo,

e a carregasse até os céus Brahma,

isso, também, não seria difícil.

 

Após a extinção do Buda,

na era da maldade,

ler este Sutra mesmo que por um instante,

isso será difícil.

 

Se, durante o fogo do final do kalpa,

alguém carregasse um fardo de grama seca em sua costa e,

atravessando o fogo não fosse queimado,

isso não seria difícil.

 

Mas após a minha extinção,

alguém que possa ostentar o Sutra,

e pregá-lo mesmo que para uma única pessoa,

isso será difícil.

 

Se alguém ostentasse os oitenta e quatro mil repositórios da Lei,

bem como as doze divisões dos sutras,

expondo-os para os outros,

levando todos os ouvintes a obter os Seis Poderes das Penetrações Espirituais,

mesmo que alguém pudesse fazê-lo,

isto não seria difícil.

 

Mas se, após a minha extinção,

alguém puder ouvir e aceitar este Sutra,

e interrogar sobre o seu significado,

isto será difícil.

 

Se alguém pregasse a Lei e levasse mil miríades de milhões de ilimitados seres viventes,

incontáveis como as areias do Ganges,

a obter o estado de Arhat e a exercer os Seis Poderes de Penetrações Espirituais,

embora fossem grandes benefícios,

isso não seria difícil.

 

Mas após a minha extinção,

se alguém puder reverentemente ostentar um Sutra como este,

isso será realmente difícil[1]!

 


[1] Através dessa exposição do que seriam 6(seis) atos difíceis e 9(nove) atos fáceis, o Buda admoesta a assembléia sobre a dificuldade de propagação do Sutra de Lótus após a sua extinção. Esses seis atos difíceis relativos ao Sutra de Lótus são: 1. expô-lo; 2. copiá-lo e abraçá-lo encorajando outros a fazê-lo; 3. lê-lo mesmo que por um instante; 4. abraçá-lo e expô-lo mesmo que para uma única pessoa; 5. ouvi-lo, aceitá-lo e perguntar pelo seu significado; 6. reverentemente ostentá-lo, honrá-lo e promovê-lo.

Extraído do CAP. 11: O Aparecimento da Torre de Tesouro

Por muccamargo

Físico, Mestre em Tecnologia Nuclear USP/SP-Brasil, Consultor de Geoprocessamento, Estudioso do Budismo desde 1987.

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: