O Giro da Roda da Lei

Quando pela primeira vez tomei assento no lugar da Iluminação,
em contemplação, ou caminhando ao redor da árvore,
por um período de três vezes sete dias ,
eu pensei em assuntos tais como estes:
‘a sabedoria que obtive é sutil,
maravilhosa e insuperável,
mas os seres viventes são de pouca capacidade,
apegados ao prazer, e cegos pela delusão;
seres tais como estes,
como possivelmente poderão se salvar’?

Então os Reis Celestiais Brahma,
bem como o Deus Shakra,
os Quatro Reis Celestiais Protetores do Mundo,
o Rei Celeste Grande Liberdade,
e outras multidões de seres celestiais,
com seguidores contados em bilhões,
reverentemente uniram as palmas das suas mãos,
e solicitaram-me girar a Roda da Lei.
Eu então pensei para mim mesmo:
‘Se eu fosse pregar somente o Veículo do Buda,
seres mergulhados no sofrimento seriam incapazes de compreender esta Lei.
Eles difamar-na-iam e desacreditar-na-iam,
e cairiam nos três maus caminhos.
É melhor que eu não pregue a Lei,
entrando rapidamente no Nirvana’.

Então me lembrei que os Budas do passado praticaram o poder dos meios hábeis,
e como eu agora atingi o Caminho,
quando assim estava pensando,
todos os Budas das dez direções apareceram,
e com o som Brahma encorajaram-me, dizendo:
‘Excelente, Oh Shakyamuni,
Supremo Mestre Guia.
Tendo atingido a Lei insuperável,
você segue o exemplo de todos os Budas,
ao empregar o poder dos meios hábeis.
Igualmente, nós também obtivemos essa Lei insuperável,
a mais maravilhosa.
Para os vários tipos de seres viventes,
fizemos distinções e ensinamos os Três Veículos.
Aqueles de pouca capacidade,
que se comprazem nas leis inferiores,
não compreendem que eles podem tornar-se Budas.
Essa é a razão de usarmos os meios hábeis,
para fazer distinções e ensinar os vários objetivos.
Mas, embora Três Veículos sejam ensinados,
o são unicamente em prol da instrução de Bodhisattvas’.

Shariputra, agora você sabe que,
quando eu ouvi o som profundo,
puro e maravilhoso dos Leões da Sabedoria,
eu bradei: ‘Homenagem a todos os Budas’.
Além disso, tive esse pensamento:
‘Encontro-me num mundo de impureza e de maldade;
portanto, seguirei de acordo com o que os Budas pregam’.
Tendo meditado sobre esse assunto,
segui diretamente para Varanasi.
Uma vez que o aspecto da extinção tranqüila de todos os fenômenos não pode ser expresso em palavras,
eu usei o poder dos meios hábeis para instruir os cinco Monges.
Isto se chamou o Giro da Roda da Lei.

Excerto do CAP. 02 – Meios Hábeis, pág. 55.

Muito interessante também, veja
O Impresumível Giro da Roda da Lei
Meios Hábeis do Buda
O Pedido do Brahma Buda
no blog Samsara.

%d blogueiros gostam disto: