A Prática dos Preceitos

“Dizemos que há a não-prática dos preceitos. Oh bom homem! Isto é nada mais que não ser capaz de observar os shila [preceitos de moralidade] como uma espécie de escada para todos os bons dharmas. Shila (preceito) é a raiz de todos os bons dharmas. Isto é como com a terra, que é onde todas as árvores crescem. Este é o melhor guia para tudo que há de bom. É como o dono de um navio que guia todos os mercadores. Shila é o estandarte da vitória. É como a insígnia de Devendra. Shila extirpa eternamente todas as más ações e os três reinos do infortúnio. Ele cura completamente as doenças graves, como uma árvore medicinal. Shila nada mais é que o alimento no caminho íngreme do nascimento e da morte. É a armadura e a espada que aniquila os ladrões das impurezas; e é o melhor encanto, o qual aniquila o veneno das víboras das impurezas; ou é a ponte através da qual se pode verdadeiramente atravessar o caminho das más ações. Qualquer pessoa que não possa pensar dessa maneira é alguém que não pratica os preceitos.”

Leia Mais no Sutra do Nirvana, Capítulo 38 – Sobre o Bodhisattva Rugido do Leão 6.

practice of the precepts.mp3

%d blogueiros gostam disto: