A Bênção da Pureza

O Buda diz que Subhuti é o primeiro Arhat a apartar-se do desejo. Os seres viventes são atormentados com todos os tipos de cobiça e desejo, que se resumem numa lista de Cinco Desejos: desejo pela riqueza, pela forma, pela fama, pela comida e pelo sono. Qualquer um gosta de (possuir) valores para um objeto de cobiça e desejo. Ao certificar-se para o Samadhi de Nenhuma Contenda, não há mais cobiça ou desejo de qualquer natureza. Não se tem mais cobiça pela comida, roupas, ou um bom lugar para viver. Todos os anseios cessam. Isto é o que se entende por primeiro a libertar-se do desejo. Apartando-se do desejo se obtém o Samadhi de Nenhuma Contenda e torna-se puro. Se não se abandona o desejo, não se pode obter o Samadhi de Nenhuma Contenda – a bênção da pureza.

Subhuti disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, eu não tenho o pensamento de que sou alguém que obteve o Samadhi de Nenhuma Contenda, ou que certifiquei-me para o Arhatship, ou que sou o numero um em meio aos humanos – o primeiro Arhat livre dos desejos. Por quê? Se eu tiver aquele pensamento, não posso ser chamado de puro, não posso ser dito ter deixado o desejo, e não posso ser chamado de alguém que não disputa (ou luta).”

“Honrado pelo Mundo, você não deve então dizer que Subhuti é alguém que pratica Arana, isto é, alguém que pratica a pura conduta. Por quê? Porque se eu tenho tal pensamento, já seria controvérsia e impureza, e eu não estaria livre do desejo. Aquilo também seria um falso pensamento.”

“Mas em razão de eu estar realmente sem a prática – eu realmente nada faço – eu não estou apegado a nada. Eu não estou apegado ao ‘eu’ ou aos dharmas; uma vez que não digo arrogantemente: ‘Eu obtive o Arhatship, Eu sou puro e não disputo. Eu estou livre do desejo’; por essa razão, o Buda diz que eu sou o primeiro Arhat a libertar-se do desejo. Mas se eu tenho esse pensamento, o Buda não pode falar daquela maneira.”

“Subhuti, que pratica Arana” é nada mais que um falso nome. Como um praticante da Arana Subhuti gostava de cultivar a pura conduta. Todavia, não havia um substância fixa (concreta) ou real, nenhuma ‘coisa’ que ele tivesse obtido. Embora ele tivesse se certificado para a quarta fruição do Arhatship, ele realmente nada tinha obtido.

Aqueles que olham não podem vê-lo,

aqueles que escutam não podem ouvir:

não há nada afinal.

Sutra Diamante – Capítulo 9 – Uma Marca Que Não é Marca.

Original

1 Comentário

  1. 16/12/2012 às 15:12

    Ola!
    Porque não consigo mais ver todos os comentarios juntos?
    Como fazer para poder ve-los como antes?
    Mais uma vez aproveito a oportunidade para agradecer a voce, Marcos Ubirajara pelos çposts maravilhosos que tem me enviado por e-mail!
    Lair


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: