A Natureza Inefável de um Cristal Perfeito

O Buda perguntou a Subhuti: “Se alguém pulverizasse três mil grandes sistemas de mil mundos em minúsculas partículals de pó, haveria uma grande massa de poeira?”

Subhuti disse: “Haveria muita poeira, mas apenas porque as minúsculas partículas de pó não têm natureza substancial. Elas basicamente não existem. Se elas existissem o Buda não falaria delas como uma massa de minúsculas partículas de pó”. O Buda falou de uma massa de minúsculas partículas de pó, mas apenas do ponto de vista das pessoas comuns que a massa de minúsculas partículas de pó realmente existe.

É nenhuma massa de partículas de pó. A partícula de pó basicamente é vazia, e basicamente é maravilhosamente existente. Porquanto é chamada uma massa de minúsculas partículas de pó. Pode-se forçar a questão e dar-lhe um nome, mas é apenas um nome e nada mais.

Os três mil grandes sistemas de mil mundos pregados pelo Tathagata são basicamente não-existentes. Porquanto são chamados sistemas de mundos. É meramente um falso nome e nada mais. Por quê? Se sistemas de mundos realmente existissem, então haveria uma totalidade de marcas. A totalidade de marcas refere-se à verdadeira natureza. Se a totalidade de marcas realmente existisse, então aquilo significaria que a verdadeira natureza realmente existe. A totalidade das marcas é pregada pelo Tathagata. O Buda nem mesmo disse que a totalidade das marcas, isto é, a verdadeira natureza, possui marcas. É nenhuma totalidade das marcas. Ela (a verdadeira natureza) também não tem substância básica. A verdadeira natureza é essencialmente verdadeira, mas também não tem substância falsa. Porquanto é chamada totalidade das marcas. Isto também é forçar um nome, “totalidade das marcas”, e isto é tudo.

A Prajna não é pregada porque ela não tem substância, e não há nada que possa ser dito. Subhuti, a totalidade das marcas não pode ser pregada. O Buda Shakyamuni ouviu a explanação de Subhuti e novamente o chamou: “O que é chamado totalidade das marcas? Eu lhe direi. Uma totalidade das marcas é inefável. Não pode ser expressa. Isto porque é um falso nome e nada mais. Mas as pessoas da espécie comum apegam-se avidamente a tais marcas”. As pessoas comuns tornam-se apegadas e dizem: “Aquilo existe, isto é vazio. Aquilo é verdadeiro, isto é falso”. Elas se apegam avidamente aos fenômenos. Por quê? Porque elas se tornam envolvidas nas visões baseadas nas discriminações que ocorrem no campo das oito consciências. Elas consideram verdadeiras a discriminação das visões e a discriminação das marcas. Na realidade, ambos os tipos de discriminação são vazios e falsos.

Sutra Diamante – Capítulo 30 – A Totalidade de Princípio e Marcas.

Original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: