O Espelho das Verdades Imutáveis

ORROZ

Diga-me ORROZ, o que tanto te apavora neste espelho?

Comentou Gilson Fubá.

Neste Tribunal da Equanimidade, ORROZ, não há acusações, portanto, não há defesa. Como diante de um espelho, o réu é você, e o juiz é você também, ciente do que consta nos autos[1] das ações perpetradas por você mesmo.

Comentou Marcos.


[1] É o conjunto ordenado das peças de um processo judicial. E o que é um processo? O processo no direito é necessariamente formal porque suas formas atuam como garantia de imparcialidade, legalidade e isonomia na consecução das atribuições do Estado. A formalidade do processo também atua como barreira à busca de interesses individuais e à prática de arbitrariedades por aqueles que estão no Poder – Fonte: Wikipedia, a enciclopédia livre.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: