Ode ao Bodhisattva Guanshiyin

“Contemplador Verdadeiro, Contemplador Puro,
Contemplador com Ampla, Grande Sabedoria,
Contemplador Compassivo, Contemplador Amável,
devemos constantemente contemplá-lo com reverência!

Indestrutível luz pura,
sol da sabedoria que penetra a escuridão,
que pode impedir as calamidades do vento e do fogo,
como brilhas em todos os mundos!

Sua substância compassiva: como o trovão dos preceitos.
Sua intenção amável: como uma maravilhosa grande nuvem.
Ele faz chover o doce orvalho e a chuva do Dharma,
que extingue as chamas da aflição.

Em meio a uma contenda, quando visado com acusações,
ou quando alguém está aterrorizado no campo de batalha,
se ele evoca o poder do Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo,
todos esses muitos inimigos se dispersarão e se retirarão.

Maravilhoso é o seu som, Contemplador dos Sons do Mundo.
Um som puro, um som como o da maré,
um som para além de todos os sons mundanos,
nós sempre o manteremos em pensamento.

Em pensamento após pensamento não teremos dúvida:
o Contemplador dos Sons do Mundo é puro e sábio.
Em tempos de sofrimento, agonia, perigo, e morte,
ele é nosso refúgio e protetor.

Repleto de todos os méritos e virtudes,
com seus olhos compassivos e amáveis contemplando os seres viventes,
ele é dotado de imensas bênçãos, ilimitadas como o oceano.
Portanto, deveríamos reverentemente adorá-lo”

Excerto do CAP. 25: O Portal Universal do Bodhisattva Guanshiyin (O Contemplador dos Sons do Mundo), pág. 399.

O Objeto de Adoração

Contemplador Verdadeiro, Contemplador Puro,

Contemplador com Ampla, Grande Sabedoria,

Contemplador Compassivo, Contemplador Amável,

devemos constantemente contemplá-lo com reverência!

Indestrutível luz pura,

sol da sabedoria que penetra a escuridão,

que pode impedir as calamidades do vento e do fogo,

como brilhas em todos os mundos!

Sua substância compassiva: como o trovão dos preceitos.

Sua intenção amável: como uma maravilhosa grande nuvem.

Ele faz chover o doce orvalho e a chuva do Dharma,

que extingue as chamas da aflição.

 

Em meio a uma contenda, quando visado com acusações,

ou quando alguém está aterrorizado no campo de batalha,

se ele evoca o poder do Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo, todos esses muitos inimigos se dispersarão e se retirarão.

 

Maravilhoso é o seu som, Contemplador dos Sons do Mundo.

Um som puro, um som como o da maré,

um som para além de todos os sons mundanos,

nós sempre o manteremos em pensamento.

 

Em pensamento após pensamento não teremos dúvida:

o Contemplador dos Sons do Mundo é puro e sábio.

Em tempos de sofrimento, agonia, perigo, e morte,

ele é nosso refúgio e protetor.

 

Repleto de todos os méritos e virtudes,

com seus olhos compassivos e amáveis contemplando os seres viventes,

ele é dotado de imensas bênçãos, ilimitadas como o oceano.

Portanto, deveríamos reverentemente adorá-lo”.

 

Naquela ocasião, o Bodhisattva Guardião da Terra levantou-se do seu assento e disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, se houver aqueles que ouçam este capítulo sobre o Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo, que aprendam sobre o altruísmo de suas ações e sobre o poder das suas penetrações espirituais como mostrado neste Portal Universal, saiba-se que os méritos e virtudes de tais pessoas não serão pequenos”.

Quando o Buda pregou o “Capítulo do Portal Universal do Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo”, todos os oitenta e quatro mil seres viventes na assembléia[1] decidiram-se pelo Anuttara-Samyak-Sambodhi.

 


[1] Isto significa que o Verdadeiro Objeto de Adoração, Contemplador dos Sons do Mundo, sábio e puro, Dotado de todos os benefícios; é o próprio Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, seu Nome, (Nam) Myoho-Rengue-Kyo, ou a sua Íntegra, representada pelos seus oitenta e quatro mil caracteres com suas intrínsecas naturezas de Buda, aqui identificados como “seres viventes na assembléia”; antes, no Capítulo 24, identificados como o séqüito de Bodhisattvas que acompanharam o Bodhisattva Som Maravilhoso em sua vinda ao mundo Saha.

Extraído do CAP. 25: O Portal Universal do Bodhisattva Guanshiyin

Flor de Lótus
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 02/12/2007.

O Poder do Bodhisattva Guanshiyin, O Contemplador dos Sons do Mundo

Dotado com o poder das penetrações espirituais,

enorme sabedoria e meios hábeis,

viajando através dos mundos nas dez direções,

ele manifesta-se em toda a parte e em todos os lugares.

Os vários maus caminhos,

os do inferno, da fome, e da animalidade,

e a dor do parto, da velhice, da doença e da morte,

todos são gradualmente limpos[1].

 


[1] O que lemos nos versos acima descortina três profundos significados: Primeiro, um Bodhisattva do Mahayana Verdadeiro (Sutra de Lótus) possui poderes para salvar os seres viventes de todas as suas angústias e aflições. Como esses poderes transcendentais são atributos do Buda, isto significa que esse Bodhisattva manifesta a natureza de Buda dentro de si; Segundo, todos os seres sensíveis e insensíveis possuem inerentemente os dez estados, do estado de inferno ao estado de Buda, sendo este o Samadhi que confere a esse Bodhisattva o poder da manifestação de todas as formas físicas nas dez direções para cumprir a sua função de ensinar e salvar a todas as pessoas; Terceiro, esse Bodhisattva é um Buda do futuro, ungido pelo próprio Buda Original, sendo esta a razão do advento do Buda neste mundo. Juntos, esses significados revelam a Verdadeira Entidade de Todos os Fenômenos. Esse Bodhisattva acumula a virtude de ser um Portal Universal para a entrada do Buda nesse mundo, para ensinar através dos meios hábeis, beneficiando um incalculável número de seres.

Extraído do CAP. 25: O Portal Universal do Bodhisattva Guanshiyin

Guanshiyin
Foto de Marcos Ubirajara. Local: Sítio da Dôra em 02/12/2007.

Compaixão: A Chave do Portal Universal do Grande Veículo

O Buda disse ao Bodhisattva Intenção Inesgotável: “Bom homem, se qualquer um dos incontáveis centenas de milhares de miríades de kotis de seres viventes que estão sujeitos a todos os tipos de sofrimento ouvir falar do Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo e recitar o seu nome[1] com pensamento único, o Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo ouvirá imediatamente suas vozes e os salvará”.

 


[1] Diversas são as formas de invocar o seu nome: “Namu Avalokitesvara Bodhisattva” (sânscrito), “Namu Guanshiyin Bossatsu” (chinês), “Namu Kanzeon Bossatsu” (japonês), “Homenagem ao Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo” (português); uma vez que este Bodhisattva possui o Samadhi da compreensão dos sons emitidos por todos os seres viventes. Uma outra forma de invocá-lo é através do nome do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, o qual lhe concedeu os poderes aqui descritos. Esse Bodhisattva é considerado como a função da Compaixão do Buda. No Capítulo 10 – Os Mestres da Lei, o Buda admoesta o Bodhisattva Rei da Medicina sobre os quesitos para aqueles que queiram expor o Sutra de Lótus após a sua extinção: “Este bom homem ou boa mulher deverá entrar no quarto do Tathagata, vestir os robes do Tathagata, sentar no trono do Tathagata, e somente então expor este Sutra em prol da Assembléia dos Quatro Tipos de Crentes. O ‘Quarto do Tathagata’ é o sentimento de grande compaixão para com todos os seres viventes”. Portanto, a compaixão é a primeira condição para o acesso a esse Portal e é representada por este Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo.

Extraído do CAP. 25: O Portal Universal do Bodhisattva Guanshiyin

O Portal Universal do Grande Veículo

O Portal Universal do Grande Veículo

Naquela ocasião, o Bodhisattva Intenção Inesgotável levantou-se do seu assento, descobriu seu ombro direito, juntou as palmas das mãos, e fitando o Buda, disse: “Honrado pelo Mundo, por que razão o (Portal[1] Universal do) Bodhisattva Contemplador dos Sons do Mundo é assim chamado”?

 


[1] Aparecendo em algumas traduções como ‘Passagem’, esse termo é traduzido do original Chinês para o Inglês como ‘Gate’ e para o Japonês como ‘Fumon’; em ambos os casos significando ‘Portão’. Entendo que a tradução mais apropriada para o Português seja ‘Portal’, que incorpora um significado mais elevado. Um ‘Portal’, ou ‘Portão’, pressupõe a passagem nos dois sentidos e isto faz a diferença. Um Bodhisattva Mahasattva do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa não é um mero “aspirante” do Anuttara-Samyak-Sambhodi (num sentido da passagem pelo portal); mas ele incorpora também a “aspiração” do Buda de conduzir todos os seres para o Anuttara-Samyak-Sambhodi (no sentido inverso da passagem). Isto é, a função do Bodhisattva Mahasattva do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa é também a de um portal de entrada do Buda neste mundo Saha. Essa é a razão do advento de um Bodhisattva deste Sutra de Lótus, sendo este o Veículo Único da salvação de todos os seres, mas também Veículo Único das Práticas Benevolentes do Honrado pelo Mundo e dos seus Poderes Transcendentais.

Extraído do CAP. 25: O Portal Universal do Bodhisattva Guanshiyin

Compaixão: A Chave do Portal Universal do Grande Veículo

%d blogueiros gostam disto: