Paramartha-satya: A Verdade da Realidade Transcendente

O Bodhisattva Kashyapa disse novamente ao Buda: “Oh Honrado pelo Mundo! Como você, o Tathagata, obteve a vida eterna?”

O Buda disse ao Bodhisattva Kashyapa: “Oh bom homem! Existem oito grandes rios, quais sejam: 1) Ganges, 2) Yamuna, 3) Sarabhu, 4) Ajitavati, 5) Mahi, 6) Indus, 7) Pasu, e 8 ) Sita. Todos estes grandes rios e outros rios menores correm para o grande oceano. Oh Kashyapa! Todos os grandes rios da vida de todas as pessoas, dos seres celestiais, da terra e dos céus correm para o oceano da vida do Tathagata. Sendo assim, a longevidade da vida do Tathagata é incalculável. Além disso, ainda ocorre o seguinte, oh Kashyapa! Como uma ilustração: é como o caso do Lago Anavatapta, que abarca (as águas de) quatro rios. O mesmo se passa com o Tathagata. Ele abarca todas as vidas. Oh Kashyapa! Como um exemplo: dentre todas as coisas eternas, a (eternidade) do espaço é suprema. O mesmo é o caso com o Tathagata. Ele é supremo dentre todas as coisas eternas. Oh Kashyapa! Isto é como no caso do sarpirmanda [o mais delicioso e eficaz remédio], o primeiro dentre todos os remédios. O mesmo é o caso com o Tathagata. Ele é dotado da mais longa vida.”

O Bodhisattva Kashyapa disse novamente ao Buda: “Se a vida do Tathagata é assim, você deveria viver por um kalpa, ou menos que um kalpa, e proferir sermões da forma como a grande chuva cai.”

“Oh Kashyapa! Não distorça a idéia da extinção com respeito ao Tathagata. Oh Kashyapa! Pode haver em meio aos monges, monjas, leigos e leigas; ou mesmo em meio aos tirthikas [seres deludidos, não-Budistas], uma pessoa que possua os cinco poderes divinos ou o poder ilimitado de um rishi (Grande Sábio). Essa pessoa pode viver um kalpa ou menos que um kalpa; ela pode ser capaz de voar através do ar, e ser imperturbável se estiver reclinado ou sentado. Ela pode soltar fogo do lado esquerdo do seu corpo e água do seu lado direito. Seu corpo pode soltar fumaça e labaredas como uma bola de fogo. Se ela desejar viver longamente, ela poderá fazê-lo como desejar. Ela pode prolongar ou encurtar a sua vida livremente. Com tais poderes divinos, ela possui liberdade de poder. Como isso não seria possível com o Tathagata, que possui ilimitado poder sobre todas as coisas? Como não seria possível que ele pudesse viver a metade de um kalpa, um kalpa, 100 kalpas, 100 mil kalpas, ou inumeráveis kalpas? Em razão disto, saiba que ‘o Tathagata é uma existência eterna e imutável’. O corpo do Tathagata é um corpo transformado (não nascido de um ventre, mas da transformação) e não é nutrido pelos vários tipos de alimentos. No sentido de conduzir os seres à outra margem, ele manifesta-se em meio às árvores venenosas. Dessa forma, ele manifesta-se descartando seu corpo carnal e entrando no Nirvana. Saiba, oh Kashyapa, que o Buda é uma existência eterna e imutável. Oh todos vocês! Pratiquem a Via neste Paramartha-satya [Verdade da Realidade Transcendente], façam um esforço, e pratiquem a Via com pensamento único; tendo praticado a Via, exponha-a amplamente aos outros.”

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 04: Sobre Longa Vida.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: