A Parábola do Pato Mandarin e do Kacalindikaka

“Também, a seguir, oh bom homem! O ensinamento Budista é como o pato mandarin [e o kacalindikaka] que andam sempre juntos (embora sejam diferentes pássaros). O pato mandarin e o kacalindikaka procuram os planaltos no solstício de verão, quando o nível das águas está alto, e colocam os seus filhotes lá. Isto é para induzir-lhes o crescimento. Mais tarde, eles agirão como originalmente deveriam fazê-lo. O mesmo acontece com o aparecimento do Tathagata. Ele ensina os inumeráveis seres e permite-lhes residir no Dharma Maravilhoso. Isto é como o pato mandarin e o kacalindikaka buscando planaltos e colocando seus filhotes seguramente lá. O mesmo se passa com o Tathagata. Ele permite aos seres agirem como eles deveriam agir e (mais tarde) permite-lhes entrar no Mahaparinirvana. Oh bom homem! Isto significa dizer que o sofrimento é um ensinamento [dharma] e a felicidade é outro diferente (ensinamento). Todas as coisas criadas são tristeza; Nirvana é Felicidade. Ele (o Nirvana) é o mais maravilhoso e destrói as coisas criadas [isto é, eleva-nos para além da esfera da criação].”

Excerto do Sutra do Nirvana, CAP. 14: Sobre a Parábola dos Pássaros.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: