O Princípio da Visão Genuína

Sutra:

Subhuti, o que você pensa, pode o Tathagata ser visto pelas suas marcas físicas?”

“Não, Honrado pelo Mundo, o Tathagata não pode ser visto pelas suas marcas físicas. E por quê? Porque as marcas físicas mencionadas pelo Tathagata são como não marcas físicas”.

O Buda disse a Subhuti: “Tudo o que possui marcas é vazio e falso. Se você pode ver todas as marcas como não marcas, então você vê o Tathagata”.

Comentário:

Na passagem anterior do texto, o Buda disse a Subhuti que um Bodhisattva deve somente persistir no que é ensinado “assim”. Você não deve recusar o dharma que é ensinado, mas deve respeitar as regras em sua cultivação; é por aderir às regras que você faz avanços. Sem regras, você andará à deriva, sem rumo, e no futuro você não atingirá quaisquer objetivos.

O Buda Shakyamuni novamente indagou: “Vazio-Nato (Subhuti), em sua opinião, pode-se dizer que as trinta e duas marcas e as oitenta características menores (de excelência) são o corpo do dharma do Tathagata?”

Em razão de Subhuti ter compreendido o princípio da vacuidade, e em razão de ter despertado para a vacuidade das pessoas e para a vacuidade dos dharmas, ele disse: “Não. Não se deve fiar-se em marcas físicas para ver o Tathagata. E por quê? As trinta e duas marcas e as oitenta características menores das quais fala o Tathagata são marcas do corpo físico, e não do verdadeiro, do real corpo do dharma. O Tathagata é certificado pela  substância do princípio, o corpo do dharma, portanto, muito embora ele seja dotado com marcas físicas, não há apego a elas, e nem pode ele realmente ser visto através dessas marcas”.

O Buda ouviu a explicação de Subhuti e aquiesceu que ele estava correto, dizendo: “Todas as coisas que possuem forma e aparência são falsas”. Por que o Tathagata não pode ser visto pelas suas características corpóreas? Porque a existência das marcas é falsa. Todas as marcas decaem e se extinguem. Em meio às marcas deve-se estar apartado das marcas. Quando houver marcas, entenda-as como vazio. Então você vê o corpo do dharma do Tathagata, que é sem forma ou aparência. Se você baseou-se em marcas para ver o Tathagata, você cometeu um erro.

Mais adiante no texto um gatha (verso) de quatro linhas diz:

Se alguém me vê na forma,

Se alguém me procura no som,

Ele pratica uma via tortuosa,

E não pode ver o Tathagata.

A sabedoria originalmente existente do prajna é isenta de todas as marcas. Ao não apegar-se a qualquer marca, o prajna genuíno é encontrado.

Sutra Diamante – Capítulo 5 –“Assim”, o Princípio da Visão Genuína.

Original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: