O Mestre Volta seu olhar para o Ocidente

Hsuan Hua

Hsuan Hua em Ukiah California

Em 1959, o Venerável Mestre Hsuan Hua viu que as condições estavam maduras no Ocidente, e instruiu os seus discípulos a estabelecerem a Associação Budista Sino-Americana (mais tarde chamada Associação Budista Reino do Dharma) nos Estados Unidos da América. Ele viajou para a Austrália em 1960 e propagou o Dharma lá durante um ano. Uma vez que as condições ainda não estavam maduras lá, ele retornou à Hong Kong em 1962. Naquele mesmo ano, a convite dos Budistas na América, o Mestre viajou sozinho para os Estados Unidos. Ele levantou a bandeira do Dharma correto no Salão de Conferência Budista em São Francisco. Em razão de o Mestre ter começado a viver em um porão úmido e sem janelas, que se assemelhava a uma sepultura, ele chamou a si mesmo de “O Monge na Sepultura”. Naquela ocasião a crise dos mísseis Cubanos ocorreu entre os Estados Unidos e a União Soviética, e o Mestre embarcou em completo jejum por trinta e cinco dias para orar pelo fim das hostilidades e pela paz mundial. Ao final do seu jejum, a ameaça de guerra havia desvanecido.

Em 1968, o Estudo do (Sutra) Surangama e a Sessão da Prática de Verão foram realizados, e mais de trinta estudantes da Universidade de Washington em Seatle acorreram para o estudo do Budadharma. Após a conclusão da sessão, cinco jovens Americanos pediram permissão para raspar suas cabeças e abandonar a vida familiar, marcando o início da Sangha na história do Budismo Americano. Desde aquele tempo, o Venerável Mestre devotou seus maiores esforços às tarefas de propagação do Dharma, supervisão da tradução do Cânone Budista, e desenvolvimento da educação. Ele acolheu um vasto número de discípulos, estabeleceu monastérios, e estabeleceu princípios. Ele focava a mais absoluta sinceridade de todos os discípulos no trabalho de glorificação do Dharma Correto do Tathagata (Thus Come One) para o final dos tempos, do espaço completamente vazio e o Reino do Dharma.

Em termos da propagação do Dharma, o Mestre prelecionou sobre Sutras e expôs o Dharma virtualmente a cada dia durante várias décadas, sempre dando explicações simples que tornavam os profundos princípios fáceis de compreender. Ele também trabalhou ativamente para treinar tanto aqueles que deixaram a vida familiar quanto seus discípulos leigos a tornarem-se hábeis na propagação do Dharma. Ele levou várias delegações a propagarem o Dharma em várias universidades e em muitos países do mundo, com o objetivo de conduzir os seres viventes a aprimorarem e descobrirem as suas sabedorias inatas.

Quanto à tradução do Cânone Budista, até agora mais de uma centena de volumes das explanações do Mestre das escrituras foram traduzidos para o Inglês. Ninguém tanto quanto ele supervisionou a tradução de tantos sutras para o Inglês. Traduções para o espanhol, vietnamita, e outros idiomas também têm sido produzidas. Seus planos eram traduzir completamente os Cânones Budistas para os idiomas de cada país, tal que o Budadharma pudesse se espalhar amplamente pelo mundo.

Quanto à educação, na Cidade dos Dez Mil Budas ele estabeleceu as instituições educacionais como a Escola Elementar da Instilação da Bondade, a Escola Secundária do Desenvolvimento da Virtude, Universidade Budista Reino do Dharma, e Programas de Treinamento da Sangha e Leigos. Muitos dos monastérios afiliados têm aulas de fim de semana e durante a semana baseadas nas oito virtudes humanas fundamentais que são o amor filial, respeito fraternal, lealdade, idoneidade, decência, retidão, incorruptibilidade e um sentimento de vergonha. Zelosos pelo bem-estar público, e tendo um espírito altruísta de bondade, compaixão, alegria e doação como seu objetivo, meninos e meninas estudam separadamente, e os professores voluntários consideram a educação como sua responsabilidade pessoal. Dessa forma, os estudantes se transformam em indivíduos capacitados, de integridade incorruptível, e que serão capazes de salvar o mundo.

O Mestre ensinou a seus discípulos que a cada dia eles devem sentar em meditação, recitar o nome do Buda, curvar-se em arrependimento, estudar os Sutras, observar rigorosamente os preceitos, tomar somente uma refeição diária, e apenas antes do meio-dia, e sempre usar o Robe Sacerdotal (Kasaya – Robe Monástico). Ele instruiu-lhes a viverem (co-habitarem) em harmonia e encorajarem uns aos outros. Dessa maneira, ele estabeleceu a Sangha que pratica genuinamente o Budadharma no Ocidente, na esperança de elevar o ensino ortodoxo, fazendo com que o Dharma Correto fosse muito respeitado. O Venerável Mestre também abriu a Cidade dos Dez Mil Budas como um centro religioso internacional para a promoção da unificação de todas as religiões do mundo, oferecendo a todos a oportunidade de aprender, comunicar, cooperar, buscar a verdade, e trabalhar pela paz mundial.

Resumo da Biografia do Venerável Mestre Hsuan Hua (1918-1995)

Fonte: San Francisco State University at  http://online.sfsu.edu/~rone/Buddhism/VenHua/hua.htm

Tradução livre para português brasileiro por muccamargo.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: