A Dúvida da Raposa

Comentário:

“Subhuti, você deve saber que se Eu fosse falar em detalhes sobre o mérito e virtude obtido por um bom homem ou boa mulher que receba e ostente os cinco preceitos e cultive as dez boas ações, e que receba, ostente, leia e recite o Sutra Diamante, e se eu fosse elogiar o mérito e virtude do sutra, aqueles que ouvissem os meus elogios não acreditariam. Eles ficariam agitados, confusos, cépticos, e cheios de dúvidas”. Na linguagem Chinesa, a palavra dúvida é expressa por duas palavras: “dúvida da raposa”. A raposa, que parece ser muito esperta, é de fato muito estúpida porque ela existe num perpétuo estado de dúvida. Por exemplo, quando uma raposa atravessa um rio congelado, ela cautelosamente coloca um pé no chão, e então pára para ouvir. Ela espera para ouvir se o gelo quebrará com o peso do seu corpo antes de dar o próximo passo. Duvidando muito a cada passo do caminho, ela meticulosamente faz a sua travessia.

O Buda disse a Subhuti: “Você deve saber que o significado maravilhoso da Prajna da Marca Real não é algo que a mente possa compreender ou que possa ser expresso em palavras. Sendo assim, a retribuição resultante para alguém que receba, ostente, leia e recite o sutra é inconcebível. Se uma pessoa carece de suficientes boas raízes, ela não será capaz de acreditar no sutra quando ouvi-lo em pregação”.

Sutra Diamante – Capítulo 16 – Obstruções Cármicas Podem Ser Purificadas.

Original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: