As Portas da Percepção

Da mesma maneira, esta seção diz: “Se alguém diz que o Tathagata pregou o dharma, ele calunia o Buda”. Desviar-se dos sutras por uma única palavra é praticar a fala de demônios. No entanto, apegar-se aos sutras ao falar equivale a caluniar o Buda. O que se deve fazer então?

Por que se diz que o Buda não pregou o dharma? É porque o Buda é destituído da marca do ‘eu’, da marca dos outros, da marca dos seres viventes. Ser destituído de todas as marcas é ser destituído de uma aparência física geral e das marcas da perfeição. Uma vez que o Buda é livre de todas as marcas, como se pode dizer: “O Buda prega o dharma”? Como pode isto não ser uma calúnia ao Buda? O Buda simultaneamente prega o dharma e descarta-o. Ele prega-o e descarta-o, como se ele estivesse varrendo o chão. Quem prega? Quem varre? Quem prega e quem limpa de modo que cada partícula de sujeira seja varrida?

Por que é uma calúnia dizer que o Buda pregou o dharma?

É porque alguém que faça essa afirmação não compreendeu completamente que o dharma que o Buda pregou é sem uma substância real. O dharma é pregado porque os seres viventes fazem discriminações. Se você não fizesse discriminações, não haveria dharma a ser pregado.

Sutra Diamante – Capítulo 21 – Pregado Embora Não Pregado.

Original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: