Cristalino – O Universo de Cristal Perfeito

O Todo-Vazio como Cristal Perfeito Nenhum fenômeno possui uma natureza própria, que possa ser chamada de ‘eu’. Por quê? Porque eles, os fenômenos, resultam de uma quebra de simetria de uma ordem superior, devida às impurezas. Essa quebra de simetria impõe a discriminação como um aspecto essencial da realidade. Ora, a assim chamada natureza de… Continuar lendo Cristalino – O Universo de Cristal Perfeito

Avalie isto:

A Idéia de Behram Kursunoglu

A nova teoria da eletrodinâmica quântica dissimula a “verdadeira natureza” da carga elétrica e da massa que carrega essa carga na trama cinzenta daquilo que foi chamado “renormalização de carga e massa”. As equações da eletrodinâmica quântica que contém os parâmetros carga e massa não produzem de algum modo, em todos os casos, resultados observáveis… Continuar lendo A Idéia de Behram Kursunoglu

Avalie isto:

Uma Visão Global da Unificação das Interações

VII.1 – Uma Visão Global da Unificação das Interações Agora sabemos que as ligações eletromagnéticas e fracas são muito similares, e temos a teoria de sua unificação que tem o mérito de atribuir as principais diferenças entre essas duas interações, à simetria oculta que forma nosso mundo, mas não se manifesta completamente no fenômeno que… Continuar lendo Uma Visão Global da Unificação das Interações

Avalie isto:

Preparação da Unificação das Interações Fundamentais – Parte 3

Parte 3 Nosso vácuo (que é por definição o estado de energia zero, momento zero, carga zero, etc.) está em algo polarizado e nossa experiência corrompida: nós medimos a energia de repouso do fóton e encontramos zero, enquanto a energia do weakon é de 80 GeV. Todavia, se fôssemos fazendo experiências para energias muito maiores… Continuar lendo Preparação da Unificação das Interações Fundamentais – Parte 3

Avalie isto:

Preparação da Unificação das Interações Fundamentais – Parte 2

Parte 2 “As teorias de Gauge são similares. Elas são teorias nas quais há um princípio de invariância que logicamente requer a existência de forças em si. Todavia, nas teorias de Gauge, o princípio da invariância ou a simetria – usa-se as palavras como intercambiáveis – não é a simetria espacial com a qual estamos… Continuar lendo Preparação da Unificação das Interações Fundamentais – Parte 2

Avalie isto:

Preparação da Unificação das Interações Fundamentais – Parte 1

VII – Preparação da Unificação das Interações Fundamentais Parte 1 A Física é a ciência da matéria e forças; no passado, seus principais avanços foram ou as descobertas das subestruturas (e isto se relaciona à matéria) ou a compreensão de que duas forças muito diferentes são a manifestação de uma simples interação (e isto é… Continuar lendo Preparação da Unificação das Interações Fundamentais – Parte 1

Avalie isto: