A Proteção de Kishimojin

O Buda disse às mulheres-demônio: “Excelente! excelente! Protegendo aqueles que recebem e mantém mesmo que apenas o título do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, suas bênçãos serão ilimitadas; quanto mais se protegerem aqueles que o recebam e o mantenham na integra; que façam oferecimentos de flores, incenso, contas, incenso em pó, incenso em pasta, queimando incenso, estandartes, dosséis, e música aos volumes do Sutra; e que acendam velas de cera, velas de óleo, velas de óleos fragrantes, velas de óleo de sumana, velas de óleo da flor champaka, velas de óleo da flor varshika, velas de óleo da flor utpala, e velas tais como estas, de uma centena de milhares de tipos. Kunti! Você e suas seguidoras protegerão os Mestres da Lei tais como estes[1]”.

 


[1] Nesta passagem o Buda novamente faz distinção dos méritos daqueles que aceitam e promovem simplesmente o nome do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa e daqueles que aceitam e promovem o Sutra na sua integra. Faz, entretanto, uma referência especial a Kunti, a nona das dez filhas de Kishimojin, a mãe-demônio.

Extraído do CAP. 26: Dharani.

Por muccamargo

Físico, Mestre em Tecnologia Nuclear USP/SP-Brasil, Consultor de Geoprocessamento, Estudioso do Budismo desde 1987.

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: