Os Três Veículos em Prol do Veículo Único do Buda

“Então o velho homem teve esta idéia: ‘A casa já está em brasas com o grande incêndio. Se meus filhos e eu[1] não nos retirarmos a tempo, certamente seremos queimados. Deverei então utilizar-me de um meio hábil, de tal forma a evitar esse desastre’”.

 “O pai, conhecendo as predileções dos seus filhos e as preferências de cada um por diversos brinquedos preciosos e brincadeiras raras, aos quais eles respondiam com felicidade, falou-lhes o seguinte: ‘As coisas com as quais vocês realmente gostariam de brincar são raras e difíceis de obter[2]. Se vocês não as aceitarem, certamente arrepender-se-ão mais tarde. Coisas tais como: uma variedade de carros puxados por carneiros, puxados por cervos e por bois[3]; encontram-se agora do lado de fora da casa para o seu divertimento. Saiam todos rapidamente desta casa em chamas e eu darei tudo quanto vocês queiram’”.

 “Então, as crianças, ouvindo seu pai falar desses preciosos brinquedos que correspondiam exatamente aos seus maiores desejos[4], impeliram-se avidamente acotovelando-se uns aos outros em louca disparada, todos brigando para sair da casa em chamas”.

 


[1] “Meus filhos e Eu” significando que o Buda entra no mundo tríplice para salvar seus filhos dos fogos do nascimento, da doença, da velhice e da morte. Nos domínios de Samsara, esse ciclo se perpetua para aqueles de pouca sabedoria.

[2] Essas predileções por brinquedos preciosos e brincadeiras raras significam que os filhos do Buda possuem a sabedoria inata, necessitando apenas das causas e relações para revelá-las. Todavia, a mais rara das oportuninades está em receber, acatar e ter fé na instrução do Pai Benevolente que se utiliza dos meios hábeis para salvar seus filhos.

[3] Constituindo os 3 (três) veículos do Ouvinte, do Pratyekabuda e do Bodhisattva; utilizados então como um meio hábil do Buda para conduzir os seus filhos através da única e estreita porta de saída da casa em chamas; isto é, a Via do Bodhisattva ou Veículo Único.

[4] Neste contexto, desejos são causa para a iluminação. Os veículos do Ouvinte e do Pratyekabuda ainda encontram-se nos domínios dos desejos; pois, ainda constituem uma prática para si. Muitas pessoas, oprimidas pelos sofrimentos e pela delusão, acabam buscando nas Doutrinas do Buda o alívio para suas dores e incompreensões. Em razão das suas incapacidades para compreender a Lei Maravilhosa, os Budas pregam os três veículos, utilizando os desejos dessas pessoas como uma força transformadora em prol da sua própria salvação.

Excerto do CAP. 03 – A Parábola (da Casa em Chamas), pág. 74.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: