As Quatro Nobres Verdades

Todos os cinco prenderam a respiração para melhor ouvi-lo. Ele fez uma pausa, e então continuou:

“Oh Monges! Direi a vocês a verdade sobre o sofrimento. Sofrimento é nascimento, sofrimento é velhice, sofrimento é doença, sofrimento é morte. Vocês estão atados àquilo que odeiam: sofrimento; vocês estão apartados daquilo que amam: sofrimento; vocês não obtêm aquilo que desejam: sofrimento. Apegam-se aos corpos, às sensações, formas, imagens (impressões), percepções: sofrimento, sofrimento, sofrimento.

Oh Monges, direi a vocês a verdade sobre a origem do sofrimento. A sede pela existência leva do nascimento ao nascimento; a luxúria e o prazer se sucedem. Somente o poder pode satisfazer a luxúria. A sede pelo poder, a sede pelo prazer, a sede pela a existência; eis, oh Monges, a origem do sofrimento.

Oh Monges, Direi a vocês a verdade sobre a extinção do sofrimento. Sasciem sua sede através da aniquilação do desejo. Afastem o desejo. Renunciem o desejo. Libertem-se do desejo. Ignorem o desejo.

Oh Monges, direi a vocês a verdade sobre o caminho que conduz à extinção do sofrimento. É o caminho sagrado, o Nobre Caminho Óctuplo: fé correta, intenção correta, fala correta, ação correta, vida (conduta) correta, esforço correto, pensamento correto, meditação correta.

Oh Monges, (agora) vocês sabem a verdade sagrada sobre o sofrimento; ninguém antes de mim a havia descoberto; meus olhos abriram, e o sofrimento foi revelado para mim. Eu compreendi a verdade sobre o sofrimento; vocês, oh Monges, devem agora compreendê-la. Oh Monges, (agora) vocês sabem a verdade sagrada sobre a origem do sofrimento; ninguém antes de mim a havia descoberto; meus olhos abriram, e a origem do sofrimento foi revelada para mim. Eu compreendi a verdade sobre a origem do sofrimento; vocês, oh Monges, devem agora compreendê-la. Oh Monges, (agora) vocês sabem a verdade sagrada sobre a extinção do sofrimento; ninguém antes de mim a havia descoberto; meus olhos abriram, e a extinção do sofrimento foi revelada para mim. Eu compreendi a verdade sobre a extinção do sofrimento; vocês, oh Monges, devem agora compreendê-la. Oh Monges, (agora) vocês sabem a verdade sagrada sobre o caminho que conduz à extinção do sofrimento; ninguém antes de mim o havia descoberto; meus olhos abriram, e o caminho que conduz à extinção do sofrimento foi revelado para mim. Eu compreendi a verdade sobre o caminho que conduz à extinção do sofrimento; vocês devem agora compreendê-lo, oh Monges.”

Os cinco discípulos ouviram com enlevo as palavras do Bem-Aventurado. E Ele falou novamente:

“Oh Monges, enquanto eu não tive um completo entendimento dessas Quatro Nobres Verdades, eu sabia que, nem nesse mundo e nem no mundo dos Deuses, nem no mundo de Mara e nem no mundo de Brahma, em meio a todos os seres, humanos, Deuses, eremitas ou brâmanes, eu não havia atingido o supremo estado de Buda. Mas, oh Monges, agora que tenho uma completa compreensão dessas Quatro Nobres Verdades, Eu sei que tanto neste mundo como no mundo dos Deuses, tanto no mundo de Mara como no mundo de Brahma, em meio a todos os seres, humanos, Deuses, eremitas ou brâmanes, Eu atingi o supremo estado de Buda. Estou liberto para sempre: para mim não haverá novo nascimento.”

Assim falou o Bem-Aventurado, e os cinco Monges alegremente aclamaram-no e glorificaram-no.

A vida do Buda, tr. para o francês por A. Ferdinand Herold [1922], tr. para o inglês por Paul C. Blum [1927], rev. por Bruno Hare [2007], tr. para português brasileiro por Marcos U. C. Camargo [2011].

Fonte: Sacred-Texts em http://www.sacred-texts.com/bud/lob/index.htm

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: