Os Três Tipos de Doação

Por essa razão o coração de um Bodhisattva não deve ser apegado às formas quando doa. Bodhisattvas cultivam os seis paramitas e as dez mil práticas. Doação é o primeiro dos seis paramitas. Há três tipos de doação: doação de riqueza, doação do dharma, e doação do destemor.

A doação da riqueza é uma doação que não transcende a presente vida.

A doação do dharma pode acontecer quando você encontra um ser vivente que está livre da animosidade e não tem nenhum desejo de ferí-lo (ou prejudicá-lo). Então você pode falar sobre o dharma e fazê-lo despertar para o incondicionado. Se você também puder fazer com que tal ser vivente deixe para trás todo o medo e temor, você estará praticando o Paramita da defesa dos preceitos dentro do paramita da doação. Ou você pode encontrar um ser vivente que deseja ferí-lo, e ao falar do dharma você capacita-lhe a dominar a sua ira e o seu ódio. Se você puder capacitar alguém que demonstra inimizade ou ressentimento contra você, ou que deseja ferí-lo, a abandonar a agressão, você terá utilizado o paramita da paciência para realizar a sua doação.

Talvez você incansavelmente beneficie pessoas e não seja nem um pouco preguiçoso ao ensinar e transformar os seres viventes, e alegre-se na pregação do dharma a quem quer que você encontre. Decidir que “Qualquer que seja o Budadharma que eu conheça, eu falarei para os outros sem levar em consideração a aceitação ou rejeição do meu ensinamento” é não temer a fadiga e o sofrimento. Isto é empregar o paramita do vigor na prática da doação.

Talvez a sua preleção do dharma seja extremamente bem organizada. Você nunca confunde somatórios, relações ou princípios. Ao ouvir os paramitas você é capaz de falar-lhes na sua sequencia correta: doação, observação dos preceitos, paciência, vigor, samadhi dhyana, e prajna. Se ao ler você encontrar uma referência à Cinco Raízes e Cinco Poderes, como por exemplo quando eles aparecem no Sutra Amitabha, você é capaz de explicá-los corretamente como:

  1. Vigor
  2. Atenção Plena
  3. Samadhi
  4. Sabedoria

Ao invés de confundi-los e explicá-los como (sendo) as seis poeiras, tal preleção ordenadamente correta do dharma é um exemplo do uso do paramita do samadhi dhyana na doação. Se alguém indaga-lhe uma questão e você fica confuso e diz: “Oh, eu não sei…”, então você está carente de habilidade no samadhi dhyana.

Todavia, mesmo aqueles com samadhi necessitam de sabedoria. A sabedoria aumenta o desenvolvimento da eloquência de modo que “a esquerda e a direita da fonte (origem) é revelada, o Caminho é claro e direto”. Não importando como você fala, você revela a essência do princípio, porque sua sabedoria é sem obstruções. Isto é, você usa o paramita da sabedoria prajna na sua doação.

Assim, os três aspectos da doação de riqueza, doação do dharma e doação do destemor abrangem os seis paramitas.

Sutra Diamante – Capítulo 14 – Extinção Tranquila Isenta de Marcas.

Original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: