Não Destruam Ainda Mais o Egito

Manuel Alegre
Manuel Alegre - Image via Wikipedia

«Trova do Vento que Passa»

Pergunto ao vento que passa
notícias do meu país
e o vento cala a desgraça
o vento nada me diz.

Pergunto aos rios que levam
tanto sonho à flor das águas
e os rios não me sossegam
levam sonhos deixam mágoas.

Levam sonhos deixam mágoas
ai rios do meu país
minha pátria à flor das águas
para onde vais? Ninguém diz.

Se o verde trevo desfolhas
pede notícias e diz
ao trevo de quatro folhas
que morro por meu país.

Pergunto à gente que passa
por que vai de olhos no chão.
Silêncio — é tudo o que tem
quem vive na servidão.

Vi florir os verdes ramos
direitos e ao céu voltados.
E a quem gosta de ter amos
vi sempre os ombros curvados.

E o vento não me diz nada
ninguém diz nada de novo.
Vi minha pátria pregada
nos braços em cruz do povo.

Vi minha pátria na margem
dos rios que vão pró mar
como quem ama a viagem
mas tem sempre de ficar.

Vi navios a partir
(minha pátria à flor das águas)
vi minha pátria florir
(verdes folhas verdes mágoas).

Há quem te queira ignorada
e fale pátria em teu nome.
Eu vi-te crucificada
nos braços negros da fome.

E o vento não me diz nada
só o silêncio persiste.
Vi minha pátria parada
à beira de um rio triste.

Ninguém diz nada de novo
se notícias vou pedindo
nas mãos vazias do povo
vi minha pátria florindo.

E a noite cresce por dentro
dos homens do meu país.
Peço notícias ao vento
e o vento nada me diz.

Mas há sempre uma candeia
dentro da própria desgraça
há sempre alguém que semeia
canções no vento que passa.

Mesmo na noite mais triste
em tempo de servidão
há sempre alguém que resiste
há sempre alguém que diz não.

Manuel Alegre

STOP ABUSE !

Veja em Cristal Perfeito

Libertando-se das Amarras

Publicado em
Categorizado como Budismo

Por muccamargo

Físico, Mestre em Tecnologia Nuclear USP/SP-Brasil, Consultor de Geoprocessamento, Estudioso do Budismo desde 1987.

2 comentários

  1. Hoje é dia do “passa fora” no Egito,
    São aos milhões os que saem às ruas para ultimarem, exigerem a Liberdade e a Democracia.
    Retumba em todo mundo a furia pacífica de um povo exausto de tanto abuso.
    É o seu presidente, entre os três homens mais ricos do mundo, o mais rico.
    Como pode?
    Só de pensar que a Etiópia, pais vizinho, tem que lutar, talvez ir à guerra para ter direitos sobre as águas do Nilo, confiscadas pelo Egito que detem, por força de um tratado carcomido, 75% da exploração dessas águas, restando os 25% para ser distrubuidos entre as enumeras Nações ribeirinhas.
    Disse um sacerdote etíope:
    “O Nilo é de todo mundo, mas não pertence a ninguém”.

    Egoísmo, truculência, falta de solidariedade, são as marcas do governo que a sociedade egípicia, por fim se cansou e exige o seu fim.

    Em tempo!

  2. Sobre o video acima destacado, eu já o tinha assistido, faz parte do meus videos prediletos no meu perfil do Orkut. Hoje, eu o assisti, novamente e uma reflexão nasceu no meu íntimo:
    Quantos e a quanto tempo vem dando o seu recado, proposta radical anti-racista? Não à intolerância. Suplica pela prática do amor entre os povos.
    Quantos?
    Gostei de rever essa oração!
    Minha sexta-feira ficou melhor!

Deixar um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s