Resposta à Gislene Macedo

Gislene escreveu:

“No post – O Vazio Como ‘Não-É’ – Elemento – há essa parte que me inquieta: “Oh bom homem! Eu nunca brigo com o mundo. Por que não? Se o conhecimento mundano diz ‘é’, Eu digo ‘é’; se o conhecimento mundano diz ‘não-é’, Eu, também, digo ‘não-é’.” É aí que engancho porque, como assim essa aceitação?”

O Sutra diz a seguir:

O Bodhisattva Kashyapa disse ao Buda: “Oh Honrado pelo Mundo! Você, o Buda, diz que se diz ‘é’ se o conhecimento mundano disser ‘é’, e se o conhecimento mundano disser ‘não-é’, diz-se ‘não-é’. Mas, o que vem a ser ‘é’ e ‘não-é’ do conhecimento mundano?”

O Buda disse: “Oh bom homem! Isso é como quando o mundo diz: ‘A matéria é não-eterna, sofrimento, vazio, e não-Eu’, e as coisas se passam assim até a consciência. Oh bom homem! Isto é o que o conhecimento mundano diz que é um ‘é’, e Eu, também, digo que é um ‘é’. Oh bom homem! O conhecimento mundano diz que a matéria nada tem do Eterno, Êxtase, do Eu e do Puro. Assim se diz do sentimento, percepção, volição, e consciência. Oh bom homem! Isto é onde o conhecimento mundano diz ‘não-é’. Eu, também, digo ‘não-é’.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 42 – Sobre o Bodhisattva Kashyapa 3.

O Buda diz: “É como quando…”, significando que se trata de um exemplo. Portanto, creio que essas palavras do Buda, acima, referem-se ao aspecto do ‘Zêlo pelo Dharma Maravilhoso’. Há outros 9(nove) aspectos concernentes a ‘Não Brigar com o Mundo’, e estes estão no post: “Como a Utpala – O Lótus Azul”.

No post “A Qualidade Daquele Que Indaga” lê-se: “Também, ainda há dois tipos de pessoas. Um indaga sobre o que é difícil, e o outro responde bem. Você é o tipo de pessoa que indaga bem sobre o que é difícil; o Tathagata é aquele que responde bem. Oh bom homem! Através dessas questões bem colocadas, pode ocorrer o Giro da Roda-da-Lei, a morte da grande árvore dos 12 elos da causação, a passagem das pessoas através do imenso oceano do nascimento e da morte, o bom combate contra o Rei Marapapiyas, e a derrubada do estandarte vitorioso dos Papiyas.”

Então Gislene, obrigado pela pergunta.

Respeitosamente,

Marcos Ubirajara.

response to gislene macedo.mp3

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: