Respeito-lhes Profundamente

Subhuti, a existência de um ‘eu’ pregada pelo Tathagata é nenhuma existência de um ‘eu’. A existência do ‘eu’ refere-se ao falso ‘eu’ … é nenhuma existência de um ‘eu’ significa que não é o verdadeiro ‘eu’. As pessoas comuns tomam o falso ‘eu’ como verdadeiro, mas pessoas comuns são pregadas pelo Tathagata como nenhuma pessoa comum, porquanto são chamadas pessoas comuns. “Subhuti, aqueles que no presente são pessoas comuns, eventualmente realizarão o Estado de Buda, tal que o Tathagata diz que eles não são pessoas comuns. Você não deve olhá-las como (pessoas) ordinárias”. O Buda disse que todos os seres viventes possuem a Natureza de Buda, todos podem tornar-se Budas. É apenas em razão do falso pensamento e do apego que eles ainda não se tornaram capazes de certificarem-se para o Estado de Buda. O Buda considera todos os seres viventes como seus antigos pais e mães, e como futuros Budas. Pessoas comuns apenas são chamadas pessoas comuns porque isso é o que elas são agora.

Sutra Diamante – Capítulo 25 – Transformação Sem o Que é Transformado.

Original

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: