Doenças

Doenças são o exato resultado da morte – dos seres – que entra, e das impurezas que saem da boca de uma pessoa: A mentira, a calúnia, as muitas maledicências, a tergiversação do Dharma Correto. Em 03/08/2009.

Avalie isto:

Cultivares da Grande Compaixão

Ao conhecer a Lei da Causa e Efeito, as pessoas comuns tendem a fazer julgamentos iníquos. Geralmente, desdenham as relações Virtude-e-Benefício, e exacerbam as relações Crime-e-Castigo. O Bodhisattva a tudo vê como Cultivares da Grande Compaixão. Em 11/02/2009.

Avalie isto:

Fotossíntese

Se há nuvens a obscurecer o que fazes, desfrutes do frescor e paz do anonimato. plantando tuas melhores sementes. Os raios dos sóis da fama e da fortuna, fustigam e esterilizam, brotos e chão, idéias e propósitos. Mas a Grande Árvore os absorverá em fotossíntese, e nutrirá seus ramos e folhas, flores e frutos. Marcos… Continuar lendo Fotossíntese

Avalie isto:

O Rei do Vazio

Do não-Eu emergem a segunda e a terceira pessoas. Penses no Buda, e surgirás no pensamento Dele. Fale Suas palavras, e renascerás das palavras Dele. Ajas como o Buda, e a Sua ação te iluminará. Fazendo assim, com pensamentos, palavras e ações; conhecerás o Rei do Vazio. Marcos Ubirajara. Em 24/10/2008, às 13:00 hs.

Avalie isto:

Ventos de Samsara

Tudo o que possuis, todavia, irá embora feito balões de gás que escapolem das mãos de uma criança encantada no parque, à mercê dos ventos de Samsara. Coragem! Solte teus balões, e conhecerás o Fruto da Via. Marcos Ubirajara, em 07/10/2008, às 16:40 hs.

Avalie isto:

Meditação

Contemple, medite, fale menos. Porque quando a palavra sai da boca, já vem contaminada pelos sentidos impuros, já vem distorcida pelas intenções. Então, poderá desfrutar do poder do silêncio benéfico[1]. [1] Esse poder é citado no CAP. 20:O Bodhisattava Sem-Desprezo do Sutra de Lótus. Em 29/08/2008.

Avalie isto:

A Solidão do Buda

Ao adentrar o Portal, corpo de pureza, que tudo reflete, como um espelho; seres, fenômenos, montanhas e vales, florestas e mares; estarás só! Em 22/08/2008, 02:00 hs.

Avalie isto:

Mianmar: E o Vento Passou

Mas, neste triste cenário, algo permanece indestrutível: a Fé.  Peço licença aos visitantes deste blog, a reprodução na íntegra do post abaixo, publicado em 26/09/2007, prenúncio da catástrofe que viria a ocorrer 7(sete) meses e sete(7) dias após. Desculpem! Mas, para mim, foi demais! Mianmar: Voluntários do Dharma, Uni-vos. Homenagem à Sangua da Birmânia (Mianmar)… Continuar lendo Mianmar: E o Vento Passou

Avalie isto:

As Águas do Vasto Oceano

Os meios hábeis do Buda são como um profundo e vasto oceano. Lá desaguam as correntezas do sofrimento, as correntezas do desejo, as correntezas da violência, as correntezas da ira, as correntezas do delírio de uma paz e alegria ilusórias. Lá nas suas profundezas, em meio ao lodo, germina a pérola do Grande Veículo, o… Continuar lendo As Águas do Vasto Oceano

Avalie isto:

Libertando-se das Amarras

Quem amaria soldados? Com pesados capacetes amarrados sobre as cabeças, Com pesados pentes de balas amarrados sobre o peito, Com pesados fuzis amarrados aos braços, Com pesados cinturões de granadas, punhais e pistolas amarrados sobre a cintura, Com pesados coturnos amarrados aos pés. Quem os amaria? Deve-se começar pela cabeça. Uma mente liberta logo se… Continuar lendo Libertando-se das Amarras

Avalie isto: