O Olfato dos Mestres da Lei

“O olfato dessa pessoa será puro, e dentro do mundo,
todos os odores, fragrâncias ou maus cheiros,
ela poderá sentir e conhecer completamente.
Sumana e jatika, tamala e sândalo,
as essências do aloés e da cássia,
as essências das várias flores e frutos,
as essências dos seres viventes,
as essências dos homens e mulheres;
a pessoa que prega a Lei poderá senti-los à distância,
e saber onde estão.
Os grandes e poderosos Reis Giradores-de-Roda,
os Giradores-de-Roda menores e seus filhos,
ministros e cortesões,
através de seus odores, ela saberá onde estão.

Das jóias que adornam o corpo,
dos tesouros de jóias da terra,
das esposas adornadas de jóias do Rei Girador-de-Roda,
sentindo o seu odor, ela saberá onde estão.
Dos ornamentos que adornam o corpo das pessoas,
das suas roupas, colares, dos vários tipos de perfumes,
sentindo seu cheiro, ela saberá onde estão.
Os seres celestiais, quer estejam andando ou sentados,
ou divertindo-se com suas transformações espirituais,
o portador do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa,
tendo sentido o seu cheiro, os conhecerá a todos.
As árvores com suas flores e frutos,
as fragrâncias da manteiga refinada,
aquele que mantém o Sutra, estando aqui,
saberá o lugar onde estão.
Nos profundos recessos das montanhas,
a árvore de sândalo em floração e os seres que vivem ali,
sentindo seu cheiro, ele conhecerá a todos.

Os seres viventes da Montanha do Círculo de Ferro,
dos grandes mares, ou da terra,
através do seu odor, o portador deste Sutra conhecerá o lugar de todos eles.
Os Asuras, tanto os machos como as fêmeas,
bem como seus seguidores,
suas brigas e suas diversões,
sentindo seus odores, ele poderá conhecê-los.
Nas selvas ou ravinas,
leões, elefantes, tigres e lobos,
búfalos selvagens e búfalos d’água,
sentindo seus odores, ele saberá onde estão.
Se uma mulher estiver grávida de uma criança,
cujo sexo ainda não foi determinado,
e nem se sabe se é anormal ou não-humana,
sentindo seu odor, ele poderá saber.

Através do poder do seu olfato,
ele poderá saber quando ela conceberá,
se o feto está maduro,
e se ela dará à luz com segurança uma criança abençoada.
Através do poder do seu olfato,
ele saberá o que homens e mulheres estão pensando:
seus profundos desejos, estupidez e maus pensamentos.
Ele também conhecerá aqueles que cultivam a benevolência.
O ouro, a prata e riquezas escondidas nos recônditos da terra,
abarrotando vasos de cobre,
sentindo seus odores, ele os conhecerá a todos.
Vários tipos de contas cujos valores não podem ser conhecidos,
sentindo seus odores, ele saberá seu valor,
de onde vieram, e onde se encontram agora.

Todas as flores nos céus,
mandarava e manjushaka, as árvores parijata,
sentindo seus aromas, ele poderá conhecê-las.
Os palácios celestes superiores, médios ou inferiores,
adornados com muitos tesouros e flores,
sentindo seus aromas, ele poderá conhecê-los a todos.
Jardins celestiais, bosques e palácios supremos;
torres e maravilhosos Salões do Dharma;
as diversões encontradas ali,
sentindo seus odores, ele poderá conhecê-los a todos.
Os seres celestiais, se estiverem ouvindo o Dharma,
ou divertindo-se com os prazeres dos cinco desejos,
vindo ou indo, andando, sentados ou reclinados,
através dos seus odores,
ele poderá conhecê-los completamente.
As indumentárias usadas pelas divindades,
seus adornos de flores e perfume,
quando eles perambulam por prazer,
através de seus odores, ele conhecerá a todos.

E assim prosseguindo, encontrando os céus Brahma,
aqueles que entram no samadhi dhyana e aqueles que o deixam,
sentindo seus odores, ele conhecerá a todos.
Os Suaves Sons Celestiais de Pureza Penetrante,
até o Pico da Existência,
aqueles nascidos lá e aqueles que por lá transitam,
sentindo seus odores, ele conhecerá a todos eles.
As multidões de Monges, sempre vigorosos na Lei,
se sentados ou andando; lendo ou recitando o Sutra;
ou nas florestas em meio às árvores,
concentrados, suspirando em concentração dhyana,
aquele que mantém o Sutra,
sentindo seus odores, saberá onde estão.
Bodhisattvas de sólida resolução,
se suspirando em dhyana, ou lendo e recitando,
ou pregando o Dharma para outros,
sentindo seus odores, ele conhecerá a todos.

Onde quer que os Honrados pelo Mundo possam estar,
sendo reverenciados pelas multidões,
quando eles se compadecem e pregam a Lei,
sentindo os seus odores, ele os identificará completamente.
Seres viventes na presença do Buda,
ouvindo o Sutra e alegrando-se,
e praticando de acordo com a Lei,
sentindo seus odores, ele os identificará completamente.
Ainda que ele não tenha atingido
o Infalível Olfato do Dharma dos Bodhisattvas,
ainda assim, o portador deste Sutra atingirá antes um olfato com tais características”.

Excerto do CAP. 19: Os Méritos e Virtudes do Mestre da Lei, pág. 330.

%d blogueiros gostam disto: