Samantabhadra, O Universalmente Meritório

Vairochana ou Samantabhadra no Budismo Tibetano, (Dainiti no Budismo Japonês), é o Buda do Centro, entre os cinco Budas da Meditação. É o Buda que manifesta os fenômenos. Mestre da família Buda, representa o Adi-Buda, que é a essência de todos os Budas, do qual emanam os cinco Budas da meditação.

Seu símbolo é a roda e sua sabedoria é absoluta. Sua consorte é Dhatvisvari. Por manisfestar todas as coisas, seu agregado é a forma material, ou corpo (sânscrito: rupa).

Na doutrina dos três kayas, correponde ao Dharmakaya, isto é, corresponde à verdade e ao corpo do Buda.

Fonte: Wikipedia, a enciclopédia livre.

No Sutra de Lótus, Samantabhadra é o Bodhisattva Universalmente Meritório. Ele é um dos grandes protetores do Sutra de Lótus e dos seus praticantes. A seguir, um trecho dos seus grandes votos:

Samanthabadra, O Universalmente Meritório

Samanthabadra, O Universalmente Meritório

O Bodhisattva Universalmente Meritório, então, disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, nos últimos quinhentos anos, num mundo turbulento e de maldade, se houver aqueles que recebam e mantenham este Sutra, eu os protegerei, afastá-los-ei do mal, e farei com que sejam pacíficos e seguros. Nenhum ser será capaz de tirar vantagem deles, seja um demônio, um filho de demônio, uma filha de demônio, um demônio subalterno, ou alguém possuído por um demônio, um yaksha, rakshasa, kumbhanda, pishacha, kritya, putana, vetala, ou qualquer atormentador de seres humanos não os atingirá”.

“Se houver uma pessoa lendo ou recitando este Sutra, se andando ou parada, naquele momento eu montarei meu elefante branco real com seis presas e, junto com um séqüito de Grandes Bodhisattvas, irei àquele local, manifestarei meu corpo, farei oferecimentos, protegê-la-ei, e confortarei seu pensamento, e também farei oferecimentos ao Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa”.

“Caso uma pessoa esteja sentada e ponderando sobre este Sutra, naquele momento eu montarei novamente meu elefante branco real e manifestarei diante dela. Se ela esquecer uma linha ou um verso do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, eu o ensinarei a ela, e lerei e recitarei com ela até tornar-se fluente. Ao ver-me, aquele que recebe, mantém, lê, e recita o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa regozijará grandemente e aumentará o seu vigor. Tendo me visto, ele imediatamente obterá samadhis e dharanis: um dharani chamado revolução, um dharani de cem mil miríades de kotis de revoluções, e um dharani dos meios hábeis dos sons da Lei. Ele obterá dharanis tais como estes”.

Excerto do CAP. 28: O Encorajamento do Bodhisattva Universalmente Meritório, pág. 417.

5 Comentários

  1. CELSO VIEIRA LEMOS said,

    23/06/2009 às 2:26

    MUITO BOM! GOSTARIA DE SABER MAIS SOBRE VAIROCHANA BUDA E SUA CONSORTE…

  2. celso vieira lemos said,

    23/06/2009 às 18:34

    desculpe já achei…

    • muccamargo said,

      23/06/2009 às 19:09

      Engraçado né, Celso! Hoje mesmo recebi um e-mail de um amigo cujo título é: “Ao pé do farol não se percebe a luz”.

      Faça bom proveito da leitura. Grande abraço!

      Marcos Ubirajara.


Deixe uma resposta para celso vieira lemos Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: