O Samadhi do Daimoku do Sutra de Lótus

Naquela ocasião, o Bodhisattva Virtude da Flor disse ao Buda: “Honrado pelo Mundo, o Bodhisattva Som Maravilhoso possui raízes de benevolência profundamente plantadas. Honrado pelo Mundo, em qual samadhi reside este Bodhisattva, que o torna capaz de transformar-se e salvar os seres viventes”?

O Buda disse ao Bodhisattva Virtude da Flor: “Bom homem, este samadhi é chamado Manifestação de Todas as Formas Físicas. O Bodhisattva Som Maravilhoso, residindo neste samadhi, pode beneficiar incontáveis seres viventes”.

Quando este capítulo sobre o Bodhisattva Som Maravilhoso foi pregado, todos aqueles que tinham acompanhado o Bodhisattva Som Maravilhoso, oitenta e quatro mil ao todo, obtiveram o Samadhi da Manifestação de Todas as Formas Físicas. Incontáveis Bodhisattvas no mundo Saha também obtiveram este samadhi, bem como o dharani[1].

Naquela ocasião o Bodhisattva Mahasattva Som Maravilhoso, tendo feito oferecimentos ao Buda Shakyamuni e à torre do Buda Muitos Tesouros, retornou para a sua própria terra. As terras por onde ele passou tremeram de seis formas diferentes, preciosas flores de lótus choveram dos céus, e centenas de milhares de miríades de kotis de músicas tocaram.

Quando ele chegou à sua terra, cercado pelos oitenta e quatro mil Bodhisattvas, ele apresentou-se ao Buda Sabedoria do Rei da Constelação Pura Flor e disse: “Honrado pelo Mundo, estive no mundo Saha onde beneficiei os seres viventes. Eu vi o Buda Shakyamuni e a torre do Buda Muitos Tesouros, saudei-os, e fiz-lhes oferecimentos. Eu também vi o Bodhisattva Manjushri, o Príncipe do Dharma, bem como o Bodhisattva Rei da Medicina, o Bodhisattva que Adquiriu o Poder do Esforço Diligente, o Bodhisattva Doador Intrépido, e outros, e possibilitei a oitenta e quatro mil Bodhisattvas obterem o Samadhi da Manifestação de Todas as Formas Físicas”.

Quando este capítulo sobre o trânsito do Bodhisattva Som Maravilhoso foi pregado, quarenta e dois mil seres celestiais obtiveram a compreensão da verdade do não-nascimento e não-extinção de todos os fenômenos. O Bodhisattva Virtude da Flor obteve o Samadhi da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa[2].


[1] Este samadhi também chamado Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, e que permite manifestar todos os tipos de corpos, é o mesmo que no passado permitiu ao Bodhisattva Alegremente Visto Por Todos os Seres manifestar quaisquer formas físicas, após a exposição do Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa pelo Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e a Lua. Este Bodhisattva Virtude da Flor do presente Capítulo 24, foi no passado o Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e a Lua do Capítulo 23, e será o Buda Pura Virtude e Brilhante como o Sol e a Lua do Capítulo 23 do futuro e que retransmitirá esse samadhi para o Bodhisattva Alegremente Visto por Todos os Seres do futuro, hoje Bodhisattva Rei da Medicina. Este Bodhisattva Som Maravilhoso, transposto do remoto passado graças aos poderes transcendentais do Buda, que já serviu e fez oferendas a um imensurável número de Budas e que há muito plantou raízes de virtude e encontrou centenas, milhares, dezenas de milhares, milhões de nayutas de Budas iguais em número às areias do rio Ganges; é o próprio Buda Shakyamuni do presente, dando consistência do princípio ao fim. Este poder manifestado pelo Buda Shakyamuni é a Verdadeira Possessão Mútua, e este samadhi e dharani chamado Flor de Lótus da Lei Maravilhosa – Myoho-Rengue-Kyo – é a Verdadeira Entidade de Todos os Fenômenos. Os oitenta e quatro mil Bodhisattvas que acompanham o Bodhisattva Som Maravilhoso são os oitenta e quatro mil caracteres do Sutra Lótus. Cada um desses caracteres, sendo um Bodhisattva, possui a natureza inerente de Buda, significando que o samadhi desse Bodhisattva Som Maravilhoso abrange todo o sutra. Mais ainda, a entonação do mantra-dharani chamado Flor de Lótus da Lei Maravilhosa (Myoho-Rengue-Kyo) corresponde a entoar o Sutra de Lótus em sua íntegra.

[2] “Flor de Lótus da Lei Maravilhosa” é o próprio título deste sutra que em sânscrito se denota por ‘Saddharma-Pundarîka’. Quando acrescido da palavra “(Sutra) da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa”, torna-se ‘Saddharma-Pundarîka Sotaram’, que em caracteres chineses se traduz por ‘Myoho-Rengue-Kyo’.

Extraído do CAP. 24: O Bodhisattva Som Maravilhoso.

O Daimoku do Sutra de Lótus

A Manifestação do Som Maravilhoso do Daimoku do Sutra de Lótus

A Revelação do Corpo Incorruptível do Daimoku do Sutra de Lótus

6 Comentários

  1. Antonio Amaro said,

    06/05/2008 às 21:24

    Falta “Nam”, contracção do sânscrito “Namu” que representa devoção e transforma o Daimoko do Sutro do Lotos “Myoho-Renge-Kyo” em uma prática e acção que leva no mais profundo à manifestação da Budicidade, estado de vida inerente a todos nós.

    Esta simples palavra foi o grande contributo de Nittiren Daishonin, monge budista de há cerca de 700 anos, que defendeu a supremacia do Sutra do Lotos como ensino destinado a era actual, dos Últimos-dias-da-lei.

    Porque os ideogramas do Mandarim Clássico enceram grandes e profundos significados, foi essa versão do Sutra que permitiu Nittiren exercer a sua imensa compaixão, emergente do seu elevado estado de vida, e partilhar a Verdade com toda a Humanidade. Com o objectivo de levar todos os seres viventes à felicidade, bem estar ou iluminação que o estado de Buda permite: esclarecidos perante a Lei-Ultima-da-Vida-e-Morte.

    Nittirem manifestou assim o estado de Buda-dos-Últimos-Dias-da-Lei, cumprindo o voto antes tomado por Shakyamuni Buda-Histórico e revelado no Sutra do Lotos como aqui se referem, no que intitularam “Pregação Original do Sutra do Lotos” em excertos.

    Observação: segue no comentário de Antonio Amaro o trecho final em versos do Cap.16; secção jigjage.
    Prezado Antonio, tomei a liberdade de editar seu comentário, fazendo apenas referência ao trecho do sutra, porque o mesmo está disponível lá no blog. Desde já, agradeço a sua compreensão. Com reverência, Namu-Myoho-Rengue-Kyo!
    Marcos Ubirajara.

    O Sutra do Lotus é realmente O Objecto de Adoração e ensino ultimo e unificador de toda uma doutrina exposta por Shakyamuni. Abre e revela a verdade e Lei-Última. Mas “Nam” a prática e devoção do Sutra do Lotus, representando a nossa relação com os seus ensinos, é o que abre e revela a Lei-Ultima e a Budicidade inerente a todos nós.

    Nam-Myoho-Renge-Kyo: Devoção à Maravilhosa Lei-mística e Som do Sutra-do-Lotus.

    Nam-Myoho-Renge-Kyo

    Cumprimentos,
    António Amaro.

  2. eleize said,

    24/06/2010 às 17:32

    qual a sua opinião ?gostaria de saber….

    Aos seguidores de Nichiren

    A Mandala Esotérica do Sutra do Lótus (Hokkemandara). Ao centro pode-se ver o Buda Shakyamuni (Shaka-Nyorai) e o Buda Prabhutaratna (Tahô-Nyorai) dentro da Stupa como descrito no Capítulo do Sutra em que aparece a Stupa do Buda Prabutaratna (Tahotô).
    Eles estão no centro de um Lótus de oito pétalas com vajras entre elas.
    Todos os outros personagens representados ou são descritos na cena ou tem relação com os ensinamentos deste capítulo.
    O Dharani do Sutra do Lótus é: Namah Samantah Buddhanam Om AA Ah Am Ah Sarva-Buddha-Jnasakshebhyah Gagana- Sambhavalakshani-Saddharma-Pundarika-Sutra – Jah Hum Bam Hoh Vajrakshamam Hum Svaha !
    Essa é para quem acha que o Sutra do Lótus só tem um aspecto, o exotérico, e despreza os ensinos esotéricos, preferindo se apegar a interpretações pobres do que aprender o Budismo Real, Verdadeiro.

    Se você é membro de qualquer organização que diz seguir Nichiren, então este post é especialmente dirigido a você.

    Postado por Houraku Dai Ajyari às 19:31

    NOTA DE MODERAÇÃO:

    Prezada (o) Eleize

    Perdoe-me, mas suprimi grande parte de sua mensagem por considerá-la ofensiva às entidades, instituições e pessoas alí mencionadas.
    Minha tendência, digamos assim, é a de respeito a todos, e baseia-se na conduta do Bodhisattva Sem-Desprezo do Capítulo 20 do Sutra de Lótus.
    Todavia, fiz questão de responder à vossa indagação e gostaria de agradecer-lhe a contribuição acima.

    Desejo-lhe a Paz do Dharma Maravilhoso.

    Respeitosamente,

    Marcos Ubirajara.

    • muccamargo said,

      24/06/2010 às 19:48

      Primeiro, não sou membro de nenhuma organização;
      Segundo, o Buda enaltece aqueles que abraçam a íntegra do Sutra de Lótus;
      Terceiro, o Buda também enaltece aqueles que professam os 12 tipos de sutras;
      Quarto, o Buda não entra no Nirvana;
      Quinto, todos os seres possuem a Natureza de Buda;
      Sexto, a Realidade Última, Paramartha-satya, não pode ser compreendida a partir do que se obtém no mundo (exceto as escrituras sagradas, todos os textos, interpretações, opiniões, relatos, fatos, etc.);
      Sétimo, não se encontra um Buda trajado em impurezas;
      Oitavo, o Bodhisattva roga pelo abandono de palavras desenraizadas que não ratificam as escrituras sagradas;
      Nono, o Bodhisattva roga pelo abandono de palavras sem significado;
      Décimo, os Bons Mestres da Via são todos os Budas e Bodhisattvas;

      Assim por diante…

      Décimo bilionésimo, um Bodhisattva Mahasattva jamais aponta as falhas de quem quer que seja.

  3. selma maria trodrigues said,

    17/09/2010 às 16:17

    MARAVILHA !ADOREI

  4. márcia gouveia said,

    21/11/2011 às 20:25

    adorei seu ponto de vista, pois como praticante do budismo de nitiren, não podemos julgar nem criticar, mas sim reverenciar o buda existente que todos nós possuímos.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: