A Natureza Original de Todas as Coisas

A statue of Prajñāpāramitā personified, from S...

Imagem do Prajnaparamita personificado de Singhasari, Java.Imagem via Wikipedia

“Oh bom homem! A natureza de todas as coisas é originalmente Toda-Vazia. Por quê? Porque não podemos segurar em nossas mãos a natureza de todas as coisas. Oh bom homem! A natureza da matéria não pode ser segura em nossas mãos. Qual é a natureza da matéria? Matéria não é terra, água, fogo, ou ar. E, no entanto, ela não se separa da natureza da terra, da água, do fogo, e do ar. Não é azul, amarela, vermelha ou branca. E, no entanto, ela não se separa do (aspecto da cor) azul, amarelo, vermelho ou branco. Não é ‘é’; não é ‘não-é’. Como podemos dizer que a matéria tem a sua própria natureza.

Como a sua natureza é impossível de capturar, dizemos ‘toda-vazia’. É o mesmo com todas as coisas. Como existe similaridade e continuidade, os mortais comuns observam e dizem que a natureza de todas as coisas não é ‘toda-vazia’. O Bodhisattva-Mahasattva realiza as cinco coisas. Assim, ele vê que a natureza original de todas as coisas é ‘toda-silêncio’. Oh bom homem! Se há algum Shramana ou Brâmane que vê que a natureza de todas as coisas não é ‘toda-vazia’, saiba que tal pessoa não é Shramana e nem Brâmane. Tal pessoa não pode praticar o Prajnaparamita e atingir o Grande Nirvana. Ela não pode ver todos os Budas e Bodhisattvas face a face; ela é aparentada de Mara. Oh bom homem! A natureza de todas as coisas é originalmente Toda-Vazia. E quando o Bodhisattva pratica o Todo-Vazio, ele vê o Todo-Vazio de todas as coisas.”

Sutra do Nirvana, Capítulo 32, sobre o Bodhisattva Rei Altamente-Virtuoso 6.

original nature of all things.mp3

%d blogueiros gostam disto: