A Glória dos Dignos e Sábios

“Assim, também, é com o Tathagata. Como grande rei da Lei nos três domínios da existência, ele usa a Lei para ensinar e converter todos os seres viventes. Vendo o exército daqueles que são dignos e sábios travando batalhas com demônios dos cinco componentes, os demônios das aflições e os demônios da morte[1]; e sendo bem sucedidos extinguindo os três venenos[2], escapando do mundo tríplice e rasgando as redes dos demônios, o Tathagata sente-se grandemente gratificado. Ele então lhes prega o Sutra da Flor de Lótus da Lei Maravilhosa, que pode levar todos os seres viventes à Sabedoria que abarca todos os fenômenos, que erradica o ressentimento e a desavença no mundo, e que ele nunca pregou antes”.

 


[1] Consubstanciando o mundo tríplice dos três domínios da matéria (cinco elementos) do desejo (das aflições) e do espírito (morte).

[2] Da avareza, da ira e da estupidez.

Extraído do CAP. 14: Conduta para a Prática Bem-Sucedida.

%d blogueiros gostam disto: